Translator

sexta-feira, 15 de abril de 2011

MANUELA MOURA GUEDES: "GUERRA DE ALECRIM E MANJERONA"

“Ó Luís, assim fica melhor ou fica melhor assim?”, questionava Sócrates e as TV captaram. José Alberto Carvalho não quis as imagens “a passar nos spots permanentes” .
Polémica Moura Guedes ataca José Alberto Carvalho e Judite Sousa - por Ana Lúcia Sousa-Ontem .
.
A jornalista comentou no Facebook o facto de TVI proibir a passagem de imagens da gaffe de Sócrates em São Bento: "Beto e Judas fazendo o trabalhinho de casa. Que vergonha!"
.
Judite Sousa e José Alberto Carvalho assumiram o cargo de directores de informação na TVI há cerca de15 dias e Manuela Moura Guedes já os criticou publicamente.
.
A jornalista da SIC postou hoje (sexta-feira) no seu Facebook: "Para quem tinha ainda dúvidas sobre a "filosofia editorial" da TVI agora com a sua nova direcção de Informação, penso que isto ajuda a esclarecer. Beto e Judas fazendo o trabalhinho de casa. Que vergonha!".
.
O comentário que fez na sua página pessoal da Internet estava acompanhado da notícia avançada pelo Correio da Manhã, que a TVI tinha proibido a gaffe de José Sócrates durante os testes de imagem em São Bento antes de anunciar ao país o pedido de ajuda externa.
.
A notícia refere-se a um comunicado enviado através de um sistema interno da estação, que o mesmo diário teve acesso: "A pedido da direcção de Informação da TVI venho informar que as imagens do primeiro-ministro a testar o som, no púlpito, em São Bento, fornecidas pela RTP, não são para utilizar".
.
O comunicado estava assinado por Paula Costa Simões, editora de Política.
.

José Alberto Carvalho, director de Informação, explicou que indicação era no sentido de não utilizar as imagens nos spots permanentes do dia.
.
Mas que estavam no arquivo e que podiam ser utilizadas.

DEPOIS DO AMÉRICO JUNTAR-SE À ISABELINHA ACONCHEGA-SE AGORA O BELMIRO...!!!

Para Angola, rapidamente e em força e, pois claro!, com a bênção divina dos donos do país (Assim disse Salazar...não para salvar a economia de Angola,mas a "pele" dos brancos,mulatos e pretos da fúria das catanas e do comunismo-José Martins

A Sonae e a Condis, empresa maioritariamente detida pela empresária Isabel dos Santos (apenas, e por mera coincidência, filha do homem que é presidente de Angola há 32 anos sem nunca ter sido eleito) e pelo marido, Sindika Dokolo, celebraram hoje o acordo para a entrada do grupo português em Angola com uma rede de hipermercados com a marca Continente.

Em comunicado, a Sonae anunciou que "o acordo concretizar-se-á pela criação de uma parceria cujo capital é detido em 51 por cento pela Condis e em 49 por cento pela Sonae, em que as decisões relevantes são partilhadas, cabendo à Sonae a gestão operacional".

Segundo o grupo liderado por Paulo Azevedo, com esta parceria estratégica "alia-se o `know-how` técnico e experiência de retalho que a Sonae possui ao forte conhecimento do mercado angolano aportado pela Condis", estando o projecto ainda "sujeito à apreciação final das autoridades angolanas".
Que a Condis conhece o mercado angolano como ninguém, é uma verdade indesmentível. Aliás, conhece o mercado como conhece tudo o resto. Por alguma razão a família Eduardo dos Santos representa quase 100 por cento do Produto Interno Bruto de Angola.
Curiosa e hilariante é referência de que o projecto estará ainda "sujeito à apreciação final das autoridades angolanas". Se Angola é o MPLA, se o MPLA é Eduardo dos Santos, porque carga de chuva se vem falar de autoridades angolanas
Ser filha de quem é representa só por si a maior e única autoridade do país.
São com certeza boas notícias para as partes envolvidas. No entanto, talvez porque à Sonae tenha custado engolir as regras da corrupção angolana, as coisas não terão corrido tão bem como o inicialmente previsto, isto porque Paulo Azevedo anunciara a 17 de Março de 2010 que a entrada da empresa no mercado angolano poderia acontecer já em 2010.
Angola é um dos países lusófonos com amaior taxa de mortalidade infantil e materna e de gravidez na adolescência, segundo as Nações Unidas.
Mas o que é que isso importa? Importante é saber de facto que a Sonae vai avançar com o lançamento dos hipermercados Continente em Angola, mesmo sabendo-se que o regime é um dos mais corruptos do mundo. Ou será por isso mesmo?
Seja como for, o que conta é o "Hello tomorrow" (olá amanhã), rapidamente e em força para... Angola.
Em cada mil crianças nascidas em Angola, 131 morrem antes de atingir o primeiro ano de vida, a taxa mais elevada entre os países lusófonos e de toda a África Austral.
De acordo com o relatório do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), numa escala de 0 a 100, Angola apresenta um índice de desigualdade entre ricos e pobres de 58,6, os mais pobres (perto de 70% da população) têm uma taxa de consumo de 0,6 por cento enquanto a dos ricos é de 44,7 por cento.
45% das crianças angolanas sofrem de má nutrição crónica, uma em cada quatro (25%) morre antes de atingir os cinco anos. 76% da população vive em 27% do território. Mais de 80% do Produto Interno Bruto é produzido por estrangeiros; mais de 90% da riqueza nacional privada foi subtraída do erário público e está concentrada em menos de 0,5% de uma população de cerca de 18 milhões de angolanos.
Mas o que é que isso importa? Sim! O que é que isso importa?
Aliás, muitos dos angolanos (70% da população vive na miséria) que raramente sabem o que é uma refeição, poderão certamente fazer incursões ao Continente, ou melhor, aos caixotes do lixo do Continente e lá encontrar restos quase novos de comida. Portanto... não se queixem.
A Sonae não é uma empresa filantrópica e, por isso, negoceia com os donos do poder e, no caso de Angola, do país. E, como sempre, é muito mais fácil negociar com dirigentes vitalícios do que com os que resultam de uma vida democrática.
Também é verdade que se a comunidade internacional não se preocupa com o facto de, em Angola, poucos terem cada vez mais milhões e cada vez mais milhões terem pouco ou nada, porque carga de chuva deveria ser a Sonae a preocupar-se?

ARCAS ENCOIRADAS DOS NOSSOS MAIS "BOM-BONS"!

A torta guerra da direita mais à direita

Uns dias falam de coligação, de união, de partilha, noutros apunhalam-se nas costas. Para uma frente unida contra o Sócrates, (e por Portugal segundo eles), nunca via nada de tão desarticulado e mal-parido. Ambos querem votos dos ex-socretinistas, mas ambos sabem que o melhor lugar para aumentarem a votação é nos votos do outro. O PSD com o seu discurso liberal e o CDS sem ter outro lugar onde caçar eleitores que não seja nos descontentes do PSD.
Já nem me lembrava deste boneco que fiz há algum tempo e que acabei por nunca publicar. O famoso largo consenso nacional de que todos falam mas ninguém parece realmente estar disposto a fazer. A ânsia de poder é tão grande que nenhum parece disposto a partilha-lo.

PEC IV - AFINAL O QUE SE PASSOU?

FUNDADAS SUSPEITAS
.
Embora com PEC IV ou sem PEC IV a situação económico-financeira do país seja grave, muito grave, e nenhuma das soluções até agora encaradas permita olhar o futuro com um mínimo de optimismo, pode ter interesse, quanto mais não seja para desfazer certos mitos, tentar perceber o que se passou em Portugal nas 48 horas que antecederam a apresentação daquele programa em Bruxelas.
.
A convicção que inicialmente se generalizou com base nos factos que então vieram a lume e outros que tinham ocorrido nas semanas que antecederam o anúncio daquele PEC foi a de que técnicos da Comissão Europeia, eventualmente acompanhados por gente do FMI e do BCE, tinham estado em Lisboa, no Ministério das Finanças, a preparar com o Ministro um novo programa de austeridade, chamado de estabilidade e crescimento, semelhante ao apresentado pela Espanha uns meses antes, numa derradeira tentativa de, por via da sua aceitação em Bruxelas, se convencerem os “mercados” de que Portugal poderia passar sem o pedido de resgate.
.
Gizado o programa nas suas linhas essenciais, o Primeiro Ministro foi a Berlim apresentá-lo a Merkel e solicitar o seu “agrément”para a aprovação do dito no Conselho Europeu. Embora sem grande entusiasmo, parece que Merkel acedeu em aconselhar a sua aprovação, não sem antes ter obtido de Sócrates a garantia de que se o programa não obtivesse os efeitos esperados Portugal se obrigaria a pedir o resgate. De regresso a Portugal, Sócrates deu conta a Passos Coelho, na véspera do Conselho Europeu, do programa que nele iria apresentar. De acordo com o que então veio a público, ficou a saber-se que Sócrates teria feito telefonicamente esta diligência junto de Passos Coelho.
.
Nada então se disse sobre se Coelho havia dado o seu acordo de princípio ao dito programa, ou se Sócrates lhe havia relatado os antecedentes da sua elaboração. Sabe-se apenas, e este é um dado certo, que Cavaco fora mantido à margem do que se estava a passar e do que se iria passar.
.
E toda a gente percebeu porquê: depois do discurso investidura que Cavaco fizera no Parlamento uns dias antes, ele deixara de ser um parceiro fiável para o Governo. Daí a sua marginalização. Todavia, com o andar dos dias, e depois de tudo o que entretanto se passou – reprovação do PEC na AR, reunião do Conselho de Estado, dissolução do parlamento, pedido de resgate – ficou a saber-se que afinal Passos Coelho esteve em São Bento a falar com Sócrates sobre o assunto.
.
Houve, portanto, um contacto pessoal e não telefónico. E ontem soube-se mais: soube-se que todos os deputados do PSD receberam um SMS intimando-os a não falar sobre o PEC que estava a ser apresentado em Bruxelas…para não prejudicar as negociações. Logo a seguir, de um momento para o outro tudo mudou. Passos Coelho comunicou ao país, a partir da São Caetano, que não o PSD não aprovaria o programa. E a partir daí, foi o que se conhece
.
O que determinou este súbito volte-face? Aparentemente, a pressão das “bases” (entendendo-se por bases os que estão no topo) do partido, de há muito ansiosas por “ir ao pote”. Daí o dilema perante o qual Passos Coelho terá sido colocado: ou há eleições no país, ou no PSD. Só que esta tese por muita força emocional que possa ter não convence.
.
Os dirigentes do PSD sabiam que ainda não estava criada no país uma onda que irresistivelmente os lançasse para uma maioria absoluta e simultaneamente empurrasse Sócrates para uma derrota histórica. Por isso, haviam combinado entre si, que o momento em princípio escolhido para derrubar o Governo seria lá mais para o fim do ano aquando da apresentação do orçamento.
.
Ou seja, acreditavam que com a passagem do tempo as sucessivas medidas de austeridade do Governo acabariam por produzir no eleitorado o efeito que tão ansiosamente esperavam. Há, portanto, todas as razões para supor que as pressões sofridas por Passos Coelho vieram de outro lado. E factos posteriores importantes apontam nesse sentido.
.
Primeiro facto – É sintomático que o discurso de fundo do PSD na sessão do “chumbo” do PEC tenha sido feito por Manuela Ferreira Leite, que nutre um significativo desdém por Passos Coelho, de que a todo o momento dá provas, como ainda recentemente, ao recusar encabeçar a lista do partido por Lisboa;
.
Segundo facto – O Presidente da República manteve o mais completo silêncio enquanto a crise se desencadeava, nada tendo feito, absolutamente nada, para a tentar evitar; falou depois da reunião do Conselho de Estado para anunciar a dissolução do Parlamento e mais tarde para apresentar uma rematada asneira quando propôs a concessão de um empréstimo intercalar pela UE…exactamente para que a negociação do resgate fosse feita, mais tarde, pelo novo governo saído das eleições;
.
Terceiro facto – Passos Coelho nas conversas que entretanto está tendo com o Governo sobre “esqueletos no armário” e “gato com rabo de fora”, na base de questionários mais completos do que os exigidos pelos serviços de emigração dos EUA, está sendo assessorado por próximos, muito próximos, de Cavaco Silva. Em conclusão: Cavaco calado? Já lá dizia Kant ao considerar como fórmula transcendental dos poderes públicos o princípio segundo o qual: “Todas as acções relativas ao direito de outros homens cuja máxima não é conciliável com a publicidade são injustas”.
.

PS - Enviado por um leitor deste blogue

BASÍLIO HORTA E SUAS BOCAS: "PARECE QUE É BRUXO ADVINHAR O XUTO-NO-CU!"

Empresas nacionais

Basílio Horta elogia capacidade de exportação de Portugal

por Lusa

.
O presidente da AICEP elogiou hoje a capacidade exportadora das empresas portuguesas, sublinhando que a manter-se a tendência de crescimento o país pode não entrar em recessão e mostrará a "esses nórdicos que é possível dar a volta". .
Basílio Horta destacou, num encontro com empresários em Lisboa sobre oportunidades de investimento na Colômbia, que as exportações aumentaram 20 por cento em Fevereiro (face ao mês homólogo de 2010) e cresceram, em termos reais, 14 por cento em Janeiro e Fevereiro, sendo que, segundo as indicações preliminares, Março será também "um bom mês".
.
"Se mantivéssemos este ritmo já não entravamos em recessão. Se chegássemos ao fim do ano com um crescimento de 12 por cento, seria possível um crescimento modesto mas que não fosse negativo", disse o dirigente da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP), reconhecendo que será difícil manter o ritmo.
.
Enaltecendo o trabalho das empresas portuguesas e o impacto das exportações na economia, Basílio Horta afirmou que servem também para "mostrar a estes nórdicos de sangue frio como somos capazes de mudar as coisas e ir para a frente", numa alusão à ajuda externa.
.
O presidente da AICEP considerou que "o tecido exportador nacional é que está a alimentar a economia portuguesa", sublinhando que "é fundamental que esta tendência de crescimento se mantenha" para dar "uma grande surpresa ao FMI, à OCDE e até ao próprio Governo que agora já fala em recessão".
.
Basílio Horta lamentou que esteja a ser criada uma imagem externa de Portugal "que entristece a todos" e apelou à união dos portugueses, para que não continuem a permitir o que os finlandeses e outros se permitem dizer sobre o país.

POIS QUE FAÇAM A FESTA QUE BEBAM E COMAM QUE OS PORTUGUESES PAGAM!

Ex-Presidentes da República no Palácio de Belém para assinalar 37.º aniversário da revolução de Abril .
.
Por Agência Lusa, Publicado em 15 de Abril de 25 de Abril .
.
O Presidente da República vai assinalar o 25 de Abril com uma cerimónia no Palácio de Belém, que contará também com a presença dos seus três antecessores no cargo, que tal como Cavaco Silva proferirão uma intervenção.
.
"Por ocasião do 37.º Aniversário da Revolução de 25 de Abril, decorrerá no próximo dia 25, pelas 12:00 horas, no Palácio de Belém, uma cerimónia comemorativa na qual serão oradores os antigos chefes de Estado General António Ramalho Eanes, Dr. Mário Soares e Dr. Jorge Sampaio, bem como o Presidente da República, Prof. Doutor Aníbal Cavaco Silva", lê-se numa nota divulgada no ''site'' da Presidência da República.
.
Durante a cerimónia, o Presidente da República irá ainda agraciar várias personalidades com a Ordem da Liberdade, por ocasião do 35º aniversário da instituição desta Ordem Honorífica, é ainda referido na nota.
.
P.S. - Claro a festa é deles e eles até passaram um bom "tempinho" enquanto por lá viveram, em Belém.
.
Divirtam-se à grande e à portuguesa!

PORTUGAL: VERGONHA! DEPOIS DE 9 SÉCULOS DE INDEPENDÊNCIA TEMOS UM TUTOR!

.
Tem nome de jogador de futebol, é dinamarquês, aterrou em Lisboa e vem tratar-nos da saúde. .
.
Poul Thomsen nunca foi eleito mas é ele quem vai governar os que nos vão governar. Devíamos estar assustados. Mas não estaremos afinal aliviados? Bem-vindo, Poul Thomsen, trazei dinheiro para as nossas dívidas, mas sobretudo trazei pujança c...ontra esta cagança e bom-senso para a nossa liderança. Os que cá estão endoideceram. Continuam a falar de um país que já não existe. E a que eles próprios ajudaram a cavar a sepultura, dançando agora sobre ela, sem pudor nem decência. .
.
A comitiva que hoje aterra em Lisboa, de membros do FMI, BCE e Comissão Europeia, vem consumar o nosso fracasso. Cada degrau que pisem na descida do avião é uma chicotada no nosso orgulho, na nossa autonomia, no nossa autodeterminação. O País está hoje humilhado.
.
Em vez de uma marcha fúnebre, temos um cortejo de carnaval. José Sócrates conseguiu, dois dias depois de o País se ajoelhar, produzir o seu mais irreal discurso de sempre. O Congresso do PS encenou um triunfalismo que é ofensivo para um País intervencionado.
.
Foi um delírio colectivo triste, um comício com o fanatismo de Vasco Gonçalves, uma propaganda alucinógena. Leni Riefenstahl, a cineasta de Hitler, ter-se-ia comovido. Os políticos comportam-se como herdeiros que disputam as partilhas de fortuna nenhuma. .
.
É preciso um entendimento entre três partidos, que os vai vincular mesmo durante as eleições a medidas de austeridade, mas todas as pontes de contacto estão a ser dinamitadas. O Presidente da República faz de conta que não é nada com ele (imagine que era com Mário Soares: tem alguma dúvida de que já tinha posto esta gente na ordem?). José Sócrates fala de Passos Coelho como se tivesse acabado de lhe dar uma tareia em bilhar de mesa.
.
Passos Coelho "contrata" Nobre para presidente da Assembleia da República e ainda alguém se vai lembrar de José Manuel Coelho na Madeira. Mas não há grande cuidado com a gravidade da situação financeira que atravessamos. .
.
Os 80 ou 90 mil milhões de euros que vamos pedir ainda não estão garantidos. Há muitos países que estão enfurecidos e que falam de nós como de leprosos. As lideranças europeias são hoje fracas e pressionadas pelas suas opiniões públicas.
.
Mesmo a senhora Merkel, que adoramos odiar, deu a cara por nós, em Berlim, nem há um mês. E nós? Desgovernamo-nos em declarações públicas como quem entra num restaurante cheio com uma metralhadora descontrolada na mão. . A principal razão pela qual a Europa nos quer ajudar não se chama Portugal, chama-se Espanha, chama-se euro.
.
Essa é a nossa protecção. Já que não nos sabemos ajudar, ao menos ajudemo-los a ajudar-nos. Poul Thomsen é, como Hamlet, dinamarquês e verá que há algo de podre neste reino. Portugal falhou. Entrou em bancarrota. Ficou sem dinheiro. Somos a chacota da Europa, nem na desgraça nos unimos. .
.
Portugal vai ser, segundo o FMI, o único país do mundo em recessão em 2012. E no entanto, os políticos, as elites, os governantes, agem sem tino. Não chegou terem atirado o País para eleições no pior momento possível. Agora nem para acordarem um pedido de ajuda se entendem.
.
O País não é todo um coliseu, há muitos sítios onde hoje o orgulho nacional se sente ferido. Na Beira Alta, onde há honra, é costume dizer-se uma frase que um dia Henrique Monteiro usou no "Expresso": vergonha é não ter vergonha. E ninguém pede desculpa a Portugal. . O "El Pais" dizia "Los políticos ceden el mando em Portugal". O "The New York Times" falava em "Squabbling Portugal to agree aid deal ahead of vote", enquanto o seu gémeo "Herald Tribune" dizia "Bailout for Portugal will put politicians in a vise". Finalmente o "Financial Times" avançava "Portugal's PM launches opposition attack". .
.
Todos os artigos traçavam um retrato feio da classe política portuguesa, entretida em guerrinhas idiotas enquanto o país se afunda (o FMI prevê, mesmo sem o PEC IV ou V, uma recessão em 2011 e 2012). Some-se a isto o que se passou no último Ecofin, onde o ministro das Finanças, que não deve ter lido a Constituição, aventou que Comissão, BCE e FMI têm de negociar directamente com os partidos; e onde um Presidente, que se cala intra-portas, falou demais… e está tudo dito.
.
É por isso que não nos podemos queixar dos puxões de orelhas de governantes estrangeiros. Quem pode condenar o "shut up" de Ollie Rehn a Cavaco, ou o recado do ministro das Finanças da Finlândia, que sugeriu um pacote mais duro do que o PEC IV? E quem se pode atirar ao ministro holandês que recomendou a Portugal uma "reviravolta completa"
.
Nunca me iludi com a qualidade da nossa classe política. Mas nunca pensei que um dia chegaríamos a esta humilhação. Ouvir jornais e colunistas estrangeiros (de referência) dizer que o nosso resgate pode ser prejudicado porque a classe política se coloca ao nível do miserável é mau demais. Mas é verdade. Que vergonha! .
.

PRESIDENTE DA REPÚBLICA CHECA PILHA CANETA!

.
Presidente da República Checa...pilha caneta!!! E foi a este pilha canetas que o Presidente Cavaco permitiu desconsiderações graves , sem resposta... Cada um tem o que merece. Abraço triste
Não perca o clique e veja o video
.

HOMENS DA LUTA: DEDICAM UMA MÚSIQUINHA AO FERNANDO NOBRE - INSPIRADOS NO ABBA

video
Conheça a letra da nova música dos Homens da Luta:
.
Quem diria que irias mudar
Por um lugar Fernando
.
Quem como eu Te ouvia falar
Não dá para crer Fernando
O tacho é bastante tentador
.
Sabemos bem
E agora estás no PPD-PSD
Fernando

OS NOBRES DO FERNANDO E SEU NEGÓCIO DE FAMÍLIA - A GRANDE BRONCA!

.Quandoo mar bate na rocha quem se "lixa" é o mexilhão
.
GRANDE BRONCA: AMI - Um Negócio em família... O organograma da Fundação AMI - Assistência Médica Internacional (retirado do seu site), cujo presidente vitalício é Fernando Nobre, é deveras muito elucidativo.
.
Os dirigentes dos órgãos da Fundação são quase todos da mesma família. Na Direcção, por exemplo, em 7 elementos, 5 são da mesma família. As duas directoras adjuntas são familiares do candidato Presidencial: Leonor Nobre é irmã e a outra directora, Luísa Nemésio, é a mulher de Fernando Nobre, que em 1992 aderiu à causa monárquica, mas, recentemente, candidatou-se à Presidência da República.
.
O Conselho Fiscal é controlado pelo cunhado - sim, o marido da irmã, Leonor Nobre! A AMI recebeu ao longo dos anos avultados apoios, quer do Estado Português, quer da União Europeia. As contas desta Fundação nunca são conhecidas dos Portugueses
.
Inúmeras empresas portuguesas têm contribuído, activamente, com apoios muito significativos para a AMI. O candidato Presidencial fala tanto em transparência, contra a classe política, e porque não coloca em prática o que proclama nos seus discursos
.
Quanto recebe (salário mais ajudas de custo) como Presidente da AMI? Os seus familiares quanto recebem na AMI? Fernando Nobre dedica-se exclusivamente a AMI? Qual é o seu património e o rendimento anual declarado? A transparência é só para os outros políticos que tanto critica?
.
O discurso de moralização da política deve ser verdadeiro. Os Centros Porta Amiga estão encerrados durante os fins-de-semana e os feriados; os sem-abrigo e os excluídos socialmente não podem comer e tomar banho, durante estes dias.
.
O Estado Português e a sociedade civil apoiam estes centros... Usar, numa campanha política, uma Fundação que não deve ter opções partidárias, religiosas ou de outros géneros, é reprovável à luz dos princípios que devem reger as Organizações Não Governamentais (ONG).
.
Muitas questões nunca foram colocadas a este candidato presidencial, quem só agora descobriu a politica e se julga muito mais sério do que todos os outros. Os Portugueses tem o dever e o direito de serem informados sobre as ideias e as práticas de um candidato a Presidente da Assembleia da República, que já apoiou Miguel Portas (BE), Mário Soares (PS), “o molusco” Durão Barroso (PSD), António Capucho (PSD)… e agora o “coelhinho dos passos de plástico”(PSD)! Entre o discurso e a prática vai uma enormíssima… grande distância!
.
P.S. Enviado o conteúdo acima por um leitor deste blogue.

A TUDO SE CHEGA SE A VIDA DURA E ATURA! OLÉ,OLÉ PORTUGAL DA UNIÃO EUROPEIA!

AS SUAS NOTICÍAS DE 15.04,11


Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã PEC: Pacheco Pereira denuncia SMS de silêncio EUA: Tráfego aéreo perde chefe Albufeira: Queda de segway Portimão: Traineira resgatada Último ditador da Argentina condenado a perpétua

Capa do Público Público Comboios da CP circulam com normalidade após anulação de paralisação Operadores de telecomunicações contestam cobranças mais caras BCE começa a dar sinais de que vai subir de novo as taxas de juro Pacheco Pereira revela ordem de silêncio a deputados do PSD sobre PEC4 Socialista Rui Riso eleito presidente do sindicato dos bancários


Capa do Diário de NotíciasDiário de Notícias Quatro fundações receberam 220 milhões em cinco anos Miguel Relvas: "Temos um Governo guerrilheiro" GNR ordena cortes nos gastos de combustível Incentivos para controlar álcool acima dos 13 anos Pacheco Pereira revela mensagem sobre o PEC4

Capa do Jornal de NotíciasJornal de Notícias Obama, Sarkozy e Cameron consideram impossível imaginar futuro com Kadafi Último ditador argentino condenado a prisão perpétua Operação anti-ETA revela o maior arsenal de material para explosivos Sálvio com fractura do quinto metatarso do pé direito Ex-ministro diz que "falta qualificação à classe política"

Capa do i i Ministério da Defesa não acata a maioria das recomendações do Tribunal de Contas Presidente da SNL vai ser grão-mestre do Grando Oriente Lusitano Droga. Helicóptero de empresa algarvia apanhado com 400 quilos em Espanha Inédito. Centro de Estudos Judiciários não abre novos cursos em Setembro Os passos da troika em Portugal

Capa do Diário Económico Diário Económico 'Time lag' penaliza Galp em 21 milhões Portugal devolve hoje cinco mil milhões aos credores “Posição negocial de Lisboa é mais forte do que se pensa” Bancos nacionais garantem crédito de 2,7 mil milhões para PPP Mota-Engil vai reclamar por causa do TGV

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios Governo diz que contas do Estado melhoram em 1,750 mil milhões até Março China continua escalada de crescimento ao avançar 9,7% no primeiro trimestre Vídeo: Passos Coelho quer "devolver transparência e realismo à vida pública" "Despedir mais rápido e com menos custos não tem impacto na empresa" Amorim compra a Subercentro por quatro milhões de euros

Capa do Oje Oje Brent abre a subir Tóquio encerra a descer Wall Street fecha em queda, penalizada pelos dados do desemprego MD investe 320 milhões em Lisboa Ongoing estuda aumento de capital até final do ano
Capa do DestakDestak Cerca de 20 pessoas anti-touradas manifestam-se na primeira corrida da época Garantida 15.ª final lusa Sporting de Braga empata Dinamo de Kiev, rumo às "meias" 3 equipas portuguesas em 4 lugares nas meias finais BPI encerra 47 balcões "devido à conjuntura económica"

Capa do A Bola A Bola Tomasevic pode ser titular «Processo é muito complexo» - José Manuel Meirim Ameaça de greve não coloca jogo em causa D. Corunha avança por Dinis «Quero que Falcao seja o “artilheiro”» - Hulk

Capa do Record Record Cinco jogadores em risco de suspensão Iturbe avaliado como novo Messi Garantir Rodríguez é prioridade Miguel Veloso: «Yannick fará ainda melhor» Notificação da greve chegou pela... Liga
Capa do O JogoO Jogo Lesão no pé direito pode tirar o resto da época a Sálvio César Peixoto: “Demonstrámos que somos uma equipa forte psicologicamente" Villareal confirma qualificação para as “meias” com vitória por 3-1 sobre o Twente Paulo César: “Quero pedir desculpa publicamente aos meus colegas, porque podia ter estragado tudo” PSV Eindhoven: Fred Rutten afirma que golo de Luisão retirou confiança da equipa

O HOMEM VOANDO NUM BALÃO À RASCA

JÁ É VELHA MAS ESTÁ MUITO ACTUAL. VALE A PENA RELEMBRAR.
.
Um homem, voando num balão, dá conta de que está perdido.
Avista um homem no chão, baixa o balão e aproxima-se:
- Pode ajudar-me? Fiquei de encontrar-me com um amigo às duas da tarde; já tenho um atraso de mais de meia hora e não sei onde estou...
- Claro que sim!
- responde o homem: O senhor está num balão, a uns 20 metros de altura, algures entre as latitudes de 40 e 43 graus Norte e a longitude de 7 e 9 graus Oeste.
- É consultor, não é
- Sou sim senhor! Como foi que adivinhou?
- Muito fácil: deu-me uma informação tecnicamente correcta, mas inútil na prática. Continuo perdido e vou chegar tarde ao encontro porque não sei o que fazer com a sua informação...
- Ah! Então o senhor é socialista!
- Sou! Como descobriu
- Muito fácil:
O senhor não sabe onde está, nem para onde ir, assumiu um compromisso que não pode cumprir e está à espera que alguém lhe resolva o problema.
Com efeito, está exactamente na mesma situação em que estava antes de me encontrar.
Só que agora, por uma estranha razão, a culpa é minha!...

ESTAMOS TRAMADOS COM ESTA MALTA...E AGORA GOVERNADO PELO SENHOR DOS OLHOS AZUIS...

Chegou o Senhor dos Olhos Azuis

Poul Thomsen é o homem do FMI que nos vem "governar" nos próximos anos.
.
Já o fez na Islândia, depois na Grécia, onde era conhecido pelo Senhor "olhos azuis", a agora chegou a vez de Portugal.
.
Na Grécia deu os resultados que se vêm e, apesar das duras medidas de austeridade, com mais impostos, desemprego, cortes nos salários, pensões e apoios sociais e fim dos subsídios de férias e Natal, provavelmente terá de lá voltar quando a Grécia tiver de recorrer a uma segunda ajuda do FMI.
.
Por este caminho estamos tramados, mas ainda nos resta uma última hipótese de o evitar; nas próximas eleições vamos todos votar em partidos que dizem recusar esta ajuda. Ainda é possível.

Quinta-feira, Abril 14, 2011

Portugal desfralda a bandeira da fome

Teixeira dos Santos já veio dizer que para Maio ainda há dinheiro, mas que para Junho os cofres estão vazios. Depois de tanto tempo a dizerem-nos que tudo estava bem, que as receitas cresciam mais que o previsto e as despesas baixavam, que as nossas exportações não paravam de subir vem agora dizer que o governo iça a bandeira preta da fome.
.
Não que a fome seja novidade para muitos portugueses que há muito vivem na desgraça do desemprego e dos salários de miséria, mas agora é o país que declara insolvência. Se a verdade é que já não há pão ou se essa afirmação é só uma forma de aceitarmos mais pacificamente as medidas que vão ser impostas pelo FMI, não sei.
.
O que sei é que esta cambada toda que tem andado a desgovernar o país, para que outros se governem muito bem, quando se for embora tem o futuro garantido, lugares de luxo reservados, cá ou na Europa. Talvez fosse a hora de olhar para o que se vai passando na Islândia onde o povo assumiu nas suas mãos o controlo e a tomada de decisões mais importantes, abolindo o capitalismo e exigindo decência e honestidade.
.

Esta gente devia ser toda julgada por crimes contra os cidadãos do seu país e por traição a Portugal pela perda de soberania e independência que causaram. Mas não só os que agora ocupam cargos, também os que já ocuparam, os que querem ainda vir a ocupar, de São Bento a Belém, todos são culpados.

AS ACÇÕES DO CASAL MARIA E ANÍBAL DE BELÉM...!!! - DE CAIXÃO À COVA!

CAVACO E AS ACÇÕES DA SLN

NÃO SE PASSA NADA
Não se passa absolutamente nada cerca de quarenta e oito horas depois de um inspector de finanças, perito no crime financeiro, colaborador da PJ na investigação do "caso SLN,” ter declarado em tribunal que Oliveira e Costa havia comprado 250 mil acções daquela empresa a uma sociedade off shore, Merfield, por 2,1 euros cada, que em seguida as revendeu a Cavaco e à filha por 1 euro, os quais, dois anos mais tarde, as venderam à própria SLN por 2,4 euros! Tudo normal. Absolutamente normal. O silêncio é de ouro.

2 comentários:

Anónimo disse...

É assobiar para o lado.

M.Horacio Lima disse...

Fora com ele. Fora com ele. Onde estao os nossos Generais. os capitaes, os homens que devem actuar nao atuam! Vamos escutar os politicos na campanha por que e para que? Nao ha uma campanha para nao votar. Que ninguem apareca nas urnas, sera uma maneira elegante para os desprezar. E o que eles merecem. Que vao para la como sairam...com o rabo entre as pernas..e depois embora tenham dificuldades em sentar..que puxem o rabo para o lado.Os primatas tambem se acomodam...quando se querem sentar ao Sol..nos ja nao temos o Sol que nos aqueca...Mais vale ser vigarista que parcer honesto! Forca Dr.Correia Pinto atirara-lhes como Santiago atirou aos mouros. Um abraco