Translator

sexta-feira, 24 de junho de 2011

E TODOS,POBRES, DA UNIÃO EUROPEIA FICARÃO EM CEROULAS...!!!


A crise do euro

O fracasso da cúpula eleva tensão na dívida espanhola
.
O prêmio de risco em Espanha, Itália, Portugal e Irlanda desempenha o seu máximo com a falta de progresso sobre a Grécia
PAÍS - Bruxelas - 25/06/2011
.
A Europa ainda está em hibernação.
.
Falta de progresso na cúpula de Chefes de Estado e de Governo em Bruxelas sobre a crise tomou ontem grega máximo prêmio de risco espanhola, aumentou as tensões no sistema bancário europeu e punido o estoque, o euro, o dívida periféricos quase tudo começou a lançar nos mercados. Bruxelas não está sabendo como lidar com a crise na Grécia com os parceiros europeus em um beco sem saída, na esperança de que Atenas vai resolver sua crise política.
.
Toda a pressão na zona do euro para apoiar o grego planos de austeridade conservadora, talvez o momento crucial do encontro, Funcionou um efeito nulo.
.
A crise política na Grécia está no ar. E ninguém parece ser suficiente já com declarações: "Nós concordamos que há um novo plano de resgate para a Grécia", disse a chanceler alemã Angela Merkel no início da cimeira. Que a confiança não impediu que um dia negro nos mercados.
.
A propagação espanhola é a mais alta em 15 anos, como a italiana.

Zapatero espera que os bancos espanhóis venham para o resgate da Grécia

O revés para o italiano Exchange contágio mercado bancário
.
O novo plano irá ajudár-somente se o parlamento grego aprovar uma nova dose de austeridade na votação crucial na próxima semana. Tensão na rua e na política traduz cliques de incertez: o Governo helénico tem uma estreita maioria de risco contra crack deserções potenciais, e a oposição tem ignorado todas as chamadas para apoiar um pacto de unidade nacional . Dadas as dúvidas que o dinheiro normalmente executado: o direito mercados, a rápida disseminação da crise grega, ontem foi até a grandes discussões.
.
O juro espanhol de risco (a diferença entre os juros pagos pela Espanha e pagos pelo país mais seguro, Alemanha), subiu para 285 pontos-base, perto das linhas vermelha e no pico dos últimos 15 anos. Em vão, o Governo aprovou uma nova redução do limite máximo de despesas para o próximo ano.
.
O risco do país atingiu mais do que mesmo na Espanha em novembro passado, quando a Irlanda estava condenado a buscar socorro para a UE eo FMI e causou uma escalada da tensão na Europa. O mesmo problema tinha Grécia, Irlanda e Portugal, resgatou os três países, que apesar do apoio dos interesses de suas dívidas não param de subir. E Itália, onde o diferencial com a Alemanha chegou a 214 pontos-base, o maior desde 1996.
.
As acções caíram cerca de 1% e o euro deu-se ao bar para 1,42 dólares com todos os olhos sobre a Grécia e da banca europeia: a crise da dívida soberana Europeia e os problemas do sistema financeiro estão profundamente relacionadas .
.
O banco tem um papel de liderança tanto na crise atual, bem como possíveis soluções. O Primeiro-Ministro, José Luis Rodríguez Zapatero, assegurou ao Conselho Europeu no final que os bancos espanhóis têm "vontade" de participar no resgate da Grécia, em linha com o que dissemos líderes políticos em outros países.
.
Se o Parlamento aprovar em Atenas cortes, a UE eo FMI divulgou um empréstimo de 12.000 milhões para o Governo a cumprir suas obrigações de pagamento no verão. E, paralelamente, a Europa vai lançar um novo plano de resgate que inclui um novo financiamento e do envolvimento do sistema financeiro que deve ter o cuidado de parte do projeto de lei.
.
Como em Espanha, onde a exposição é mínima, na Grécia, os grandes bancos alemães e seguradoras ontem deram sinais de que poderiam ir para essa reestruturação, de forma voluntária.
.
Mas isso não é clara. Contactos informais têm ocorrido nos últimos dias entre os governos e executivos financeiros. Mas fontes do mercado afirmaram que o sistema bancário e companhias de seguros europeias envolvidas nestas negociações não aceitarão o pagamento de uma parcela do projeto de lei, pelo menos não de forma voluntária e sem receber nada em troca.
.
Os bancos da zona do euro deve ir para o refinanciamento da dívida grega, com termos mais solto e de juros mais baixas, talvez. Mas o sector de chamadas para todos os tipos de incentivos e garantias para ir a uma chamada das autoridades europeias. E ambos têm de lidar com seus próprios problemas: o banco concedeu ontem uma punição severa na Bolsa de Valores, pela segunda vez em dois dias, especialmente na Itália, onde os maiores entidades sofreu um grande momento.
.
Unicrédito  Intesa e Sanpaolo, dois maiores bancos da Itália, ficaram em torno de 5% (depois de perder quase 10% a qualquer hora do dia) para a suspeita de que o sistema financeiro italiano precisa de mais capital-lançado por José Manuel González Páramo, membro do BCE, e depois ameaçou agência de classificação Moody é um downgrade do crédito note a grande maioria das entidades.
.
E tudo isso em plena cimeira UE e em meio a um emaranhado de gestos, declarações bem-intencionadas, mas sem uma clara mão de golpe tandem Bruxelas ou Paris e Berlim. "Faremos todo o necessário para estabilizar o euro", disse a chanceler Merkel, embora para a Alemanha, que continua repetindo o Parlamento grego deve aprovar o plano antes da perda de peso de 78.000 milhões de euros (incluindo a privatização, cortes e aumentos de impostos) na sexta-feira.
.
O primeiro-ministro, o socialista George Papandreou, disse que a Grécia estava no cume de um "voto de confiança" dos seus parceiros europeus, e estimou que o novo pacote de resgate de 110 mil milhões de euros.
.
Os próximos dias serão cruciais: Grécia vai votar na próxima semana seu novo plano, e domingo 03 de julho é chamado de uma cimeira da UE para avaliar os resultados dessa votação. Se tudo correr como planejado, em 11 de julho, a Europa poderia desencadear um empréstimo de 12.000 milhões e iniciar o plano de resgate de segundo. Se as coisas correrem mal, "não há alternativa", reconheceu quinta-feira o presidente da Comissão, o Português José Manuel Barroso. "Não há plano B", Zapatero reiterou ontem.
.
Não existe: o mercado de desconto e mais do que provável que uma reestruturação suave, ou talvez não tão gentilmente na Grécia, enquanto a Europa está a tentar ganhar tempo, o castigo está se espalhando pela periferia após o trio de países resgatados (Grécia, Irlanda e Portugal) há três países com problemas, Espanha, Itália e Bélgica. Vice-presidente e ministro das Finanças, Elena Salgado, ontem mostrou sua "confiança" em Atenas para dar luz verde ao plano de cortes ", de preferência com o apoio da oposição." Zapatero insistiu que a Europa "continuará comprometido firmemente com a política de estabilidade e apoio de todos os países da zona euro", observando que em Espanha, a caminho da consolidação fiscal (ou seja, reduzir o défice) é " adequada "e vai estabilizar os níveis de dívida pública" significativamente "abaixo da média europeia.
.
A realidade eo desejo: o rosto dessa interpretação, a Espanha praça e, em menor escala, Itália, como o próximo país pode ser condenado a uma operação de salvamento se a Grécia e da Europa não dão uma mudança de direção.
Tradução livre

E A MODA AGORA DOS GREGOS É AGUENTAR O PACOTE! E....NO PACOTE É UM DESCANSO!

Grécia, o FMI e da UE de acordo sobre um plano de austeridade
Grécia, o FMI e da UE de acordo sobre um plano de austeridade
Atenas chegou a um acordo sobre um plano de austeridade novo com o FMI ea União Europeia. Sua adopção pelo Parlamento grego antes de 30 de junho é a condição sine qua non para a concessão do país um segundo plano de ajuda internacional.
Por Despacho (texto)
AFP - Grécia chegou a um acordo com os doadores internacionais sobre os detalhes finais de um plano de austeridade novo, cuja aprovação no Parlamento na próxima semana vai determinar um plano de ajuda de segundo para evitar a falência países.
"Os chefes de missão da Comissão Europeia, o Fundo Monetário Internacional, o Banco Central Europeu (agrupados no" Troika ", NLDR) e as autoridades gregas concluíram esta noite (na noite de quinta-feira a sexta-feira) um acordo um conjunto de medidas para fechar o déficit orçamentário para o ano 2011-2014 ", disse a Comissão Europeia em comunicado.
O orçamento plano de recuperação de 28,4 bilhões de euros, deve ser aprovado pelo Parlamento grego até 30 de Junho e é a chave para permitir o lançamento de um plano de nova ajuda financeira para evitar a falência em Atenas e um contágio a toda a zona euro.
George Papandreou: "Os desafios são imensos"
"Uma vez implementado" medidas acordadas entre a Tróica e as autoridades gregas "da Grécia para alcançar as metas e permanecer na pista", disse a Comissão.
Pouco antes do anúncio do acordo, o primeiro-ministro grego George Papandreou tinha solicitado formalmente a ajuda dos europeus e do FMI em uma cúpula de líderes da UE em Bruxelas.
Atenas já obteve há um ano um plano de 110 bilhões de euros em empréstimos mais de três anos concedido em 2010 pela Europa e pelo FMI. Isso é cerca de metade hoje. Mas o envelope não é suficiente porque, ao contrário do que foi planejado, o país vai começar no próximo ano para emprestar-se nos mercados de títulos para cumprir as suas obrigações financeiras.
O novo pacote de ajuda deverá ser superior a € 100.000.000.000.
O acordo alcançado na noite de quinta-feira a sexta-feira era esperado porque estes dias o novo ministro das Finanças grego, Evangelos Venizelos, tinha dado a impressão de querer voltar atrás nos compromissos para poupanças orçamentais feitos pelo seu antecessor. Para o desespero de fundos baileurs de países que enviaram uma missão lá esta semana.
Mr. Venizelos quinta-feira detalhou as novas medidas: o governo grego decidiu, inter alia uma redução para 8.000 € limiar de um ano imposto de renda (em vez de 12 mil anteriormente). Que ascendeu a cerca de 400 milhões de euros para o único ano de 2011, o declínio nos gastos do Estado.
A redução do limiar de imposto impopular pouparemos que os jovens com menos de 30, os pensionistas com mais de 65 anos, a renda anual inferior a 12.000 € por ano, e os deficientes.
Impostos também será aumentado em óleo para aquecimento, mais fortemente para o negócio, enquanto que um imposto especial de solidariedade de 1 a 5% sobre o lucro de mais de 12.000 euros por ano.
Profissionais e de auto-contratados também serão necessários para realizar negócios de impostos ", em média, 300 euros por ano."
O ministro reconheceu que essas medidas poderiam exercer "forte pressão, especialmente sobre a classe média que vai levantar um peso pesado" e foram "provavelmente terá um efeito negativo sobre o crescimento."
Mr. Venizelos disse que o texto inclui medidas serão introduzidas "Monday" no parlamento para votação quinta-feira 30, o dia após a aprovação do plano mestre multi-ano, o país tem empreendido aos seus credores.

Clique aqui para saber mais!

TESOURADAS PRECISAM-SE!

 

PORTUGAL CORTADO À TESOURA: MÁFIA PORTUGUESA?

 «Escutas a Sócrates cortadas à tesoura»

Só um operação mãos limpas de grande escala, encarcerando quem se tem de encarcerar por gestão danosa e outras práticas que inclua magistrados, até hoje uma classe imune ao escrutínio da cidadania, pode fazer retornar a confiança a Portugal.

E isto para evitar a "vingança" do povo, de um povo que é lento mas lá chegará à justiça popular se a outra continuar ausente e demitida.
0 comentários

TEXAS NO COLOMBO E A LEI DO TIRO!

 LISBOA

Tiroteio no Centro Comercial Colombo faz 4 feridos

por Lusa
A polícia esteve no Centro Comercial Colombo até de madrugada.

Segundo o COMETLIS, o tiroteio ocorreu às 22:30 no espaço Funcenter, quando um grupo se envolveu em confrontos utilizando armas de fogo. Foram destacadas para o local várias equipas do INEM.
O incidente provocou ferimentos de bala em quatro pessoas, tendo sido transportados para os hospitais São Francisco Xavier, Santa Maria e Amadora Sintra.
"Terá sido uma desordem entre indivíduos de etnia cigana no centro comercial Colombo, na zona do Fun Center, com recurso a armas de fogo", salientou uma fonte da PSP à TVI24.
Um dos feridos mais graves, um homem de cerca de 40 anos, foi atingido numa perna e a bala acertou na artéria femoral.
A PSP referiu que até ao momento não houve detenções e que o caso foi entregue à Polícia Judiciária.
Um tiroteio no Centro Comercial Colombo, em Lisboa, provocou esta noite quatro feridos graves, disse fonte do Comando Metropolitano da PSP (COMETLIS) à Agência Lusa.

MAR E MAR COM O "PAULINHO" VAI VOLTAR E OS BARCOS (OUTRA VEZ) NAVEGAR...!!!

Calma,calma não vai haver drama! O "Paulinho" com o suporte do AICEP vai activar os Estaleiros de Viana e vender muitos barcos na estranja!

O mar português


Os Estaleiros de Viana do Castelo vai despedir 380 dos seus 720 trabalhadores. Com 200 milhões de euros de passivo e um prejuízo de 40 milhões em 2010, dizem ser a forma de salvar o Estaleiro.
.
Para ajudar à festa, o Presidente da Administração demitiu-se após ter sido vitima de insultos por parte dos trabalhadores. Assustados assistimos ao descalabro do pouco do bom que ainda resta do sector produtivo do país, mas agora temos os super-ministros do CDS que vão aparecer e resolver o problema. Ou não vão?
.
Lembro-me de ver o Portas, quando foi ministro na sua anterior passagem pelo poder, falar das soluções para o Estaleiros, uma infraestrutura essencial para o país. Lembro-me de ver o Presidente, o CDS e toda a nossa classe comentadora falar do nosso grande Mar, esse enorme espaço inexplorado onde se aloja o futuro do planeta.
.
Um enorme mar, vazio de barcos portugueses por não os termos. Temos uns Estaleiros com problemas por falta de trabalho e o país necessita de barcos. Junta-se a fome com a vontade de comer, não podia ser melhor.
.
Os Estaleiros fazem os barcos que o mar deste país necessita. Ou vão mesmo mais 320 trabalhadores para o desemprego e todos continuar a falar da enorme oportunidades, tão grandes como o mar português.

NOTAS VERBAIS - DOIS BARÓMETROS




Cá por nós e porque de Março a Abril há pouco que rir, optaríamos pelo senhor da direita... Não gostamos nada de ver homens "culasso". Achamos que nos tempos de agora homens com o laço é uma "cagança" bacoca e mais ou menos uma paneleirice.

DOIS BARÓMETROS/NV ? Sobre os escolhidos, até 2 de julho

Miguel Morais Leitão
Feliciano Barradas Duarte

PRIMEIRAS IMPRESSÕES ?
Aí temos a consulta de regresso, na coluna da direita, sobre as escolhas de Miguel Morais Leitão e de Feliciano Barradas Duarte, mesmo antes que os nomes se habituem ao ouvido. Más escolhas, ou uma boa e outra má? Tanto faz? Más? Seria preferível um independente ou quadro de diferente partido da coligação, significando isto que as escolhas nem foram boas, nem más, mas que o critério deveria ter sido outro? Fica à vossa consideração. Participem que uma impressão geral sempre expressa alguma coisa, valendo o que vale. Participem. Obrigado..

E NO "GAMANÇO" É QUE ESTÁ O LUCRO...QUE OS AGARREM


 

A PGR não mandou investigar a denúncia da movimentação de cerca de 383 milhões de euros da família de Sócrates?

Mário Machado e o seu advogado disseram que afinal os papéis que alegadamente provam movimentos bancários de cerca de 383 milhões de euros por parte da família de Sócrates, incluindo a mãe, não tiveram seguimento para investigação criminal desde Julho dee 2010.
.
Veja-se aqui: http://www.ionline.pt/conteudo/132168-mario-machado-papeis-familiares-socrates-descansam-na-pgr
A ser verdade é simplesmente ilegal, intolerável e muito estranho.
.
Estranho porque o PGR e a PGR têm os deveres de agir de imediato, de imparcialidade e isenção.
.
O assunto deve ser levado ao Conselho Superior do Ministério Público  para se pronunciar sobre se alguém na PGR violou o dever de zelo, de imparcialidade e isenção no exercício da acção penal.
.
E quem o violou deve ser punido severamente.
Sobretudo num momento em que muitos portugueses suspeitam que o PGR não agiu bem e  "favoreceu" José Sócrates no caso Face Oculta .
.
E nem venham com histórias que se está a ofender o bom nome do PGR e por aí fora.
.
Essa já se conhece e é o caminho dos fracos de espirito, dos que sempre viveram a comer do Estado e  que fazem parte do circulo perfeito da miséria em que se tornou Portugal.
.
Dos que não sabem o que é liberdade de expressão e de opinião, que vivem de costas voltadas para os novos ventos, e só se voltam quando é para receberem dinheiro.

1 comentários:


Teixeira Pina disse...
Caro doutor, muita sujidade ainda está escondida e só se Espera que Haja a CORAGEM necessária para a tornar publica. Caso isso não venha a acontecer, simplesmente se provará que, este novo executivo, estará enredado nas mesmas teias de MALFEITORIAS. Esperemos sinceramente que não e que, estes novos protagonistas da governação, consigam ser honestos, competentes e rigorosos, no desempenho das suas novas funções.

Enviar um comentário

VIGARISMO,CULTURAL,CIENTÍFICO, ACADÉMICO E OUTROS AFINS RELATIVOS AO GAMANÇO - É SEMPRE AVIAR!

Inspecção-Geral de Finanças

Quase um terço dos bolseiros apoiados pelo Estado não provou que fez o doutoramento

23.06.2011 - 08:06 Por João d´Espiney
Quase um terço dos bolseiros que receberam apoio para o seu doutoramento em 2009 “não cumpriram com a obrigação de envio de cópias das teses” e a entidade que atribuiu o dinheiro não suscitou “a sua regularização”. Em causa estão, segundo os resultados de uma auditoria da Inspecção-Geral de Finanças (IGF), 1432 bolseiros e apoios de 91,2 milhões de euros.
No final da investigação os bolseiros devem enviar uma cópia da tese 
No final da investigação os bolseiros devem enviar uma cópia da tese (Foto: Pedro Cunha/arquivo)

A IGF não identifica a entidade em questão no relatório de actividades de 2010, limitando-se a referir que fez uma auditoria às despesas de investimento “na área da ciência e tecnologia”, presumindo-se por isso que seja a Fundação para a Ciência e a Tecnologia. Os gastos com apoios financeiros ao fomento da ciência e tecnologia totalizaram os 437,5 milhões de euros em 2009 e, segundo a IGF, “não se encontravam previstas penalizações financeiras em caso de desistência dos bolseiros para doutoramento”.

A auditoria aos auxílios públicos na área da Acção Social Escolar concluiu ainda que “a despesa pública com bolsas de estudo a estudantes do ensino superior público e privado atingiu os 122,7 milhões de euros”, tendo sido atribuídas 79.935 bolsas.

A IGF detectou, no entanto, que “a plataforma informática que agiliza o processo de atribuição de bolsas de estudo ainda não abrange todos os estabelecimentos de ensino superior” e que “o sistema de controlo interno dos apoios sociais revelou algumas insuficiências, nomeadamente, incorrecções nos apoios concedidos e na determinação e apuramento do rendimento global do agregado familiar”.

O relatório da IGF lembra ainda que “no ano lectivo de 2010/2011 foi adoptado um único regulamento e normas técnicas nacionais que uniformizam os critérios de atribuição de bolsas de estudo”.

MERDA,MERDA MUITA MERDA DE SOLTURA OU MESMO DURA...MERDA É O QUE PRECISAMOS...!!!

Vitor Sousaxxxxxxxx IMPERDÍVEL!!! (não percam.
Se não viram ao vivo ou em directo no referido programa, aproveitem e vejam agora!...
Liguem o som e oiçam este regalo...
É um texto de 1934 lido por Vítor de Sousa no programa "Sempre em pé" da RTP 2, no dia 8 de Janeiro !   Depois, aproveitem e vejam (ou revejam) os anexos...

video

PARA SE DIVERTIR EM CHEIO DEVE VISITAR O BLOGUE DE FRANCISCO DE ASSIS!


A Força das Ideias - Moção Global de Estratégia  

A Moção Global de Estratégia da candidatura de Francisco Assis a Secretário-Geral do Partido Socialista pode ser consultada aqui.
MocaoGlobalDeEstrategiaAForçaDasIdeiasFranciscoAssis

PARA LÁ DA RAIA AS COISAS,TAMBÉM, NÃO SEGUEM NADA SAUDÁVEIS...!!!


Risco de bancarrota aumenta em Espanha
Risco de default da dívida espanhola sobe para quase 24% no final de quinta-feira.
Juros das obrigações espanholas a 2 anos são dos que mais subiram na zona euro.
Jorge Nascimento Rodrigues (http://www.expresso.pt/)  
0:51 Sexta feira, 24 de junho de 2011
O contágio grego ao resto dos "periféricos", a ideia que se começa a disseminar entre os investidores da eminência de um "acidente financeiro" na Grécia com efeito sistémico em todos os membros da zona euro, não tem estado a poupar o nosso vizinho.
O preço dos credit default swaps (seguros financeiros contra o risco de incumprimento de uma dívida, neste caso, soberana) disparou esta quinta-feira para o caso espanhol. Tendo aberto em 285,99 pontos base (pb) fechou em 301,49 pb, um nível similar ao da Islândia, que recentemente re-entrou no mercado e no "clube" da bancarrota (onde está em 8º lugar). A probabilidade de default disparou de 22,81% para 23,90% e o país subiu para o 9º lugar no referido clube.
As yields (juros implícitos) das obrigações espanholas (OE) no mercado secundário estiveram em alta também. Os juros das OE com maturidades a 2 anos foram dos que mais subiram hoje no conjunto dos países da zona euro; apenas os juros das obrigações do Tesouro a 2 anos subiram mais.
Juros a 10 anos perto de máximo
Os valores de fecho das yields das OE foram os seguintes: 3,59% para a maturidade a 2 anos; 4,25% para os 3 anos; 4,85% para os 5 anos; e 5,63% para os 10 anos.
Nenhum destes valores marca novo máximo histórico em termos de valores de fecho. Nos juros das OE a 2 anos o máximo está em 4,76% atingido em 13/06/2008; nos juros das OE a 3 anos fixou-se nos 4,874% em 17/06/2008; nos juros das OE a 5 anos atingiu os 4,949% em 19/06/2008; e nos juros a 10 anos o máximo foi alcançado, recentemente, em 10/06/2011 com 5,658%. Tendo em conta estes máximos, verifica-se já alguma "proximidade" nos casos dos juros das OE a 3 e a 10 anos.
Estes níveis de juros e de risco estão, ainda, muito longe dos atingidos pela Grécia, Portugal ou Irlanda, mas revelam que Espanha surge como um quarto membro da zona euro, ainda que distanciado por ora, incluído no "cabaz" dos em situação crítica. A imagem de que Espanha teria "descolado" do "clube" parece estar em causa.
Trambolhão na bolsa em Madrid
A bolsa espanhola refletiu esta situação. O IBEX 35 - o índice bolsista - fechou com perdas de 2,77%, um míni-crash, tendo descido abaixo dos 10.000 pontos. Entre os grandes da bolsa as caídas andaram no mesmo ritmo geral: BBVA caiu 5,46%, Santander 4,79%, Sacyr Vallehermoso 4,78%, Acciona 4,54%, Mediaset 3,98%, Gamesa 3,74%, Iberdrola 2,72%, Repsol 2% e Telefónica 1,96%.

MAS EU DIRIA...A FILIPA A BOAZONA!

O PERDER FAZ UM CABELO DO CARAÇAS!!! - POBRE NOBRE SEM NOBREZA NENHUMA...!!!

Triste Nobre


Para acabar de vez com o Assunto do Nobre escolhi utilizar o "Dom Quixote", uma personagem que normalmente associo nos meus bonecos ao Manuel Alegre, mas que desta vez me pareceu a mais apropriada. Nobre, só de nome, derrotado na sua "cruzada" contra os políticos por ter representado exatamente aquilo que os políticos têm de pior. Deu má fama à cidadania e desiludiu muita gente que acreditou que estava ali alguém diferente e para melhor. Nem com o Passos Coelho a fazer o papel de Sancho Pança deixou de fazer figura de um "triste coitado". Só uma capacidade lhe consigo ainda reconhecer, a de ser capaz de destruir uma imagem de honestidade, trabalho e capacidade em seis meses. Até o Sócrates demorou mais tempo a fazê-lo.

As capas dos jornais e as principais notícias de Sexta-feira, 24 de Junho de 2011.

Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

V.R.S.A.: Goleadas no Copa Foot21
Fuzeta: Bactérias em praia
Guimarães: Assaltantes detidos
Porto: Incêndio no Lima 5
Maia: Fumo de fogo invade a A3
Gang ataca supermercado
Fernando Gomes: Confiança em Pereira

Capa do Público Público

Mais de 20 mortos num triplo atentado em Bagdad
DGS coloca em alerta Santarém, Lisboa e Setúbal devido ao calor
"Os vinhos portugueses ainda têm um défice de notoriedade"
Francisco Assis convidou César para presidente do PS
Papandreou: Grécia “fortemente empenhada” em avançar com mais austeridade
Harry Potter prestes a entrar na era digital
Conselho da Europa investiga mortes no Mediterrâneo

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

Dispara número de licenciados pré-Bolonha em mestrados
Misericórdias usam cozinhas de creches como cantinas
Autarcas têm reservas sobre primárias abertas
"Percebo muito bem o que se está a passar"
4 magistrados fiscalizam 15 mil declarações de 'políticos'
PS está "muito dominado por pequenos interesses políticos"
Seguro desafia Passos na lei das Autárquicas e Legislativas

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

GNR de Chaves identificou sete romenos por suspeita de furtos
Máfia chinesa abasteciamercado negro do tabaco
Cocaína resiste à política de luta contra a droga
Braga volta a vencer na Taça das Regiões da UEFA
Federer "despacha" francês e defronta argentino David Nalbandian
Centenas de sírios atravessaram a fronteira com a Turquia
Durão Barroso faz avaliação "muito positiva" da estreia de Passos Coelho

Capa do i i

A incrível história do administrador que se demitiu em confronto consigo próprio
Passos sorri em em Bruxelas. Fundos serão renegociados
Eleições no PS. Homem de confiança de Sócrates ao lado de Seguro
Guardas prisionais também querem reunir com a ministra da Justiça
Relatório da ONU. Portugal diminui apreensões de cocaína
Passos vai a Bruxelas em classe económica. Poupa 2265 euros
Comissão de protecção de dados. Presidente recebeu 59 mil euros a mais

Capa do Diário Económico Diário Económico

DGS coloca em alerta os distritos de Santarém, Lisboa e Setúbal
Subsídio de magistrados subiu sem aval das Finanças
Paulo Núncio foi convidado para a pasta dos Assuntos Fiscais
Bruxelas antecipa 15 mil milhões em fundos para Portugal
Líderes europeus avançam com novo resgate grego
Mercados vestem-se de vermelho após alertas de Trichet e Bernanke
Draghi aguarda nomeação para presidir ao BCE

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

Revisão da Constituição marca primeiro embate político de Passos
Assis: PS está "muito dominado por pequenos interesses políticos"
Ásia valoriza e prepara primeira semana de ganhos das últimas oito
Sismo no Japão: Reconstrução vai custar mais de 140 mil milhões de euros
Europa saúda compromisso do Governo português e prepara nova ajuda à Grécia
Lagarde garante pulso firme nas discussões com os líderes europeus
Seguro crítica líderes europeus por só "se mexerem" por causa da crise nos bancos

Capa do Oje Oje

Conselho de ministros grego aprova novo pacote de austeridade
Vice-governador do Banco de Angola defende reforço da qualidade e transparência da banca
Ordem dos Farmacêuticos quer ver apuradas responsabilidades quanto às fraudes
Euro valoriza contra dólar com voto positivo à moção de confiança na Grécia
Estrangeiros deixaram em Portugal receitas turísticas de 1,9 mil milhões de euros até Abril
CCP defende simplificação "fiscal, administrativa e legislativa" em relação às PME
Chicago recebe cimeira da NATO dedicada ao Afeganistão em 2012

Capa do Destak Destak

Líderes europeus saúdam "forte compromisso" Governo português em executar reformas
Madeira ganha projecto inovador e Açores ganha prémio de fotografia
Grécia "fortemente empenhada" em avançar com plano de austeridade - PM Papandreou
Lisboa vai estudar com Bruxelas possibilidade de adiantamentos de fundos
Rui Costa promete reforços e rejeita falar de eventual saída de Coentrão
Passos Coelho diz que o Governo voará sempre em classe económica na Europa
Medidas de austeridade afectam apoio dado aos alunos portugueses em Londres

Capa do A Bola A Bola

«Espero que Villas Boas nunca mais treine o Porto» - Cardinal
Torneio no Chipre de 4 e 6 de Agosto
Mais reforços em discussão
Espanhóis insistem em Canella
«Leões vão pagar juro recorde ao mercado» - Correio da Manhã
Ivan e Willian confirmados
Izmailov pronto para a pré-época

Capa do Record Record

Cameron Diaz faz declaração de amor
Kyrie Irving é a primeira escolha do draft
Queda de avião militar russo faz dois mortos
Kaká diverte-se em família
Bombeiros querem falar com novo ministro
Tânia Ribas de Oliveira lança primeiro livro
França também anuncia retirada do Afeganistão

Capa do O Jogo O Jogo

Braga volta a vencer e só precisa de empate para chegar à final da Taça das Regiões da UEFA
Federer "despacha" francês e enfrenta o velho rival Nalbandian
Internacional costa-riquenho Dennis Marshall morre em acidente de viação
Green Comm Racing será o representante espanhol na Taça América
Marco Donadel no Nápoles
Mihajlovic também recusa Inter de Milão
Toulalan quer conquistar Europa com o Málaga