Translator

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

E ASSIM TODOS SÃO OS MELHORES PARA O LUGAR DO ALBERTO...!!!


Todos se arranham como sete cães a um osso para ocupar o lugar do Alberto. Mas para nós o indicado seria o "bacano" Zé Manel Coelho.


O ALBERTO NÃO ESTÁ PREOCUPADO E AGRADECE AO PGR DE ABRIR INQUÉRITO

.

Jardim nada preocupado quanto ao inquérito-crime da PGR

2011-09-21 18:40:58

Ó DIACHO PASSOU-ME ESTA PEÇA,,,,MAS COM 2 DIAS DE ATRASO ESTÁ NO TEMPO CERTO!

Terça-feira, 20 de Setembro de 2011


Ainda a Madeira – Afinal...


Primeiro, num assomo da arrogância que lhe permite a eterna impunidade, Jardim gritou que sim senhor, tinha sonegado as contas aos socialista, em “legítima defesa”, para mais tarde se vir a entender com o governo do PSD. Ao ver o péssimo efeito do que disse, teve uma brusca recaída na “còragem” (como lhe chama) e deu o dito por não dito, ou melhor... por “manipulado”.
Neste momento, já não sei o que me provoca mais asco. Se o bailinho de Jardim, se o tom repugnantemente falso e demagógico dos argumentos e "exigências" de António José Seguro, o qual, a ser coerente com o que diz, neste momento já devia estar a pedir mandados de captura para Sócrates e quase todos os seus ministros.
Como ainda há poucas horas dizia o deputado comunista António Filipe, independentemente do apuramento total da verdade e de possíveis responsabilidades no caso do buraco, criminoso ou não, no orçamento da Madeira, o destino político a dar a Jardim e aos seus cúmplices, é uma decisão que cabe ao povo e aos eleitores madeirenses que, no dia 9, devem votar livremente os seus representantes na Assembleia Regional. Ora, aí é que está o busílis.
1. Tenho as maiores dúvidas (há muitos anos) quanto ao carácter livre das eleições madeirenses.
2.  Até ao dia do voto, já Jardim terá convencido quase todos os votantes de que o que fez, se o fez, foi para defender a Madeira e os madeirenses do sinistro continente, dos cubanos, dos colonialistas, dos comunistas, da maçonaria, dos ingleses... até da “puta que pariu”, como diria Saramago, que dominava muitíssimo melhor do que eu a língua de Camões.
Entretanto, não vale a pena escandalizarmo-nos com o silêncio do génio Aníbal Cavaco Silva, nem com o facto de ele, afinal, já saber do caso há meses e “moita carrasco”. Silêncio. Népia. Nada.
Quem é que manda estarem constantemente a entupir o homem de bolo-rei?



MORREU O JÚLIO RESENDE - O PINTOR FOI-ME ME FAMILIAR NO "PORTO NA MINHA INFÂNCIA"

Clique nas imagens

AS "CAVALADAS" DOS POLÍTICOS CAIEM EM CIMA DA CABEÇA DO POVO - PROTESTOS SIM MAS CUIDADO COM A CASSETETADA...!!!

SUIÇA "BOMBARDEIO" DE QUEIXAS DOS PORTUGAS SEM ASSISTÊNCIA CONSULAR

ALBERTO DURA LEX SED LEX - ACONSELHA-SE O ALBERTO, DESANCAR E IR PARA FRANÇA ESTUDAR FILOSOFIA

Este blogue nunca nutriu simpatia pelo Alberto, embora se tenha divertido com suas palhaçadas e bocas albertinas no carnaval da Madeira porém não está de acordo que o Alberto esteja a pagar as favas das asneiras do Governo socretino... Todos, agora, surgem na praça pública a criticar. matar e esfolar o Alberto e o  Sócrates a polir o fundo das cadeiras dos café de Paris foi esquecido.
PSD não comentou o Inquérito crime do PGR sobre a dívida oculta da Madeira

PSD não comentou o Inquérito crime do PGR sobre a dívida oculta da Madeira

2011-09-21 20:52:05

E NINGUÉM CRITÌCA O SÓCRATES QUE LIXOU A VIDA AOS PORTUGUESES!!!

Personalidades políticas e académicas censuram Alberto João Jardim

publicado 16:35 21 setembro '11
Personalidades políticas e académicascensuram Alberto João Jardim
Jardim numa inauguração ontem, na Ribeira Brava Gregório Cunha/Lusa

A ocultação de dívidas na Madeira e uma eventual responsabilização criminal de Alberto João Jardim continuam a suscitar reações dos mais variados quadrantes da vida política e académica. Da ministra da Justiça e António Capucho, passando por Mário Soares, Campos e Cunha ou o economista Silva Lopes, ouvem-se palavras de censura.

A ministra da Justiça, Paula Teixeira da Cruz, defendeu hoje que quem comete atos de gestão danosa no sector público deve ser responsabilizado, à semelhança do que já acontece no sector privado.
.
"Na campanha eleitoral do PSD, defendemos que deve haver uma responsabilização pelos atos de gestão danosa, tal como de resto já sucede no setor privado", disse Paula Teixeira da Cruz quando questionada sobre a ocultação de dívidas na Madeira.
.
A ministra lembrou, a propósito, que "há uma lei que já criminaliza condutas que autorizem despesas que não estejam devidamente orçamentadas, contabilizadas".

.
Porém, sublinhou que "há muitos mecanismos de responsabilização a aperfeiçoar, para dignificar todo o sistema".

.
Paula Teixeira da Cruz reiterou que essa "é uma aposta para quem intervém na coisa pública e na atividade política", mas reconheceu que é "uma tarefa dura e difícil".

.
"Porém, o sistema como está não fica", garantiu a ministra, que falava aos jornalistas à margem da assinatura de um protocolo para facilitar a obtenção de passaportes, em Lisboa.


Mário Soares vê com "preocupação" défice nas contas do arquipélago

Já o ex-Presidente da República Mário Soares disse em Coimbra, que vê com "preocupação" o défice nas contas públicas da Região Autónoma da Madeira.
.
Mário Soares deslocou-se à Universidade de Coimbra para participar na cerimónia de doutoramento ‘honoris causa' do neurocientista António Damásio

.
"Vejo com preocupação, como é evidente", afirmou Mário Soares, quando instado a comentar o ‘buraco financeiro' nas contas da Madeira, mas escusando-se a fazer mais considerações sobre o assunto.

.
Capucho defende que Jardim devia estar sujeito à lei que limita mandatos
Também o ex-conselheiro de Estado e antigo presidente da câmara municipal de Cascais, António Capucho diz que as derrapagens nas contas públicas madeirenses não existiriam se Alberto João Jardim estivesse sujeito à lei que limita os mandatos.
.
Em declarações à TSF, o social-democrata afirmou que há contradições na lei porque os presidentes de câmara já estão obrigados a essa regra.


«É de uma injustiça enorme e de uma flagrante contradição os responsáveis políticos pelas autarquias terem a limitação de mandatos e os outros não», afirmou.

 
Almeida Santos considera que Alberto João Jardim ultrapassou todos os limites
.

Almeida Santos, o presidente honorário do PS, comentou por outro lado o comportamento de Alberto João Jardim, considerando que o presidente do Governo Regional da Madeira ultrapassou todos os limites e tem que ser responsabilizado.
.
Em Coimbra, onde participou na cerimónia de doutoramento do neurocirurgião António Damásio, o presidente honorário dos socialistas, Almeida Santos, declarou estar preocupado coma situação da Madeira.

.
«Acho que ele foi longe demais e não sei bem como é que vai ser responsabilizado. Acho que é muito grave e vamos ter que ajudar a Madeira a superar o seu problema», adianta.

.
Em Janeiro de 2010, Almeida Santos mesmo admitindo que não concordava com a maneira como Alberto João Jardim fazia política, elogiou a «obra positiva» na Madeira, adiantando que o governante era «economicamente sério».

Campos e Cunha diz que está nas mãos da AR e do Governo impedirem repetição
 .

O antigo ministro das Finanças Campos e Cunha diz que é importante que o que aconteceu na Madeira não volte a acontecer e que está nas mãos da Assembleia da República (AR) e do Governo impedi-lo.
.
O 'buraco' nas contas da Madeira corresponde a mais de um por cento do Produto Interno Bruto (PIB), o que é "uma brutalidade para uma pequena localidade, uma região autónoma com trezentos e tal mil [269 mil] habitantes. Estamos a falar de muito dinheiro", declarou o economista à margem do fórum da Plataforma Ativa da Sociedade Civil, a decorrer na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa.

.
"O que é importante é que, com este regime ou outro que se venha a apurar, que isto nunca mais possa acontecer. Está nas mãos da Assembleia da República e do Governo em particular alterar o regime para que isto não possa voltar a acontecer", declarou o economista.


.
Silva Lopes: com uma Lei das Finanças Públicas "a sério" João Jardim "já não era reelegível há mais de 30 anos"
.

Outro economista, o ex-ministro das Finanças José Silva Lopes, considera que se em Portugal existisse "uma Lei de controlo das Finanças Públicas a sério", o atual presidente do Governo Regional da Madeira já não era reelegível há mais de 30 anos".
.
Em entrevista ao Jornal de Negócios, Silva Lopes adiantou que se estivesse "na Madeira, provavelmente, votava no Alberto João Jardim porque ele é a máquina mais eficiente a subtrair dinheiro ao Continente que se viu até hoje"

MAU TEMPO NAS NECESSIDADES... APOSTO, O MOTIVO, NA GREVE DOS FUNCIONÁRIOS NA SUIÇA...!!!

 
 Número de Documento: 13085244
Lisboa, Portugal 20/09/2011 20:15 (LUSA)Temas: Política, Parlamento
Secretário de Estado falta a audição parlamentar para espanto…
Lisboa, 20 set (Lusa) – O secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Cesário, faltou hoje à audição na Comissão de Negócios Estrangeiros e Comunidades Portuguesas, ausência que foi justificada com preparativos que envolvem a visita oficial que o primeiro-ministro realizará a Angola.
 A ausência de José Cesário na comissão parlamentar provocou alguma estranheza e críticas de vários deputados presentes, que, não tendo possibilidade para ouvir o governante, passaram para a segunda parte dos trabalhos.
O presidente da Comissão de Negócios Estrangeiros e Comunidades Portuguesas, Alberto Martins, adiantou aos deputados que José Cesário dirigiu uma carta à comissão para justificar a sua ausência.
 De acordo com o documento lido por Alberto Martins, a ausência do governante prendeu-se com preparativos que têm a ver com a visita oficial que o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, realizará a Angola.
 À saída da comissão parlamentar, Alberto Martins escusou-se a prestar mais declarações sobre a ausência de José Cesário.
 O deputado do Bloco de Esquerda Pedro Filipe Soares considerou “completamente inaceitável” a ausência de José Cesário, sobretudo numa audição em que deveriam ter sido discutidas “questões urgentes, como a greve dos funcionários consulares na Suíça e o ensino do Português no estrangeiro”.
 O deputado bloquista criticou o facto de a maioria dos deputados, com exceção dos parlamentares do PSD, terem “tomado conhecimento da ausência do governante em plena reunião”.
 “Não se faz – no tratamento entre Governo e Assembleia da República – o anúncio no próprio dia de que o secretário de Estado não pode estar presente para prestar contas (…) Isto é inaceitável e revela que não há aqui um patamar de respeito entre os órgãos de soberania”, afirmou à Lusa Pedro Filipe Soares.
 Já o deputado do PSD Carlos Gonçalves relativizou o facto de o governante não ter estado presente, vincando que José Cesário informou a comissão parlamentar com a devida antecedência, designadamente na sexta-feira passada.
 “Foi uma explicação que foi transmitida, como é evidente, à comissão. E penso que o Presidente [Alberto Martins] também terá falado com o próprio secretário de Estado, pelo que não compreendo algumas intervenções que decorreram aqui”, afirmou.
 O deputado do PSD considerou ser “normal e regular” que – sobretudo na área da política externa – os governantes tenham compromisso à última da hora, e lembrou que também já houve ausências destas “no passado”.
 “Acreditou-se sempre na boa fé dos membros do governo, pelo que estranhamos realmente a atitude de alguns deputados (…) O meu receio é que não seja a área da política externa também palco de alguma luta político-partidária”, acrescentou Gonçalves, lembrando que “nunca o PSD pôs em causa os argumentos e justificações apresentadas”.
 Uma explicação que não satisfez o deputado Pedro Filipe Soares: “Há questões importantes que nós queríamos ver respondidas e que agora vão ser adiadas para frente. Não queremos acreditar que é para fugir a estas respostas que o secretário de Estado não tenha estado presente, já que isso seria ainda mais grave que a falta de respeito que demonstrou para com AR”, afirmou.
 A Lusa tentou, sem sucesso, obter reações PS, CDS e PCP.
 SK
Lusa/Fim

VÉS ALBERTO....A TUDO SE CHEGA SE A VIDA DURA..UM MERDA, ALBERTO, A POLÍTICA!

AO DESBARATO E A PREÇO DA UVA MIJONA

Governo não vai vender empresas ao desbarato

E....ASSIM VAMOS TER A "BÓFIA" COBRADORA DE IMPOSTOS!

As capas dos jornais e as principais notícias de Quarta-feira, 21 de Setembro de 2011.


Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Terra treme nos Açores
Portimão: Vai e Vem mais caro
Reduzida pena de prisão a homicida
Augusto Madureira chama Sócrates a Passos Coelho
Nuno Crato: Pagos onze milhões
Miguel Relvas: Acusado de interferir
Cavaco Silva: Homenagem no Brasil

Capa do Público Público

Grécia prepara novo pacote de austeridade
Cavaco continua visita aos Açores com reunião com Governo Regional
Polícias fecham olhos às multas na Semana da Indignação
Japoneses sem medo da sipi tau
BE diz que primeiro-ministro não tem ideias para responder aos desafios do País
Director-geral da Al-Jazira demite-se para “seguir em frente”
PSD diz que Passos Coelho enfrentou com toda a verdade “buraco” financeiro da Madeira

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

Passos admite rescisões amigáveis na função pública
Primeiro prémio com 'jackpot' de 27 milhões na sexta-feira
A Madeira como assunto
Terra tremeu no Pico
Professores mais velhos fora de escolas por erro
Produtividade dos juízes vai passar a ser vigiada
Jardim faz uma inauguração e meia por dia

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Victoria Beckham lança linha de roupa 'low-cost'
Medina Carreira: Governantes dos últimos 10 anos deviam ser julgados
Mais 1300 inspectores para reforçar o Fisco
Ex-GNR burla família que queria casar filha
Passos Coelho admite rescisões amigáveis na função pública
PSD e CDS elogiam franqueza de Passos sobre a Madeira
Cientista definem mapa do prazer feminino

Capa do i i

Passos admite ter de recorrer a segundo pacote de ajuda
Julgar Jardim é possível mas apenas na teoria
Erros no concurso excluem milhares de professores das escolas
Obras vão permitir aumentar rendas. Mas falta ainda regulamentação
Produtores de leite com a corda ao pescoço
Secretas. Optimus sugere que sistema de dados pessoais foi violado
Produtores de leite com a corda ao pescoço

Capa do Diário Económico Diário Económico

Receitas dos jogos Santa Casa vão passar para o Estado
Produtividade dos juízes vai passar a ser vigiada
Oposição teme que dinheiro para salários falhe já em Outubro
Dívidas da Madeira “aproximam-nos da Grécia”
UE protege-se contra crises futuras do euro
Como os partidos viram a entrevista de Passos
Concertação social arranca hoje com parceiros divididos

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

Galp Energia e Zon pressionam PSI-20
Eletrobras só entra na EDP se for para estar no Conselho de Administração
Alberto João Jardim: Decisão de Passos Coelho "não aquece nem arrefece"
Barroso volta a insistir nas obrigações europeias para combater crise da dívida
As notícias em foco na edição de hoje, dia 21 de Setembro, no Negócios
"Não quis ser o melhor aluno" mas isso deu-me emprego
Bolsas asiáticas valorizam com impulso da economia chinesa

Capa do Oje Oje

Wall Street sem rumo certo numa sessão de prudência
Sonae Sierra aposta tudo no Brasil
Peru suporta EBITDA da Mota-Engil
IAG é única a manifestar interesse na TAP
Prada lucra mais 74% no semestre
IATA eleva estimativa de lucro em 73%
Economia com segundo pior desempenho

Capa do Destak Destak

Lula da Silva recebe 6.º doutoramento 'honoris causa' em 9 meses
Passos Coelho diz que não participa na campanha de Jardim
Despesas com pessoal caem 10% até Agosto
Alexandre Mestre espera que FC Porto-Benfica “seja uma festa do futebol”
Receitas dos impostos rendem mais mil milhões até Agosto, com 846 milhões de IVA
Manifesto contesta conotação de mulher brasileira a prostituição
Pippa Middleton é o centro das atenções pelo vestido demasiado curto

Capa do A Bola A Bola

«Defour e Witsel jogaram juntos mas nem se podem ver» - Diário de Notícias
Vítor Pontes vai manter sistema
«Benfica é a melhor equipa em Portugal» - Tiago Polido
Mostre as suas tatuagens de FC Porto e Benfica em A Bola
Éder cobiçado mas sem ofertas
«Não podia estar mais feliz» - Onyewu
«Tomei a melhor decisão» - Nolito

Capa do Record Record

Van Wolfswinkel parte à conquista de recorde
Túnel do tempo
Europa em cima deles
Tentação pela estreia do triângulo de Dublin
Mário Jardel: «Aposto na vitória do FC Porto por 2-1»
Um Benfica de Aço na base da vitória
Um ano de Paulo Bento

Capa do O Jogo O Jogo

Mundiais: Judith Arndt vence ouro no "crono" pela primeira vez
Villas-Boas apresenta queixa dos árbitros do Manchester United-Chelsea
Bulgária: Ex-jogador Letchkov condenado a três anos de prisão por má gestão e abuso de poder
Equipa prepara "clássico" à porta fechada no Seixal
Barreirense: Extremo norte-americano David Jackson é reforço para a próxima época
Sporting homenageou Salvador Marques, sócio n.º1
IDP: Auditoria confirma 635 facturas por registar