Translator

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

INUNDAÇÕES NA TAILÂNDIA: NOTÍCIAS DE 29.10.2011 (1ªPEÇA)

  Clique no mapa
Portugueses e lusos descendentes residentes em Banguecoque
.
1 – Marco da Silva do Vale. Em casa há 9 dias. Tem muita água, comida e bacalhau;
2-  Família Manuel Campos a 50klms ao Oeste de Banguecoque. Não há inundação. Água e comida é coisa que por lá não faltará;
3- Eu, minha mulher,filha e dois cães. Casa enxuta, protegida, muita água potável, comida e bacalhau (15 quilos);
4- Embaixada de Portugal . Espero por lá tudo bem... Estranha-se o silêncio do embaixador Torres Pereira...!!!;
5- Família de Manuel Cambeta. Casa enxuta, protegida e muita comida para a esposa e três filhas luso descendentes;
6 – Esperança Rodrigues enxuto o seu palácio e protegido. Carros topo de gama igualmente. Muita comida e da boa.... Sua empresa de família importa fina iguarias de França;
7 – Carlos Santos a viver há muitos anos em Banguecoque. Casa enxuta, protegida mas o exterior inundado:
8 – Engenheiro Rui Belo. Está ausente de Banguecoque. Quando partiu para o estrangeiro já uma sua fábrica, tinha sido inundada e 100 operários sem poderem trabalhar.

Oeste da cidade pode enfrentar metros, cobertos de água, de inundação
The Nation

Chao Phraya definido em ter galgado as margens  em muitas áreas; barreiras contra inundações foram violadas em vários lugares
.
O oeste de Banguecoque enfrenta o risco de estar sob um metro de água no próximos dias, um alto funcionário de Banguecoque Metropolitano Administração (BMA), disse.
.
"A água provavelmente vai cobrir toda a zona ocidental de Banguecoque, com o nível variando entre 50 centímetros e um metro", Chainat Niyomthoon, vice-diretor do Departamento de Drenagem e Esgotos BMA, disse ontem.
.
Chainat disse que o Canal Maha Sawas está prestes a transbordar e  a BMA o que pode fazer é encorajar as pessoas a evacuar.
.
Zona oeste de Banguecoque fica do lado Thon Buri do rio Chao Phraya.
.
Muitas áreas do distrito Watthana Thawee na margem direita do rio Chao Prya e do lado  Thon Buri, já estavam submersos e moradores da Thammasop Sala subdistrito foram obrigados a evacuar nesta quinta-feira.
.
Governador de Banguecoque MR Sukhumbhand Paribatra sugeriu ontem a possibilidade de evacuar mais áreas. "Podemos ordem de evacuação na Watthana Thawee subdistrito bem", disse ele.

As evacuações tiveram de ser estudadas, porque o diques construídos para controlar os milhões de metros cúbicos de água seguindo para o Golfo do Sião, parece, danificado o curso, em muitos lugares. Por exemplo, a barreira de sacos de areia no Templo Puranawas já desmoronou.
.
Além do volume, constante, corrente vinda das províncias a montante, o rio Chao Phraya está, em algumas margens, a transbordar.
.
Governador Sukhumbhand Paribatra informou que o nível do rio iria provavelmente crescer entre 2,5 e 2,6 metros acima do nível do mar esta manhã. 
.
O Rio Chao Phraya transbordou para além do aterro de 2,5 metros de altura em muitas partes de Banguecoque na manhã de ontem, dando aos moradores uma noção do que eles podem esperar.
.
A água correu em algumas zonas interiores da capital, como Charoenkrung e estradas Maharaj.
.
Uma parte da estrada Charoenkrung, desde a travessa 35 da rua Charoenkrung a Yaowaraj (China Town) estava intransitável para carros.
.
Além disso, áreas ao redor dos embarcadouros Phrachan e Chang Tha também suportou a carga das inundações em Maharat e estradas Phrachan ascendendo a quase um metro, de altura, muito rapidamente.
.
Água do rio Chao Phraya também transborda para a estrada Na Phra, indo em direção ao santuário Pilar da Cidade, em seguida, para o Tribunal Supremo. Uma parte da estrada de Arun-Amarin que leva ao Hospital Siriraj também, a inundação, estava a dar pelo peito e na alta da inundação.
.
"A situação é preocupante", admitiu Sukhumbhand.
.
Inundações já devastaram muitas partes da capital, mesmo sem a maré alta. A chegada de milhões de metros cúbicos de água das províncias do norte/este são agora barreiras, contra inundações, violando e causando estragos no norte de Banguecoque. 
 .
A estrada Vibhavadi-Rangsit, em frente ao aeroporto de Don Mueang Airport foi fechada ao trânsito devido à inundação.

A fúria do transbordamento da água das margens do rio Chao Prya estão enchendo muitos canais até a borda, e a torrente que segue para o Canal Phra Khanong, com um dique para a suster tem uma fissura  de 15 metros de extensão, inundando comunidades locais, como a comunidade de Sai Suan, com a inundação a dar pelo peito . Sois Sukhumvit 50, 54 e 56 também foram inundados.
.
"Nós já corrigiu o problema", Khlong Toei Distrital de diretor Acharawadee Chaisuwirat disse.
.
Até agora, cerca de 8.205 Bangkokians têm procurado abrigo em 81 centros de evacuação em 20 distritos da capital.


- The Nation 2011/10/29

CHEIAS DE BANGUECOQUE: 1983, 1995 E 2011

.
NÓS JÁ VIVIAMOS EM BANGUECOQUE EM 1983. JÁ VÃO 28 ANOS

  Planeamento de infira-estrutura fraca, uma explosão populacional, edifícios obstruindo cursos de água, muitas estradas mal planeadas _ todos eles são razões válidas  de que Banguecoque está ameaçado de inundações. 
.
Soa familiar?
FOTOS: ARQUIVO BKK POST
"Ao invés de buscar melhoria a longo prazo, nós acumulamos as dificuldades, concentrando-se apenas em soluções para os problemas imediatos, como cavar mais saídas e bombeando a água o mais rápido possível", escreveu Kasem Chandranoi, diretor de   Assuntos Gerais, Gabinete do Presidente, Chulalongkorn University para o Bangkok Post, em 1995.
.
"Isto, apesar do fato de que estamos muito bem ciente de que será, certamente, Banguecoque inundado novamente e quando a estação das chuvas chega em cada ano."

RUAS INUNDADAS:  Acima, Sukhumvit Road na enchente de 1983. Abaixo, os passageiros na estrada de Rangsit Vibhavadi teve que dar uma mão depois que o motor parado, paralisando o tráfego.
 .
O artigo foi intitulado "As inundações são resultado de um planeamento ruim" e poderia muito bem ser colocado nas páginas a notícia do mesmo jornal, hoje, sem que ninguém perceba que tem 16 anos. Deveria ter sido profético.
.
"É lamentável que Banguecoque não tem planeamento urbano adequado", escreveu o diretor. "Construção floresce com base na influência de negócios e personalidades políticas que tomam decisões sem levar em conta as condições reais de Banguecoque topográficas e geológicas. 
.
A cidade torna-se então o local de despejo de todos os vestígios de desordem."
  .
Olhando ainda mais para trás à inundação de 1983, que paralisaram a capital, o Sr. Kasem tocou em temas familiares, como a dragagem do Chao Phraya e o levantamento de estradas na aterros com bombas de água instalado. Diques semelhantes aos construídos em Amsterdam são também sugeridas.
.
Ele também alerta para a inundação inevitável das represas para o norte da capital, depois de atingir a capacidade e reconhece que a Banguecoque está em uma "monção" zona e inundação sazonal é inevitável, apesar de tradicionais casas vezes palafitas eram mais adequados para lidar com as águas sazonais.

Mesmo em 1995, "a parte oriental do Banguecoque e áreas de Thon Buri, que já são difíceis para a prevenção de cheias", com o que foram, então, "frutas e campos de arroz" abandonado às inundações.
.
O alerta foi  do presidente: "Os arredores de Banguecoque estão cada vez mais frustrante e as inundações serão cada vez mais intensas É por isso que tem havido um clamor para Banguecoque para parar de crescer É importante ressaltar que as leis sobre o controle do crescimento da cidade deve ser sólida.. e rigorosamente aplicadas. " Foi alguém ouvindo?

.
Mais do respingo do Passado pela equipe Bangkok Post multimídia: A História se repete

FATOS E NÚMEROS

Quanto tempo durou BANGUECOQUE inundado?
1983: Quatro meses, setembro a dezembro.
1995: Dois meses de outubro a novembro.
Número de pessoas afetadas
1983: Mais de 400 mortos, 55 em Banguecoque, além de dezenas de milhares de  familias deslocadas e mais de 17.000 casas destruídas.
1995: Mais de 400 mortos, 2,6 milhões de pessoas afetadas em Banguecoque, por mais 1,68 em todo o país, 60 mil deslocados.
Danos à infraestrutura
1983: 400 milhões de baht danos a terras e pomares em Bangkok, 200 mil casas em conjuntos habitacionais na periferia leste de Banguecoque, 462 milhões de baht em danos às estradas em Banguecoque.
1995: 26 estradas principais severamente danificadas, mais de 70 rai de terra foi estimado ter sido duramente atingidos.
DANOS À ECONOMIA
1983: 6,6 biliões de baht.
1995: Dezenas de milhares de milhões de baht.
QUANTOS perderam seus empregos sobre a manipulação das enchentes?
1983: Nenhum.
1995: Nenhum.
De cima para baixo: Inundação na estação de Banguecoque  Noi mostrou poucos sinais de recuo, o que representa a ameaça de cortes de energia; santuários varridas pela água. Empilhados na Autoridade Nacional de Habitação; mantido patronos longe de Tiger Lucy Den na Silom Road e residências do pessoal.
Um Dia de Cão: Acima, um bravo homem  passa  ajudar para ajudar dois cães para um terreno mais seguro em Wat Pongsaram, Chachoensiao. Direito, o Grand Palace na enchente de 1995.
 Acima, à esquerda, um trem passa por Taling Banguecoque Chan distrito a caminho para resgatar um trem de passageiros descarrilou no sul da província de Chumpon. Acima, dois leitões são resgatados em Tron Uttaradit província distrito.
Up In The Air: Royal tailandesa recrutas da Força Aérea ocupada encher sacos de areia.

FILHOS DE UMA PUTA NÃO LHES CHAMO...PARA NÃO OFENDER AS MÂES DESTES GAJOS...!!!

A FALSIDADE DAS PESSOAS DE NOBRE A VILÃO SE PASSA POR UM TOSTÃO


A prova evidente de que este mundo é uma farsa...




 

INUNDAÇÕES NA TAILÂNDIA: " NÃO HÁ FALTA DE ALIMENTOS"!

.
Grafia: A parte central do Reino da Tailândia é atravessada pelo grande Rio Chao Prya (linha azul) que vai recebendo as águas de vários afluentes. Este ano a inundação foi fora do normal e provocou o saltar a água das margens para as terras baixas. No entanto o Chao Prya é a maior fonte de riqueza da Tailândia que faz deste Reino farto de comida e o maior exportador de arroz do MUNDO!
 .
O nosso Fernão Mendes Pinto, na sua imortal obra a Peregrinação assim a relata há 470 anos: " da muita fertilidade do reino do Sião, e de outras particularidades dele: "... grandeza, abastança, riqueza e fertilidade que vi neste reino de Sião... Pinto continua: Há neste reino muita pimenta, gengibre, canela, cânfora, pedra-ume, canafístula, e cardamomo, em muito grande quantidade, de maneira que bem se pode dizer e afirmar com verdade o que há naquelas partes ouvi muitas vezes, que é este um dos melhores reinos que há em todo o mundo, e o mais fácil de tomar e de sustentar que outra qualquer província, por pequena que seja. E realmente afirmo que de coisas que vi nesta nesta cidade Odiá (Ayuthaya - Aiutaá) sómente, poderia ainda contar muitas mais particularidades do que contei de todo o reino, mas deixo de o fazer para não causar aos que isto lerem, a mágoa que eu tenho de ver o muito por nossos pecados, nesta parte perdemos, e o muito que poderíamos ganhar".
.
Não há pânico pela falta de comida!!!! Não há drama absolutamente nenhum! Ainda esta tarde demos uma volta a uma zona, comercial e não falta água e alimentos à venda! O exterior deve entender que na Tailândia nunca faltou comida para os seus habitantes... E ainda mais a Tailândia não está, totalmente, submersa de água.
Por exemplo (não vou sair de minha casa) a pouco mais de uma hora de viagem tenho as terras da provincia de Kanchanaburi, onde não há inundação nenhuma, muita comida, fruta, arroz, milho, vegetais e muito mais!
Não tomem a Tailândia como um drama, porque a vida continua, depois das cheias!
José Martins

Ministro do Comércio: Kittiratt: Não há falta de fundamentos
     Publicado em: 28/10/2011 às 16:29
     Notícias on-line:

Produtores de
bens essenciais têm afirmado que têm produtos suficientes à disposição para fornecer aos consumidores em áreas afetadas pela enchente, ministro do Comércio, Kittiratt Na-Ranonga disse após uma reunião com seus representantes nesta sexta-feira.

Pessoas em
áreas inundadas terão água potável engarrafada suficiente, produtos lácteos, carne de porco e carne de frango e ovos para suas necessidades. Produtores desses commodities nas províncias afetadas pela inundação pode probvide e fornecimento adequado desses bens.

Eles irão
também acelerar as entregas para inundar áreas afetadas e disse que não vai aumentar os preços, disse o Sr. Kittiratt.

Sr.
Kittiratt sugeriu as pessoas devem se recusar a comprar os ovos que são vendidos a preços inflacionados. Alguns retalhistas estavam vendendo ovos de 8 baht (5 ovos cerca de 1 euro) cada. As pessoas devem comprar outros alimentos em seu lugar.

Banco da Tailândia
governador Prasarn Trairatvorakul disse que a BoT tem dinheiro suficiente à mão para atender à demanda atual por três meses.

Estrada de
Phutthamonthon Road 7 Sai ainda está operacional, acrescentou.

A quantidade de dinheiro
circulando na economia tailandesa está prestes por 1.200.000 milhões de baht. Desde o início da crise das enchentes, as pessoas têm tirado cerca de 22 bilhões de dinheiro baht por dia, de bancos comerciais.

Antes do dilúvio
, a retirada em dinheiro, por dia, foram cerca de 6 bilhões de baht por  dia de bancos comerciais.

A
demanda diária por dinheiro aumentou quase quatro vezes, disse o Sr. Prasarn.

SENHOR SILVA E DONA MARIA E AS SÓLIDAS AMIZADES CONSTRUÍDAS...!!!


O Lima e suas artes de "Jagunço" pistoleiro
O senhor Silva, mais a D.Maria, ao longo de suas (mais que compridas) carreiras políticas foram construindo sólidas amizades....

As capas dos jornais e as principais notícias de Sexta-feira, 28 de Outubro de 2011.

Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Professor pedófilo deixa de dar aulas
Isaltino Morais insiste em recurso
Assunção Esteves: Reunião de urgência
Loures: Morre em despiste
Palmela: Dez casas assaltadas
Algarve: Oito acidentes de viação
Matosinhos: Atropela mãe e filho

Capa do Público Público

Criança de 13 anos salva de escombros 108 horas após o sismo
“Portugal está no bom caminho”, afirma Klaus Regling
Passos diz que caso Duarte Lima é “do foro da justiça”
Passos diz que cortes nos subsídios são “temporários até 2014”, mas admite passagem a 12 vencimentos
Aprovadas contas do FC Porto, com 330 mil euros de prejuízo
Marques Mendes denuncia “caso de polícia” no negócio das Scut
Wall Street fecha em forte alta depois de acordo em Bruxelas

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

Suspeitos do homicídio de pasteleiro hoje em tribunal
Factos e argumentos
A comitiva em forma de exagero
A tocha que nos aquece
Passos diz que não é necessária nova ajuda a Portugal
Reformados da banca continuam a receber 14 pensões/ano
Julgamento de Duarte Lima poderá decorrer em Portugal

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Tramado por causa de 5,250 milhões
Paula Teixeira da Cruz pode ter de decidir sobre Lima
Duarte Lima acusado de matar Rosalina Ribeiro
Câmara de Leiria mantém venda do estádio
Prémio milionário para quem decifrar código genético de centenários
Mantinham crianças numa jaula de cães
U2 renasceram há duas décadas

Capa do i i

Capa do Diário Económico Diário Económico

Lucro da Galp cai 34% para 61 milhões no terceiro trimestre
PSD tem o dobro das intenções de voto do PS
Concessão da Somague no túnel do Marão recebe verba do Estado
Agravamento fiscal da Zona Franca da Madeira travado no Parlamento
Certificados de Aforro vão render mais em Novembro
Galp faz nova descoberta de gás em Moçambique
Aprenda a preparar o seu currículo

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

As notícias em foco na edição de hoje, dia 28 de Outubro, no Negócios
PSD e PS em queda nas intenções de voto e todos os políticos recebem nota negativa
Passos Coelho acorda com Dilma Rousseff cimeira Brasil-Portugal em 2012
Rendas antigas condicionam aumento de IMI
Default de 50% só perdoa um quarto da dívida grega
Bolsas asiáticas a caminho de maior ganho semanal desde 2009
Lucro da Galp Energia cai 35,4% para 172 milhões

Capa do Oje Oje

Conferência de líderes aprecia legalidade do calendário de discussão do Orçamento do Estado
Passos Coelho reitera que cortes dos subsídios são temporários
Barril do Brent abre em baixa nos 111,80 dólares
Wall Street fecha em forte alta depois de acordo em Bruxelas
PME rendidas aos benefícios do renting
Quebra na procura trava recurso ao leasing
Flexibilidade beneficia renting em tempo de crise

Capa do Destak Destak

Infarmed garante a eficácia e segurança de todos os medicamentos
Conferência de líderes reúne-se de urgência para decidir sobre legalidade do calendário da proposta
Economistas EUA acolhem plano com frieza, defendem maior integração orçamental
Ministério Público Brasileiro quer a prisão de Duarte Lima
O futuro das crianças decide-se já!
Mexia diz que 60% dos resultados da EDP vêm de fora de Portugal
Austeridade e mesquinhez

Capa do A Bola A Bola

O dia em que Luís Miguel empatou Vítor Pereira
Nuno oferece sorrisos
Novembro a ferver
Testes de fogo com mais opções
«FC Porto é um grande da Europa...», diz empresário de Gutierrez
«Sporting engorda Carrillo» - Correio da Manhã
Javi em dúvida, Maxi 'OK' mas só deve jogar com o Basileia

Capa do Record Record

Banega: «Rinaudo é um talento»
Mangala de pedra e cal
Avanços por Patito
Um novo Coentrão está em preparação
Carrillo persegue golo
Giovanni Branchini: «O Fernando quer sair»
Luís Miguel: Forjado na serra

Capa do O Jogo O Jogo

Contas aprovadas por unanimidade
Atl. Madrid derrotado em Bilbau
Torneio de Bayamon: Michelle Brito nos quartos-de-final
Palermo a três pontos da liderança
Prejuízo na ordem dos 700 mil euros
Campeonatos WTA: Kvitova e Azarenka nas "meias"
Hulk satisfeito com nova chamada à selecção