Translator

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

HOJE SELECCIONAMOS DUAS PEÇAS DO "NORTE CÁUSTICO"

Sábado, 18 de Agosto de 2012

MUDAM-SE OS TEMPOS…

Hoje cruzamo-nos com um travesti na rua e (quase) nem ligamos, nos anos 60 do século passado, no local assinalado pela seta, funcionava o “DANCING BAR AMÉRICA”, de Paris veio um travesti marroquino para lá atuar, julgo que foi atração uma só noite.O comandante da PSP (Santos Júnior, já falecido) mandou por o artista na fronteira, sem julgamento.

Sexta-feira, 17 de Agosto de 2012

VAI COMEÇAR O CAMPEONATO DE FUTEBOL

ACABOU A CRISE

FELICIDADE HUMANA !!Discurso do Presidente do Uruguai -

Um discurso espantoso, memorável, do Presidente do Uruguai. Não temos por cá Políticos deste tipo. Nem tão pouco na Europa (e muito menos nos EUA).
A ouvir com atenção. Vale a pena.

Discurso do Presidente do Uruguai, José Pepe Mujica na Rio+20
 Clique a seguir

DEPOIS DA TROIKA A CASA DE PREGO


Angela Merkel apoia compra pelo BCE de obrigações de países em dificuldades


Filipa Lino / José Rui Rodrigues
Angela Merkel apoia a compra de dívida pública dos países em dificuldades plo BCE. As palavras da chanceler alemã vão de encontro às do presidente do Banco Central Europeu. Os mercados financeiros voltaram logo aos ganhos.

PORTUGAL - O ESTADO DA NAÇÃO


O Super Desempregado



Este nem para herói de Banda desenhada

PEDIDO CHEGADO DA AUSTRÁLIA

Um gajo, meu amigo, de nome Valdemar Ribeiro, emigrante português na Austrália enviou-me o e-mail e a fotografia apostos a seguir. Se alguém conhecer o pessoal, inserido, na foto informem o Valdemar valdemar.ribeiroalves@gmail.com   que ele agradece.
 
Filho da Escola
Temos aqui o Alfredo Espinho em primeiro plano, com "o Lisboa" atráz junto com "o Montijo". Se souberes os nomes do resto do pessoal diz-me assim como a Fragata. Seria a NRP Pereira D'Éça?!
 
 

MNE da Finlândia “acena” com o fim do euro



EPA, stringer

O ministro finlandês dos Negócios Estrangeiros revelou esta semana que a Finlândia está a fazer preparativos para a eventual dissolução da Zona Euro. Erkki Tuomioja garantiu que esse não é um cenário defendido pelos finlandeses, mas considerou necessário estar preparado e aventou que o fim da moeda única poderia até permitir um melhor funcionamento da União Europeia. As palavras do ministro finlandês levaram de imediato a reações noutras capitais da Europa e no próprio país. O governo de Helsínquia veio a público esclarecer que a Finlândia está “100 por cento” com o euro” e que as declarações do ministro Tuomioja são apenas suas e não refletem a opinião do executivo.

KAOS: Há subornos sem subornados?



«Foi literalmente aos molhos que os funcionários da sede nacional do CDS-PP levaram nos últimos dias de Dezembro de 2004 para o balcão do BES, na Rua do Comércio, em Lisboa, um total de 1.060.250 euros, para depositar na conta do partido.
Em apenas quatro dias foram feitos 105 depósitos, todos em notas, de montantes sempre inferiores a 12.500 euros, quantia a partir da qual era obrigatória a comunicação às autoridades de combate à corrupção.
Os dados constam do relatório final da investigação da Polícia Judiciária (PJ) no caso Portucale, que, no entanto, nada conclui em relação à origem daqueles montantes.
Quanto ao negócio da compra dos submarinos pelo Estado português, este foi finalizado com o consórcio alemão GSC (German Submarine Consortium) em Abril de 2004 pelo então ministro da Defesa Paulo Portas, e tem sido alvo de investigações, tanto em Portugal como na Alemanha, por suspeitas de corrupção.
No processo alemão, os dois gestores acusados decidiram admitir a actuação criminosa para obter uma pena suspensa, tendo dito que entregaram ao cônsul honorário de Portugal em Munique o montante de 1,6 milhões de euros. Este, por sua vez, disse perante a justiça alemã que manteve encontros com o ministro Paulo Portas e o primeiro-ministro Durão Barroso, para a concretização do negócio.»
Tenho aqui dito que a solução para os nossos problemas passa por uma mudança do sistema, acabando com esta democracia de alterne, transformando-a numa mais verdadeira e participativa.
Mas isso só será possível com uma Justiça realmente preocupada em fazer justiça e não só em cumprir com o "Direito" que pouco mais é que um conjunto de leis, muitas delas feitas em escritórios de advogados para servir os interesses dos mais poderosos.
Não sou jurista, juiz ou advogado, mas se há quem confesse um crime de suborno e seja condenado por isso, estranha-se que do outro lado não haja ninguém condenado por o ter aceite. Mas, com a justiça que temos já nada se estranha.

FERREIRA FERNANDES E O PRESERVATIVO..."

.
Em agosto de 2010, Julian Assange, famoso e em vias de o ser mais, foi a um debate, na Suécia. Encontra "Miss A", que o convida a ir lá para casa. Têm sexo. Dias depois, noutro debate sueco, Assange encontra "Miss W", vão para casa dela e têm sexo. Os debates na Suécia já parecem um manual de instruções do Ikea, sempre com convites para montar algo. E até faltou uma peça: "Miss A" e "Miss W", tendo-se encontrado dias depois, conversaram sobre Assange e deram-se conta de que ele não usou, como prometido, o preservativo. Apresentaram queixa e estamos agora à beira de uma guerra.
Ferreira Fernandes Diário de Notícias

NÃO HÁ VERGONHA NENHUMA……E NÓS TODOS “AGUENTAMOS” IMPÁVIDOS E SERENOS !!!!!


  ISTO É UM ATENTADO...
ESTES ESCÂNDALOS NÃO PODERÃO CONTINUAR A EXISTIR !
E AINDA FAZEM GREVES ... Inacreditável !! .
.
Há maquinistas que ganham 50 mil euros
 .
Os trabalhadores da CP - que hoje estão mais uma vez em greve, nomeadamente, contra os cortes salariais -, têm vencimentos anuais muito acima da média portuguesa. De acordo com a folha salarial da CP a que o SOL teve acesso, um inspector-chefe de tracção recebe 52,3 mil euros, há maquinistas com salários superiores a 40 mil euros e operadores de revisão e venda com remunerações que ultrapassam os 30 mil euros por ano.
.
No total, os trabalhadores da CP dispõem de 195 itens que contribuem para 'engordar' a sua remuneração variável no final do ano. O número atípico de apoios, ajudas e subsídios tem contribuído para que a empresa engrosse a factura com remunerações. Em 2009 foi de 104,5 milhões de euros anuais (segundo os últimos dados disponíveis).
.
«O salário dos maquinistas, por exemplo, engloba abonos de produção, subsídios fiscais, ajudas de custo e subsídio de agente único», explica fonte oficial da empresa pública. «Só por se apresentar ao trabalho, cada maquinista recebe mais de seis euros por dia, devido ao subsídio de assiduidade».
.
Os diversos subsídios são resultado das negociações entre as várias administrações que têm passado pela empresa e os sindicatos de trabalhadores ao longo dos anos. Ao todo, representam mais de metade - 54,3% - dos encargos totais com salários.
.
Apenas em subsídios de condução, a CP gasta cerca de quatro milhões de euros, aos quais se juntam 2,4 milhões de euros em prémios de condução e 3,3 milhões de euros em prémios de chefia.
.
«O tempo médio de escala dos maquinistas é de oito horas por dia, num total de 40 horas semanais. Mas, em média, o tempo de condução está entre as três e as quatro horas diárias», sublinha a mesma fonte.
.
Já as diuturnidades (subsídio por antiguidade) custam 3,3 milhões de euros à empresa e os gastos o pagamento por trabalho em dias de descanso não compensados ascendem aos 4,5 milhões de euros.
.
Os trabalhadores da CP estão em greve às horas extraordinárias até ao final de Abril, devido ao anúncio de 815 despedimentos no grupo e aos cortes salariais exigidos pelo Governo. A CP prevê «fortes perturbações» na circulação de comboios, durante o dia de hoje.
.
Também no Metropolitano de Lisboa, outra empresa detida pelo Estado, existem vencimentos de luxo. Há uma secretária administrativa que recebeu 64,6 mil euros em 2009, dos quais 5,7 mil dizem respeito a subsídios de carreira administrativa.
.
No total, existem 14 técnicos superiores que ganham mais do que os vogais do conselho de administração. Um destes técnicos auferiu 114 mil euros em 2009, mais 42 mil euros do que o chairman.

OPULÊNCIA EM ANGOLA AVIÃO PARA TRANSPORTE DE VINHOS

.

É isto o conceito moderno de DEMOCRACIA !!!!

OPULÊNCIA EM ANGOLA 

Avião para os Vinhos de Manuel Vicente
 .
Por Carlos Duarte , agosto 3, 2012
.
O candidato a vice-presidente da República da República de Angola, Manuel 
 Vicente, tem um gosto refinado por vinhos e conhaques caríssimos. 
.
Periodicamente, Manuel Vicente envia, a França e Portugal, um avião executivo (o luxuoso Falcon-900 ou o sofisticado Falcon X-7), como cargueiro para o transporte exclusivo dos seus vinhos e conhaques. 
.
Os voos são operados pela VipAir, uma empresa comparticipada pela Sonangol, e não são permitidos passageiros durante as referidas viagens. 
.
Alguns casos recentes demonstram como o actual ministro de Estado para a Coordenação Económica e putativo sucessor de José Eduardo dos Santos na presidência da República e do MPLA, vive indiferente à maioria da condição dos cidadãos angolanos que nem sequer têm acesso a água potável. 
.
Em Paris, a tripulação do Falcon-900, em missão de transporte dos vinhos e conhaques de Manuel Vicente, não teve autorização para transportar outra tripulação da VipAir que se deslocou à capital francesa com o objectivo de entregar um outro Falcon à revisão.
.
Como justificação, o encarregado do candidato do MPLA informou a tripulação sobre a escala a Lisboa, em busca de outros vinhos. Algumas das garrafas de vinho Petrus, adquiridas em Paris, são reservadas apenas a multimilionários. 
.
O Petrus 1989 Magnum custa cerca de 9,700 euros, enquanto o Petrus 1990 Magnum atinge os 11,000 euros por garrafa. Já o conhaque regular de Manuel Vicente, o Rémy Martin Louis XIII, custa em média 2,500 euros, enquanto as garrafas especiais, da mesma marca e também ao gosto do dirigente angolano, custam acima dos 8,000 euros. 
.
Durante vários anos, até Janeiro passado, Manuel Vicente exerceu o cargo de todo-poderoso presidente do Conselho de Administração e director-geral da Sonangol, no qual constituiu uma fortuna pessoal incalculável e de forma ilícita, como o Maka Angola tem gradualmente revelado. Por isso, as muitas garrafas de vinho Petrus regularmente adquiridas pelo referido dirigente angolano são apenas uma ínfima amostra do seu estilo de vida opulento. 
.
Outro acto semelhante aconteceu também em viagem recente. De regresso a Angola, o Falcon da AirVip escalou um país africano por conveniência de serviço. Dado o calor tropical, Manuel Vicente pessoalmente instruiu a tripulação para alugar um quarto, em hotel de cinco estrelas, para o “repouso” exclusivo dos seus vinhos, provenientes de Paris, a uma temperatura de 18º C. 
.
Há dias, Manuel Vicente deu indicações que, mesmo entre os seus mais relevantes colegas de governo, só alguns especiais podem usufruir das suas bebidas. Em viagem de serviço, através da VipAir, o ministro da Defesa, general Cândido Van-Dúnem, aproveitou a presença do ministro de Estado e chefe da Casa Militar do Presidente da República, general Manuel Hélder Vieira Dias “Kopelipa”, no Falcon, para provar o conhaque Luís XIII de Manuel Vicente.
.
Na viagem seguinte, já sem a presença do general Kopelipa no avião, o ministro Van-Dúnem solicitou que lhe servissem o referido conhaque e o pedido foi-lhe recusado por se tratar da garrafeira particular de Manuel Vicente. O general Kopelipa é o principal sócio de Manuel Vicente em negócios que envolvem biliões de dólares de investimentos, resultantes de actos de corrupção envolvendo a Sonangol e a presidência da República. 
.
Mas, como a garrafeira de Manuel Vicente também cuida dos desfavorecidos, coube ao pessoal de bordo servir um conhaque Couvoursier ao ministro da Defesa. 
.
Os actos de Manuel Vicente são ofensivos à moralidade e ao princípio da probidade que deve observar enquanto dirigente. O uso exclusivo de um avião de luxo adquirido com fundos da Sonangol, logo propriedade do Estado, para o transporte de vinhos e conhaque para satisfazer os seus caprichos etílicos é um acto inqualificável de corrupção e esbanjamento de fundos do Estado. 
.
Milhares de crianças angolanas morrem à nascença nas mal apetrechadas maternidades do país ou no Hospital Pediátrico David Bernardino, de Luanda. Todas as manhãs, o Hospital de Pediatria de Luanda afixa uma lista com o nome das crianças que morrem sob os seus cuidados. É de cortar o coração.
.
Mas, Manuel Vicente e seus colegas, que nasceram e cresceram pobres, julgam-se, quando muito, indiferentes ao sofrimento que causam ao povo angolano. Regra geral, escarnecem da miséria dos cidadãos, ao ponto do próprio Presidente José Eduardo ter publicamente afirmado que, quando nasceu filho de um pedreiro e de uma lavadeira, “já havia pobreza em Angola” e a culpa não era sua. 
.
Seguramente, estes dirigentes devem achar indigno respirar o mesmo ar que o povo, do qual apenas precisam do voto.

ORA VIVA O LUXO! O "MARALHAL" DO PALÁCIO DAS NECESSIDADES NO TOPO!

Salário médio da função pública nos 1.532 euros, 2.071 no MNE

16 de Agosto, 2012 - Lusa/Sol
Os funcionários da Administração Central do Estado ganhavam em Abril, em média, 1.532,5 euros de vencimento base mensal, com os trabalhadores do Ministério dos Negócios Estrangeiros a serem o mais bem pagos, foi hoje divulgado.

.
À MARGEM: Bem eles, os diplomatas, do asilo chamado Palácio das Necessidades estão no topo de salários, entre o funcionalismo público. 
Mas o que o contribuinte português não sabe é que naquele albergue anda por lá muita gentinha, com a categoria de diplomatas, que nem para varrer o chão, do palácio, servem.  
.
Um albergue de onde se movimentam uns "doutorzecos", assim, assim tipo Miguel Relvas, que foram enfiados à pressão, pelo tráfico de influências, o nepotismo, um mal endémico, de séculos e séculos nos  claustros. 
.
Naquele albergue (antigamente e agora) entra tudo desde que tenha um papá, um amigo, um ti-ti, uma ti-ti com relacionamento entre-portas. 
.
Aquele "maralhal" de truz-truz que engoliu um garfo que não lhe permite vergar a mola, além de incompetência aos montes, procura fazer o menos possível... 
.
Eles, sim eles (a maior parte) incompetentes e vaidosos de pacotilha, ganham ordenados farfafulhudos enquanto os que os servem (mangas de alpaca) com toda a humildade há muitos a passarem muito mal, no estrangeiro e a ganharem o valor da maçã dos porcos.  
José Martins 
.
P.S. O autor do texto, acima, (manga de alpaca) serviu a diplomacia por 24 anos na missão diplomática de Portugal em Banguecoque e tem conhecimento, profundo, do que tem sido a diplomacia portuguesa... Porém há profissionais competentes e gente civilizada que tive o prazer de lidar. Não deixo de aqui afirmar de que se Portugal se encontra como está se deve, em parte, a alguns diplomatas que foram maus caixeiros viajantes de não vender aquilo que ainda produzimos. Nos tempos que correm e Portugal no estado económico em que se encontra não é saudável para nenhum diplomata, português, no estrangeiro se juntar aos parentes ricos.