Translator

domingo, 13 de janeiro de 2013

As capas dos jornais e as principais notícias de Segunda-feira, 14 de Janeiro de 2013.


Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Mulher morre carbonizada
Clássico: Pinto da Costa visa Liga
Luís Filipe Vieira: Arbitragem e burros
Penela: Feridas a tiro por idoso
Porto de Mós: Roubada e agredida
Oeiras: Despiste fere na A5
Marcelo R. Sousa: Sarmento ao Governo

Capa do Público Público

Luís Filipe Vieira: “Pensava que só os burros falavam de arbitragem”
“Se calhar o resultado já estava feito”, acusa Pinto da Costa
Jorge Jesus: “A primeira parte foi de loucos”
Vítor Pereira: “Há duas expulsões claríssimas, que só não vê quem não quer”
PS deve integrar comissão de cortes na despesa e levar propostas, diz Marcelo
Um clássico de início louco que não serviu para separar os rivais
Messi marca mais golos que 15 das 20 equipas da Liga espanhola

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

Paulo Macedo avisa que despesa não é ilimitada
Para lá de um Benfica-Porto
"Desde sempre quis ser professor"
Desobediência de piloto terá estado na origem do acidente
Estradas de acesso à Serra da Estrela reabertas
Mulher de 45 anos carbonizada em casa
BE apresenta queixa formal contra Paulo Macedo

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Pinto da Costa queixa-se do árbitro e Vieira diz que "só os burros falam da arbitragem
O melhor de 2012 recriado em Lego
EUA tiveram participação limitada no resgate de refém francês na Somália
PS quer "acabar com a ADSE para acabar com a injustiça"
Vírus da gripe chegou cedo e há já dois doentes hospitalizados
Acidente com engenho explosivo causa morte de três crianças no centro de Angola
Erro no site da Liga deu Benfica a vencer F.C. Porto (3-2) "durante 30 segundos"

Capa do i i

Petardo fere adepto do FC Porto na chegada ao Estádio da Luz
Siza Vieira lamenta falta de manutenção de edifícios em Portugal
Misericórdia de Lisboa assina segunda-feira Acordo de Empresa com sindicatos afectos à CGTP
MAI. Fechámos 2012 sem dever nada às corporações de bombeiros
Saída da Portugal Telecom de Macau permite aposta em mercados estratégicos
Alterações à Lei de Finanças Regionais que constem do memorando serão cumpridas
Escola de Economia da Universidade Nova conta com presença em "rankings" para se manter

Capa do Diário Económico Diário Económico

Um mandato para governar
A China e o ridículo da censura
Portugal e o regresso aos mercados
Gulbenkian faz propostas para a reforma do Estado na Saúde
Portugal Telecom quer exportar convergência de marcas para o Brasil
País volta aos mercados este ano se juros continuarem a corrigir
Propinas do superior sofrem segundo maior aumento da década

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

Banca proibida de subir spreads na consolidação de crédito
Diz que é uma espécie de reforma do Estado
Garage Café
Os atrasos da justiça no novo ano
TAP - uma venda inevitável
Portugal compra cinco vezes mais Mercedes do que a Grécia
Espanha já não irá pedir ajuda no primeiro trimestre

Capa do Oje Oje

Postres e Derovo investem 11 milhões em Pombal
Previsões do Goldman Sachs pesam na valorização do Euro
IGCP admite mais trocas de dívida e emitir dívida de longo prazo
Exportações de mobiliário atingem valor recorde
CGD coloca 750 milhões a cinco anos
Angela Merkel defende que Chipre tem de implementar reformas
Funchal fecha 2012 como líder dos portos de cruzeiros

Capa do Destak Destak

Chevrolet lançou novo modelo Corvette nos EUA
"Les Misérables" e "Argo" foram os grandes vencedores dos Globos de Ouro
PM paquistanês demitiu governo do Baluschistão após atentados contra minoria xiita
Euro atingiu máximo face ao iene do último ano e meio
Milhões de indianos dão hoje início ao maior festival religioso do mundo, o Kumbh Mela
Jessica Chastain venceu Globo de Ouro de melhor atriz de drama com filme sobre Bin Laden
Daniel Day-Lewis garantiu Globo de Ouro de melhor ator de drama com "Lincoln"

Capa do A Bola A Bola

Loco Abreu regressa ao Nacional Montevideu oito anos depois
Barcelona: «Valdés não quer sair» – Zubizarreta
Kobe Bryant não deixou fugir Vanessa... saiba porquê
Liga explica porque colocou Benfica a ganhar 3-2
Resultados dos campeonatos distritais
Marselha falha liderança com derrota no terreno do Sochaux de Rafael Dias (3-1)
Dragão regressam ao trabalho na terça-feira

Capa do Record Record

Fenerbahçe supera 1461 Trabzon na Taça
Quarto árbitro foi ao chão
Quadro masculino
Quadro feminino
AEL de Jorge Costa desilude ante o Omonia
Michelle Brito eliminada na 1.ª ronda
João Cabreira encerra carreira

Capa do O Jogo O Jogo

Liga exige que wTVision assuma responsabilidades
Tudo empatado na Luz
Jardel e um início "muito louco"
Marselha perde jogo e a liderança
"Não nos deixaram ganhar"
"Ouvi Pinto da Costa dizer que só os burros falam de arbitragem"
Santa Clara bate Naval dos 11 metros

CARALHO DAS CALDAS VOADOR


Um das Caldas... voador! ...Deveriam pôr uns 231 (para dar para toda a gente!) a voar em S. Bento!! Bom, lá que tem graça tem... Ora aqui está uma boa forma de tratar certos Políticos quando discursam...

video

DESPIRAM-SE EM APOIO AS PANELEIROS




Duas manifestantes na praça de São Pedro. / VINCENZO PINTO (AFP)
.
Quatro mulheres despiram-se no Vaticano durante a reza do 'Angelus' pelo Papa
 .
EFE Roma 13 ENE 2013 - 17:10 CET245
  .

Quatro mulheres ucranianas do movimento Femen despiram-se hoje na Praça de São Pedro, no Vaticano, na altura que o Papa Bento XVI rezava o Angelus da janela de seu apartamento, para expressarem seu apoio aos direitos dos homossexuais.
.
Entre
dezenas de milhares de pessoas que ouviam a tradicional oração do Angelus, do meio-dia, na Praça de São Pedro e na altura que o pontífice estava na janela de seu apartamento, as quatro mulheres despiram-se, expondo seus seios , enquanto que nas costas tinha escrito a frase "In gay we trust" (confiamos nos gays).
.
As quatro mulheres toram imediatamente interceptados pela polícia (polícia militar italiana), enquanto um agente estava tentando cobrir o corpo de uma das mulheres.
.
As mulheres gritavam numerosas frases não intendíveis, enquanto os fotógrafos imortalizaram o momento.
.
Entre as quatro mulheres estava o líder do grupo Femen, Inna Shevchenko, de acordo com a imprensa italiana.
.
O incidente, provocativo, coincide com a manifestação de hoje em Paris, contra a intenção do governo francês de legalizar o casamento gay e adopção.
.
Este grupo ucraniano em outros eventos, na Ucrânia, Rússia e Reino Undido se despiram como protestos.
.
Em novembro de 2011, cinco mulheres do grupo Femen tentaram despir-se na Praça de São Pedro, no Vaticano, mas foram interceptadas pela polícia antes de levar a cabo a intenção.

MEMÓRIAS - ABRINDO AS GAVETAS


OS PORTUGUESES DEVERIAM TOMAR COMO EXEMPLO


"A luta deste blogue não é só nossa, mas de muitas outras pessoas (não revelamos nomes) como nós, subversivos, para tentarmos mudar algo que segue mal no nosso país, Portugal.






OS PORTUGUESES,E OS CIDADÃOS DOS DEMAIS PAÍSES QUE ESTÃO
 A SER CHANTAGEADOS PELOS MANDATÁRIOS DOS GRANDES INTERESSES DA ESPECULAÇÃO FINANCEIRA GLOBAL,  COM A CONIVÊNCIA DOS SEUS "desGOVERNANTES",  DEVERIAM INSPIRAR-SE  NESTE EXEMPLO !

 ..UM POVO QUE NÃO SE ACOCOROU...
Não perca, não perca, em baixo, o click

Sabiam? Não? Vão ficar a saber!


Divulguem

O British Hospital pertence ao Grupo Português de Saúde desde o início dos anos 1980. O Grupo Português de Saúde pertence ao  universo da Sociedade Lusa de Negócios, a tal que tinha um banco dentro. Exactamente: o BPN .
.
O banco serviu para financiar a compra do British. Um fiasco. Entre 1999 e 2009, o British recuou de uma média anual de 12 mil consultas para cerca de 1800
.
Entre 2004 e 2007, o presidente do Grupo Português de Saúde foi o economista José António Mendes Ribeiro, o qual, quando saiu do grupo, deixou um passivo de perto de cem milhões de euros...

.
Pois foi precisamente José António Mendes Ribeiro que o  ministro da Saúde, Paulo Macedo, foi buscar para coordenar o grupo de trabalho que vai propor os cortes a aplicar no Serviço Nacional de Saúde !!!



Isto, que podia ser uma charla dos Malucos do Riso, é o ponto a que chegámos.

OS MIMOS DA FERNANDA AO "PAIZINHO" CARAMELO

O casal chegou ao hotel cerca das 18h00

Pinto da Costa mimado pela mulher

Fernanda Miranda acompanhou o líder do FC Porto na viagem deste fim de semana. Para ler no CM
Por:Rita Montenegro

O "ASQUEROSO" AGRESSOR DE PALAVRAS


Clique na imagem para ouvir o "asqueroso"
Política - Governo está mais do que mandatado para fazer as reformas do Estado, diz Passos Coelho

"Governo está mais do que mandatado" para fazer as reformas do Estado, diz Passos Coelho


A REFORMA DA ANA TERESA DE PALMELA




"Ana Teresa é presidente da Câmara de Palmela. Faz 47 anos no final do mês. Ficam desde já os meus parabéns. É mais nova do que eu e já tem direito a uma reforma superior a 1800 euros. Eu ainda vou ter de trabalhar mais 20 anos e não sei se vou ter reforma."
Paulo Baldaia no Diário de Notícias
 
Merece honras de música da Banda da Ribaldeira a Ana Teresa 
 

KAOS:Conversas de um Domingo tranquilo


passos coelho mealheiro partido
O primeiro-ministro, Passos Coelho afirmou que «é preciso destruir o mito de que o Governo está a provocar recessão».
Eu que sou uma pessoa que por principio quero acreditar nas pessoas, fui até à tasca que fica aqui perto e disse à Sra. Maria enquanto ela me servia o café o que o Passos Coelho tinha afirmado.
Ouvi logo, "esse filho da puta que nos aumentou o IVA, esse ladrão que aumentou os impostos que cada vez temos menos clientes por não terem dinheiro, devia era ir lavar aquela boca com sabão, o grande ......" e por ali fora. Repeti a conversa no quiosque do tabaco do Sr. Jorge, que até interrompeu a sua discussão sobre o Sporting para também ele descarregar todos os palavrões que conhece, e são muitos, para rematar dizendo que um tiro nos cornos é que ele merecia.
Como sei que o Passos Coelho nunca tem feito aquilo que diz provavelmente a Sra. Maria e o Sr. Jorge têm razão.

Gostavas de ter este papel higiénico?


 
Papel Higiénico Passos Coelho,
                                  Vitor Gaspar
SE GOSTAVAS DE TER UM PAPEL HIGIÉNICO ASSIM,

PARTILHA!

QUE "CAVÁCUO"!...





"A PENALIZAÇÃO FISCAL DOS PENSIONISTAS...

Dá-lhe um coice minha besta
Está na hora de mudar
Agarra tu no chicote
E começa a avançar


AMIGOS LEIAM ESTE ARTIGO DO DR. ALVES CAETANO, É UMA ANÁLISE MUITO BEM FEITA E SEM FALÁCIA SOBRE OS DIREITOS DOS PENSIONISTAS.

 Meus Amigos,

Tive no 1º ano de Económicas um professor de Geografia Económica que nos abriu os olhos para a realidade do país, nesses longínquos anos 1963/64.

 
.
Naquela época era nitidamente de esquerda, considerando os padrões de então. E tinha outros aspetos curiosos – tinha sido um excelente aluno (condição indispensável, então, para se ser assistente); tinha casado com uma aluna e estava bem empregado (mais tarde, haveria de sair da Siderurgia Nacional em conflito com o Secretário Geral, Spínola  de seu nome, arrastando para o desemprego um colega, por solidariedade, que acabava de ser pai. 
 .
Esse colega haveria de ser meu administrador no BFN e o filho é o principal partner fiscalista da Deloitte. Mas voltando ao meu assistente. Mais tarde foi presidente da COSEC, andou pelo Brasil no tempo revolucionário e já em tempos democráticos foi presidente da Fidelidade.
 
Em Económicas inquiríamos como uma pessoa de esquerda (haveria de ser vetado para fazer doutoramento) era irmão de quem era. Pois a pessoaem causa chama-se António Alves Caetano, irmão do Marcelo… Enviou-me hoje um artigo seu sobre as pensões que me deu autorização para divulgar, sem anonimato. Com um abraço, aqui vai ele.
MCR

Estimados Amigos,
.
Como os jornais não publicam as cartas que lhes remeto e preciso de desabafar, recorro aos meus correspondentes "Internéticos", todos os amigos que constam da minha lista de endereços. Ainda que alguns não liguem ao que escrevo.
.
Não sei a que se refere o Senhor Primeiro-Ministro quando afirma ser a penalização fiscal dos pensionistas resultante de todos aqueles que, em Portugal, "descontaram para ter reformas, mas não para terem estas reformas".
.
Pela fala do Senhor Primeiro-Ministro fica-se a saber da existência de pensões de aposentadoria que estão acima daquilo que resultaria da correcta aplicação do Cálculo Actuarial aos descontos que fizeram.
.
Sendo assim - e não há razões para admitir que o Senhor Primeiro-Ministro não sabe o que diz - estamos perante situações de corrupção. Porque o Centro Nacional de Pensões e a Caixa Geral de Aposentações só podem atribuir pensões que resultem da estricta aplicação daqueles princípios actuariais aos descontos feitos por cada cidadão, em conformidade com as normas legais.
.
Portanto, o Estado tem condições de identificar cada uma dessas sirtuações e de sancioná-las, em conformidade com a legislação de um Estado de Direito, como tem de sancionar os agentes prevaricadores, que atribuíram pensões excessivas.
.
Mas, é completamente diferente a situação face aos cidadãos que celebraram contratos com o Estado. Esse contrato consistia em que, ano após ano, e por catorze vezes em cada ano, o cidadão entregava ao Estado uma quota das suas poupanças, para que o mesmo Estado, ao fim dos quarenta anos de desconto lhe devolvesse essa massa de poupança em parcelas mensais, havendo dois meses em que era a dobrar, como acontecera com os descontos.
.
E tem de ser assim durante o tempo em que o cidadão estiver vivo e, em parte mais reduzida, mas tirada, ainda, da mesma massa de poupança individual, enquanto houver cônjuge sobrevivo.
~.
E esta pensão tem o valor que o Estado, em determinado momento,
comunicou ao cidadão que passava a receber. Não tem o valor que o cidadão tivesse querido atribuir-lhe.
-
Portanto, o Estado Português, pessoa de bem, que sempre foi tido como modelo de virtudes, exemplar no comportamento, tem de continuar a honrar esse estatuto.
.
Para agradar a quem quer que seja que lhe emprestou dinheiro para
fazer despesas faraónicas, que permitiram fazer inumeráveis fortunas e deram aos políticos que assim se comportaram votos que os aconchegaram no poder, o Estado Português não pode deixar de honrar os compromissos assumidos com esses cidadãos que, na mais completa confiança, lhe confiaram as suas poupanças e orientaram a sua vida para viver com a pensão que o Estado calculou ser a devida.
.
As pensões que correspondem aos descontos que cada qual fez durante a vida activa nunca poderão ser consideradas excessivas. Esses Pensionistas têm de merecer o maior respeito do Estado. Têm as pensões que  podem ter, não aquelas que resultariam do seu arbítrio.
.
E é este o raciocínio de pessoas honestas. Esperam que o Estado sempre lhes entregue aquilo que corresponde à pensão que em determinado momento esse mesmo Estado, sem ser coagido, lhes comunicou passariam a receber na sua nova condição de desligados do serviço activo. Ou seja, a partir do momento em que era suposto não mais poderem angariar outro meio de sustento que não fosse a devolução, em fatias mensais, do que haviam confiado ao Estado para esse efeito.
.
Os prevaricadores têm de ser punidos, onde quer que se situem todos quantos permitiram que, quem quer que seja, auferisse pensão desproporcionada aos descontos feitos, ou mesmo, quem sabe, sem descontos. Sem esquecer, claro está, os beneficiários da falcatrua.
.
Mas, é impensável num Estado de Direito que, a pretexto dessas situações de extrema irregularidade, vão ser atingidos, a eito, todos
aqueles que, do que tiraram do seu bolso durante a vida activa, recebem do Estado a pensão que esse mesmo Estado declarou ser-lhes devida.
.
Como é inadmissível que políticos a receberem ordenado de função,
acrescido de benesses de vária ordem proporcionadas por essa mesma função, considerem que pensões obtidas regularmente, com valores mensais da ordem de 1.350 Euros proporcionam vida de luxo que tem de ser tributada, extraordinariamente.

António Alves Caetano

KAOS:Os professores voltam à rua




mario nogueira nuno crato manif 26 janeiro 2013
Tenho assistido nos últimos tempos à convocação de uma manifestação Nacional de Professores para o próximo dia 26 de Janeiro. 
Finalmente os professores parecem reagir a todos os assaltos a que eles e a escola pública tem sido sujeitos, depois de anos em que pareciam ter desaparecido da luta politica. 
Voltando um pouco atrás, ou bastante atrás, lembro-me de quando os professores encheram as ruas de Lisboa em enormes manifestações em luta contra a famosa avaliação e a Sinistra Ministra Maria de Lurdes Rodrigues. 
Também a história deste blog está ligada a essa luta que sempre apoiou, não por eu ser professor, mas por ser pai e defensor de uma escola pública de qualidade. 
Foi uma luta em que finalmente se viu uma classe unida e se vislumbrou uma vitória para os trabalhadores, uma luta em que a Ministra foi encostada à  parede e ia cair. 
Estranhamente, ou talvez não, o Mário Nogueira resolveu morder a maça envenenada que lhe foi estendida pela Bruxa Sinistra assinando um acordo com a Ministra que a salvou e que acabou por levar à divisão, desmobilização e ao fim da luta dos professores. 
Dai até hoje, a avaliação foi implementada, os horários aumentados, as condições de trabalho piorados e milhares de professores foram para o desemprego. Saúda-se por isso o regresso dos professores à luta em defesa dos seus direitos e do seu trabalho.
 
Uma vez mais vou estar presente na luta pela defesa da escola pública, assim como estou na defesa do SNS, do estado social ou dos direitos laborais. Defendo mesmo e custa-me a compreender ver classes não se unirem nas lutas, não se compreender que as lutas de uns são as lutas de todos. Essa sim, seria uma grande vitória  e um sinal de esperança para o futuro, ver todos unidos e solidários na defesa dos problemas dos noutros e de cada um. Mas como disse vou estar presente em defesa da escola pública de qualidade. 
Só espero é que desta vez os professores assumam a luta e não aceitem que ela seja destruída por acordos de bastidores com o governo. Sou um defensor da existência de sindicatos, a forma de os trabalhadores se organizarem e potenciarem a sua força, mas também acredito que esses sindicatos devam agir de acordo com a vontade dos trabalhadores e não das suas classes dirigentes e de interesses ou agendas políticas. Os sindicatos servem para defender os trabalhadores que deles fazem parte.
 
Mais uma vez digo que vou estar presente e apelo a todos, professores ou não professores que se juntem e lutem contra as politicas deste governo e por um país mais justo. Razões não faltam, do desemprego à precariedade, da pobreza à destruição da esperança. Juntem-se e esta e a todas as outras lutas porque isto não é um problema só de alguns mas de todo um país. Juntem-se, lutem e tenham a coragem de, após cada vitória conseguida, assumir nas vossas mãos o futuro.

Converte-te ao islão, seu infiel rei da Bélgica!


Depois de já terem dito que a Bélgica seria o primeiro País islâmico da Europa,agora o atrevimento do despudorado convite ao Rei para se converter.Por este andar,se calhar,o senhor até aceita o convite.
Oxalá que quando a Europa acordar do "politicamente correcto" não seja tarde demais. (Texto de um leitor deste blogue)

Domingo, 13 de Janeiro de 2013


Redouane, filho do membro do partido islâmico belga Abdeslam ben Ali, de Anderlecht, escreveu uma carta ao rei dos belgas, Alberto II, convidando-o a converter-se ao islão. Na carta pode-se ler que "abençoados são todos aqueles que seguem o caminho da revelação" e que Jesus foi "criado" por Deus através do Seu Espírito e sopro, tal como criou Abraão com as Suas mãos e sopro. Aproveitando-se da invenção islâmica acerca do Cristianismo, Redouane escreveu que nos Evangelhos Jesus Cristo anunciou a vinda do último profeta que seria Maomé e que o Alcorão satisfaz plenamente a fé de qualquer monoteísta, incentivando assim o rei belga a converter-se à idolatria islâmica, adorando e obedecendo a Deus (que na verdade não é Deus mas sim Alá) para assim "encontrar a paz". Se Alberto II rejeitar o islão, carregará sobre os seus ombros o "peso dos pecados", não só os dele como também os dos seus súbditos. Redouane terminou a sua carta esperando que o soberano tome a "decisão certa".

Como é óbvio, o que o muçulmano não escreveu foi que quem se recusa a converter-se ao islão por rejeitar a sua "verdade" merece a pena de morte, conforme atestam vários hadihts e suras (Bukhari, Tabari VIII, Tabari IX, Ishaq, etc). Alá não é o mesmo Deus que O dos cristãos, o Verdadeiro, pois Alá é uma divindade pagã da Arábia pré-islâmica, é o ídolo da lua que faz parte do panteão de 360 ídolos de Meca (daí o símbolo do islão ser um quarto crescente). Por fim, os Evangelhos não falam nada da vinda de mais nenhum profeta depois do Cristianismo. Os muçulmanos confundem Espírito Paráclito (Consolador), do grego Parácletos, com uma alusão ao Ahmad (ou seja, louvado), que seria Maomé (Alcorão 61:6). Por outras palavras, os muçulmanos deturparam a Bíblia e acreditam que Maomé é o Espírito Santo, ou seja... Deus? Aliás, os próprios muçulmanos defendem que Jesus não morreu crucificado, pois foi poupado por Deus e que tudo foi simulado, o que contraria até a versão dos romanos. Maomé não foi profeta coisa nenhuma porque não era israelita, mas sim árabe. E se ele não foi um profeta então é porque foi um falso profeta e disso a Bíblia fala em abundância: Mateus 7:15-20, Romanos 16:17-18, 2 Pedro 2:1, 1 João 4:1, etc.

Eram idólatras, adoravam a estrela Lúcifer e Vénus, que chamavam, Chabar ou grande, até o tempo de Heráclio. Então levantou-se entre eles um falso profeta, chamado Maomé, que havendo encontrado os livros dos Antigo e Novo Testamentos, e tido contacto com um monge ariano, formulou uma heresia nova. Conseguido o favor do seu povo por uma aparência de piedade, difundiu o rumor que os escritos lhe vinham do céu. Escreveu um livro eriçado de coisas ridículas, onde expõe a sua religião (São João Damasceno, Doutor da Igreja, sobre os muçulmanos).


Sem comentários:


MEMÓRIAS - ABRINDO MINHAS GAVETAS


"Julguem-me como queiram os 6 embaixadores, que servi de 1984 a 2008, na Embaixada de Portugal  Banguecoque, mas na certeza porém mais não haja feito que divulgar o Reino da Tailândia e Portugal. Nunca procurei metal de pendurar ao peito ou outros proventos. Sou aquilo que tenho sido e eles aquilo que são. José Martins"

P.S. Esta foto é parte de 40.000 que por meses e dias  digitalizei, de filmes, para que a história não se perca.