Translator

sexta-feira, 1 de março de 2013

as capas dos jornais e as principais notícias de Sábado, 2 de Março de 2013.




Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

M. Canaveses: Rouba loja de ouro
Arguidos da Casa Pia derrotados
Álvaro S. Pereira: Reembolso da TSU
V. Formoso: Perseguidos até Viseu
Guimarães: Homem assalta banco
Quarteira: Colhido na passadeira
Guimarães: Agredido em acidente

Capa do Público Público

Governo disponível para reembolsar TSU a quem contratar desempregados com 45 ou mais anos
Vice-presidente pede que acabem rumores sobre saúde de Chávez
Sorteio do Euromilhões
Sem acordo, Obama aponta o dedo aos republicanos e dramatiza cortes na despesa
Opinando sobre o tamanho dos sensores
Benfica questiona eventual perdão de dívida bancária ao Sporting
Jorge Palma reinterpreta Grândola: “O rumo da locomotiva está nas nossas mãos”

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

De Itália até aqui
Muitas razões para 'grandolar'
Bife à Marrare só a marrar
Onde se pode verificar que melhor que o direito é a ética dos profissionais
Acusado homicida de Queluz
"Jackpot" de 39 milhões na terça-feira mp Euromilhões
O testamento do Papa Bento XVI

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Unidades de elite estão de prevenção
Hospitais penalizados se não cumprirem objetivos
Expectativa em alta com novos apoios
"Onda gigante" vai hoje dizer basta e pedir a demissão do Governo
Universitários da UMinho já usam roupa da caridade
O mundo todo só para 15 sortudos
Cientistas mostram que comunicação "telepática" entre ratos é possível

Capa do i i

Governo constitui grupo para alterar Regime Jurídico das Federações Desportivas
Pilotos justificam greve na TAP com "injustiça" de cortes salariais
PSP rejeita acusações do presidente do Vitória de Guimarães
Licínio Lima nomeado para sub-director da Direcção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais
Fantasporto está cada vez mais nas mãos de quem o frequenta, diz a organização
Victoria Beckham rejeita nova digressão com as Spice Girls
David Beckham confirma: "É mesmo o meu rabo”

Capa do Diário Económico Diário Económico

Buffett diz que vai “manter os pés no chão”
Dados económicos animam Wall Street
“Contribuir para que a TAP seja vendida e reestruturada é a melhor das soluções”
Tagus entregou proposta para a saída de Brisa de Bolsa
Pilotos da TAP e SATA aderem à greve
Troika teve “maior disponibilidade” para ouvir propostas do PS
Obama acusa republicanos por "cortes estúpidos" no orçamento

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

APS defende que resgate de PPR seja limitado a famílias com dificuldades
ISP recebeu duas reclamações sobre resgate de PPR
Dados económicos ofuscam receios de cortes na despesa e animam Wall Street
Pilotos da TAP seguem tripulantes e avançam para greve
Benfica TV terá pago mais de 7,5 milhões de euros para ter a Premier League
"Decidi que tenho de passar mais tempo com a minha família. Estou a brincar ? fui despedido hoje".
Tagus já entregou proposta para a saída de Brisa de bolsa à CMVM

Capa do A Bola A Bola

Carlos Martins e Aimar em dúvida
Luiz Carlos escolheu o Braga
Carla Couto já trabalha no CAC Pontinha
Moco, o herói do Interclube que deixou o campeão Libolo ´KO´
«Não basta ter talento. É preciso vida regrada» - Eusébio
Aguero deixa filha de Maradona por... cantora argentina
Monstro Sagrado e Pantera Negra iluminaram o céu de Maputo

Capa do Record Record

Benítez refuta conflito com Roman Abramovich
Exportações vão aumentar
Diários venderam menos 15 milhões
Seguro recebe hoje representantes da troika
Daniela O'Hara grávida... outra vez
Um cenário impensável
Harlem Shake já chegou ao Benfica

Capa do O Jogo O Jogo

PSP rejeita teoria da conspiração
Eduardo dá um ponto ao Istambul BB
Montanier rendido ao FC Porto
"Infiltrado" sem desculpa
Postiga vive aflito em Espanha
Euromilhões
Sintomas do fim de uma era
Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

M. Canaveses: Rouba loja de ouro
Arguidos da Casa Pia derrotados
Álvaro S. Pereira: Reembolso da TSU
V. Formoso: Perseguidos até Viseu
Guimarães: Homem assalta banco
Quarteira: Colhido na passadeira
Guimarães: Agredido em acidente

Capa do Público Público

Governo disponível para reembolsar TSU a quem contratar desempregados com 45 ou mais anos
Vice-presidente pede que acabem rumores sobre saúde de Chávez
Sorteio do Euromilhões
Sem acordo, Obama aponta o dedo aos republicanos e dramatiza cortes na despesa
Opinando sobre o tamanho dos sensores
Benfica questiona eventual perdão de dívida bancária ao Sporting
Jorge Palma reinterpreta Grândola: “O rumo da locomotiva está nas nossas mãos”

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

De Itália até aqui
Muitas razões para 'grandolar'
Bife à Marrare só a marrar
Onde se pode verificar que melhor que o direito é a ética dos profissionais
Acusado homicida de Queluz
"Jackpot" de 39 milhões na terça-feira mp Euromilhões
O testamento do Papa Bento XVI

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Unidades de elite estão de prevenção
Hospitais penalizados se não cumprirem objetivos
Expectativa em alta com novos apoios
"Onda gigante" vai hoje dizer basta e pedir a demissão do Governo
Universitários da UMinho já usam roupa da caridade
O mundo todo só para 15 sortudos
Cientistas mostram que comunicação "telepática" entre ratos é possível

Capa do i i

Governo constitui grupo para alterar Regime Jurídico das Federações Desportivas
Pilotos justificam greve na TAP com "injustiça" de cortes salariais
PSP rejeita acusações do presidente do Vitória de Guimarães
Licínio Lima nomeado para sub-director da Direcção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais
Fantasporto está cada vez mais nas mãos de quem o frequenta, diz a organização
Victoria Beckham rejeita nova digressão com as Spice Girls
David Beckham confirma: "É mesmo o meu rabo”

Capa do Diário Económico Diário Económico

Buffett diz que vai “manter os pés no chão”
Dados económicos animam Wall Street
“Contribuir para que a TAP seja vendida e reestruturada é a melhor das soluções”
Tagus entregou proposta para a saída de Brisa de Bolsa
Pilotos da TAP e SATA aderem à greve
Troika teve “maior disponibilidade” para ouvir propostas do PS
Obama acusa republicanos por "cortes estúpidos" no orçamento

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

APS defende que resgate de PPR seja limitado a famílias com dificuldades
ISP recebeu duas reclamações sobre resgate de PPR
Dados económicos ofuscam receios de cortes na despesa e animam Wall Street
Pilotos da TAP seguem tripulantes e avançam para greve
Benfica TV terá pago mais de 7,5 milhões de euros para ter a Premier League
"Decidi que tenho de passar mais tempo com a minha família. Estou a brincar ? fui despedido hoje".
Tagus já entregou proposta para a saída de Brisa de bolsa à CMVM

Capa do A Bola A Bola

Carlos Martins e Aimar em dúvida
Luiz Carlos escolheu o Braga
Carla Couto já trabalha no CAC Pontinha
Moco, o herói do Interclube que deixou o campeão Libolo ´KO´
«Não basta ter talento. É preciso vida regrada» - Eusébio
Aguero deixa filha de Maradona por... cantora argentina
Monstro Sagrado e Pantera Negra iluminaram o céu de Maputo

Capa do Record Record

Benítez refuta conflito com Roman Abramovich
Exportações vão aumentar
Diários venderam menos 15 milhões
Seguro recebe hoje representantes da troika
Daniela O'Hara grávida... outra vez
Um cenário impensável
Harlem Shake já chegou ao Benfica

Capa do O Jogo O Jogo

PSP rejeita teoria da conspiração
Eduardo dá um ponto ao Istambul BB
Montanier rendido ao FC Porto
"Infiltrado" sem desculpa
Postiga vive aflito em Espanha
Euromilhões
Sintomas do fim de uma era

comunicadodeimprensa@gorongosa.net


A TVM (Televisão de Moçambique) está a transmitir Grandes Reportagens sobre o Parque Nacional da Gorongosa.
Trata-se de uma série de 4 episódios, transmitida aos Domingos à noite e é um trabalho produzido pela jornalista Cândida Pinto (SIC), com imagens de Jorge Pelicano e Bob Poole.

Não perca o quarto episódio, que será transmitido já neste próximo Domingo, às 21h, e que tem por título “Recuperar o Tesouro”.


LINK para site da SIC com mais informação e vídeos sobre estas Grandes Reportagens.

É comovente...



Tributação EXTRAORDINÁRIA sobre Pensões

Estão mesmo a pedi-las...E há várias formas,democráticas-nada de más intenções-em o fazer!Assim os portugueses acordem...
E os deputados e governo que acordem também, em relação ao muito que se pode fazer e que só um sono profundo impede de concretizar...
Campos de Barros
 

Tributação EXTRAORDINÁRIA sobre Pensões

Tributação sobre pensões

Aprovado o OE 2013, Portugal arrisca-se a entrar no "Guinness Fiscal" por força de um muito provavelmente caso único no planeta: a partir de um certo valor (1350 euros mensais), os pensionistas vão passar a pagar mais impostos do que outro qualquer tipo de rendimento, incluindo o de um salário de igual montante! Um atropelo fiscal inconstitucional, pois que o imposto pessoal é progressivo em função dos rendimentos do agregado familiar [art.º 104.º da CRP], mas não em função da situação activa ou inactiva do sujeito passivo e uma grosseira violação do princípio da igualdade [art.º 13.º da CRP].
.
Por exemplo, um reformado com uma pensão mensal de 2200 euros pagará mais 1045 € de impostos do que se estivesse a trabalhar com igual salário (já agora, em termos comparativos com 2009, este pensionista viu aumentado em 90% o montante dos seus impostos e taxas!).
Tudo isto por causa de uma falaciosamente denominada "contribuição extraordinária de solidariedade" (CES), que começa em 3,5% e pode chegar aos 50%. Um tributo que incidirá exclusivamente sobre as pensões. Da Segurança Social e da Caixa Geral de Aposentações. 
.
Públicas e privadas. Obrigatórias ou resultantes de poupanças voluntárias. De base contributiva ou não, tratando-se por igual as que resultam de muitos e longos descontos e as que, sem esse esforço contributivo, advêm de bónus ou remunerações indirectas e diferidas. Nas pensões, o Governo resolveu que tudo o que mexe leva! Indiscriminadamente. Mesmo - como é o caso - que não esteja previsto no memorando da troika.
  .
Esta obsessão pelos reformados assume, nalguns casos, situações grotescas, para não lhes chamar outra coisa. Por exemplo, há poucos anos, a Segurança Social disponibilizou a oferta dos chamados "certificados de reforma" que dão origem a pensões complementares públicas para quem livremente tenha optado por descontar mais 2% ou 4% do seu salário. Com a CES, o Governo decide fazer incidir mais impostos sobre esta poupança do que sobre outra qualquer opção de aforro que as pessoas pudessem fazer com o mesmo valor... 
.
Ou seja, o Estado incentiva a procura de um regime público de capitalização (sublinho, público) e logo a seguir dá-lhe o golpe mortal. Noutros casos, trata-se - não há outra maneira de o dizer - de um desvio de fundos através de uma lei: refiro-me às prestações que resultam de planos de pensões contributivos em que já estão actuarialmente assegurados os activos que caucionam as responsabilidades com os beneficiários. 
.
Neste caso, o que se está a tributar é um valor que já pertence ao beneficiário, embora este o esteja a receber diferidamente ao longo da sua vida restante. Ora, o que vai acontecer é o desplante legal de parte desses valores serem transferidos (desviados), através da dita CES, para a Caixa Geral de Aposentações ou para o Instituto de Gestão Financeira da S. Social! 
.
O curioso é que, nos planos de pensões com a opção pelo pagamento da totalidade do montante capitalizado em vez de uma renda ou pensão ao longo do tempo, quem resolveu confiar recebendo prudente e mensalmente o valor a que tem direito verá a sua escolha ser penalizada. Um castigo acrescido para quem poupa.
.
Haverá casos em que a soma de todos os tributos numa cascata sem decoro (IRS com novos escalões, sobretaxa de 3,5%, taxa adicional de solidariedade de 2,5% em IRS, contribuição extraordinária de solidariedade (CES), suspensão de 9/10 de um dos subsídios que começa gradualmente por ser aplicado a partir de 600 euros de pensão mensal!) poderá representar uma taxa marginal de impostos de cerca de 80%! 
.
Um cataclismo tributário que só atinge reformados e não rendimentos de trabalho, de capital ou de outra qualquer natureza! Sendo confiscatório, é também claramente inconstitucional. Aliás, a própria CES não é uma contribuição. É pura e simplesmente um imposto.
 .
Chamar-lhe contribuição é um ardil mentiroso. Uma contribuição ou taxa pressupõe uma contrapartida, tem uma natureza sinalagmática ou comutativa. Por isso, está ferida de uma outra inconstitucionalidade.
É que o já citado art.º 104.º da CRP diz que o imposto sobre o rendimento pessoal é único.
  .
Estranhamente, os partidos e as forças sindicais secundarizaram ou omitiram esta situação de flagrante iniquidade. Por um lado, porque acham que lhes fica mal defender reformados ou pensionistas desde que as suas pensões (ainda que contributivas) ultrapassem o limiar da pobreza. Por outro, porque tem a ver com pessoas que já não fazem greves, não agitam os media, não têm lobbies organizados.

Pela mesma lógica, quando se fala em redução da despesa pública há uma concentração da discussão sempre em torno da sustentabilidade do Estado social (como se tudo o resto fosse auto-sustentável...).
.
Porque, afinal, os seus beneficiários são os velhos, os desempregados, os doentes, os pobres, os inválidos, os deficientes... os que não têm voz nem fazem grandiosas manifestações. E porque aqui não há embaraços ou condicionantes como há com parcerias público-privadas, escritórios de advogados, banqueiros, grupos de pressão, estivadores. É fácil ser corajoso com quem não se pode defender.
  -
Foi lamentável que os deputados da maioria (na qual votei) tenham deixado passar normas fiscais deste jaez mais próprias de um socialismo fiscal absoluto e produto de obsessão fundamentalista, insensibilidade, descontextualização social e estrita visão de curto prazo do ministro das Finanças. 
.
E pena é que também o ministro da Segurança Social não tenha dito uma palavra sobre tudo isto, permitindo a consagração de uma medida que prejudica seriamente uma visão estratégica para o futuro da Segurança Social. Quem vai a partir de agora acreditar na bondade de regimes complementares ou da introdução do "plafonamento", depois de ter sido ferida de morte a confiança como sua base indissociável? 
.
Confiança que agora é violada grosseiramente por ditames fiscais aos ziguezagues sem consistência, alterando pelo abuso do poder as regras de jogo e defraudando irreversivelmente expectativas legitimamente construídas com esforço e renúncia ao consumo.
  -
Depois da abortada tentativa de destruir o contributivismo com o aumento da TSU em 7%, eis nova tentativa de o fazer por via desta nova avalanche fiscal. E logo agora, num tempo em que o Governo diz querer "refundar" o Estado Social, certamente pensando (?) numa cultura previdencial de partilha de riscos que complemente a protecção pública. Não há rumo, tudo é medido pela única bitola de mais e mais impostos de um Estado insaciável.
.
Há ainda outro efeito colateral que não pode ser ignorado, antes deve ser prevenido: é que foram oferecidos poderosos argumentos para "legitimar" a evasão contributiva no financiamento das pensões. "Afinal, contribuir para quê?", dirão os mais afoitos e atentos.
.
Este é mais um resultado de uma política de receitas "custe o que custar" e não de uma política fiscal com pés e cabeça. Um abuso de poder sobre pessoas quase tratadas como párias e que, na sua larga maioria, já não têm qualquer possibilidade de reverter a situação. Uma vergonha imprópria de um Estado de Direito. Um grosseiro conjunto de inconstitucionalidades que pode e deve ser endereçado ao Tribunal Constitucional.
.
PS1: Com a antecipação em "cima da hora" da passagem da idade de aposentação dos 64 para os 65 anos na função pública já em 2013 (até agora prevista para 2014), o Governo evidencia uma enorme falta de respeito pela vida das pessoas. 
.
Basta imaginar alguém que completa 64 anos em Janeiro do próximo ano e que preparou a sua vida pessoal e familiar para se aposentar nessa altura. No dia 31 de Dezembro, o  Estado, através do OE, vai dizer-lhe que, afinal, não pode aposentar-se. Ou melhor, em alguns casos até poderá fazê-lo, só que com penalização, que é, de facto, o que cinicamente se pretende com a alteração da lei. Uma esperteza que fica mal a um Governo que se quer dar ao respeito.
  .
PS2: Noutro ponto, não posso deixar de relevar uma anedota fiscal para 2013: uma larga maioria das famílias da classe média tornadas fiscalmente ricas pelos novos escalões do IRS não poderá deduzir um cêntimo que seja de despesas com saúde (que não escolhem, evidentemente). Mas, por estimada consideração fiscal, poderão deduzir uns míseros euros pelo IVA relativo à saúde... dos seus automóveis pago às oficinas e à saúde... capilar nos cabeleireiros.

É comovente...

Militares,funcionários públicos,etc.




Exposição com pedido de esclarecimento.

Senhor Primeiro Ministro:

Sou Coronel reformado do Exército Português com o BI Militar nº 51193111 e, porque deixei de acreditar na Justiça do meu País, com pena minha, recorro ao senhor na expectativa de que possa vir de si alguma explicação para o que de seguida passo a expor:
.
1º - Ao longo de 60 anos de vida fui (e vou) depositando num Banco uma parte do magro vencimento (de há vinte para cá transformado em pensão) que ia auferindo depois de ter com ele estabelecido o contrato respectivo por ele e por mim aceite. Acontece que esse Banco decidiu este ano rescindir unilateralmente esse contracto resolvendo, em acto considerado por um anterior governante respeitável como "um assalto à mão armada", ROUBAR-ME uma parte substancial da verba que se comprometera a entregar-me, sem que eu me pudesse defender de tão vil
gesto.
.
2º - Já o ano passado eu fora espoliado pelo mesmo Banco em duas verbas importantes do seu compromisso para comigo, apesar de a Lei em vigor o não permitir e a justiça o ter condenado mas tendo acabado por sancionar a ilegalidade atendendo a que iria baralhar as contas do Banco porque já era tarde etc, etc. Daí, como lhe disse, o meu descrédito em relação a essa "senhora".
.
3º - Naturalmente o senhor já sabe que esse Banco se chama Estado. E, claro, escuso dizer-lhe quem é o gerente principal do mesmo a quem devo a decisão atrás referida.
.
4º - Há ainda, incluída na importância de que que fui velhacamente "aliviado", uma parte chamada de, salvo erro, "Comparticipação de Solidariedade" cujo nome me deixa deveras enfurecido. É que para ser solidário devia competir-me a mim a decisão sobre quem seria o beneficiário de tal gesto uma vez que se trata de DINHEIRO MEU. Mas fiquei a saber que, por mão alheia, esse dinheiro se destina a cobrir a roubalheira perpetrada por responsáveis doutros Bancos, o que me transforma num agente solidário com vigaristas e vigarices, facto que a minha dignidade (eu sei que a palavra está em desuso para não dizer em queda livre no vocabulário da Língua Portuguesa, mesmo com o miserável Acordo Ortográfico que nos foi imposto) a minha dignidade, repito, Pessoal e de Militar recusa veementemente admitir. (Já agora, e a-propósito do dito Acordo, esclareço-o de que o plural de acordo é acôrdos e não acórdos como o senhor e outros cavalheiros do seu governo de forma irritante pronunciam. Os acentos foram colocados apenas para salientar as pronúncias).
.
5º - Só um último pormenor que, pelo facto de o ser, não é de somenos importância. Pelo contrário. É que quase sinto vontade de lhe chamar um nome feio quando o ouço falar-me em SACRIFÍCIOS. Por acaso sabe o senhor o que são sacrifícios? Onde, quando e em que circunstâncias os fez?
A tirar o seu curso, talvez, já que só o completou aos 37 anos, pelo menos assim é voz corrente. Mas os de outro tipo, os tais que fazem doer o corpo e a alma, e não só do próprio como também da família, e que deixam marcas indeléveis para toda uma vida, acaso os conheceu alguma vez? Diga-me onde porque não acredito que tenham sido no ambiente dos "jotas" onde bem cedo se encostou para começar a sua carreira política. Lembro-lhe que está a ler (se é que alguma vez lhe mostrarão) um escrito de alguém que cumpriu, com orgulho, quatro comissões de serviço no Ultramar Português e a quem a tal dita justiça conseguiu roubar uma. Portanto cala-se, por favor, e não fale mais em sacrifícios. A ninguém, porque disso também o senhor não percebe nada.
.
Embora esteja convicto de que este facto não o incomoda absolutamente nada, informo-o de que estou a dar conhecimento do que aqui lhe relato a alguns dos meus Amigos mais chegados. Aceite, apesar de tudo, os meus cumprimentos de homem também educado.

José Caniné

Carro para mulheres



INTERCEIRISMO!



RICOS....!!!!

Um médico estacionou o seu Mercedes novo em folha na frente de seu consultório, pronto para mostrá-lo a seus colegas.
Logo que ele abriu a porta para sair, um camião passou raspando e arrancou completamente a porta.

O médico, atordoado, usou imediatamente o seu telefone celular, discou e, dentro de minutos, um policia chegou.

Antes que o policia tivesse uma oportunidade de fazer qualquer pergunta, o médico começou a gritar histericamente que o Mercedes, que ele tinha comprado no dia anterior, estava agora totalmente arruinado, e nunca mais seria o mesmo.

Iria processar o motorista, Deus e o mundo, fazer e acontecer, afinal, era doutor, etc...

Quando o médico, finalmente, se acalmou, o policia agitou a sua cabeça com desgosto e descrença.

"Eu não posso acreditar no quão materialistas vocês médicos são, disse ele" - "Vocês são tão focados nas suas posses que não notam mais nada"...

- Como você pode dizer tal coisa? O Sr. tem noção do valor de um Mercedes? - pergunta o médico.

E o policia respondeu:

- "Você não percebeu que perdeu o seu braço esquerdo? Está faltando do cotovelo para baixo. Ele deve ter sido arrancado quando o camião bateu".

- "P*** que p***" !!! - grita o médico... - "O meu Rolex...!!!"

As unhas de gel de Passos Coelho. Muito bom!


 
ORA AQUI ESTÁ, O QUE O JORNAL EXPRESSO.PT DIZ:
- ATENÇÃO, NÃO SOU EU QUE DIGO, É O JORNAL...
As unhas de gel de Passos Coelho
.
Tiago Mesquita (www.expresso.pt) | 08:00 Terça feira, 26 de fevereiro de 2013
.
"O feitiço virou-se contra o feiticeiro. Em protesto contra a nova legislação que penaliza com multas até 2000 euros quem não pedir facturas, muitos consumidores começaram a pedir facturas com o número de identificação fiscal de Pedro Passos Coelho. Os dados do primeiro-ministro estão a ser divulgados em SMS e emails que se tornaram virais. As redes sociais estão a propagar o protesto.
  .
Segundo o Correio da Manhã, deram entrada no sistema e-factura "milhares de facturas" com o número de contribuinte do primeiro-ministro, passadas em restaurantes, cabeleireiros e oficinas de automóveis - totalizando milhões de euros em despesas." Público
.
Pois é, isto de legislar à portuguesa tem quase sempre uma resposta... à portuguesa. A originalidade sempre foi uma das facetas do povo português e isso está a ficar demonstrado nos balcões de pastelaria e nas mesas de restaurante, ao som dos secadores e com um cheiro intenso a óleo de motor impregnado no ar.  
.
O protesto, apesar de ilegal, pois configura um crime de falsas declarações, é de tal forma criativo que jornais como o El Pais e o Financial Times já o destacaram nas suas edições. Uma página criada no Facebook denominada "As Facturas do Coelho" vai dando conta das "alegadas" despesas privadas de algumas figuras de Estado.
.
E ao que parece não é só Pedro Passos Coelho a fazer unhas de gel todo o santo dia, depois de comprar vários quilos de cenouras a granel. Enquanto o primeiro-ministro comprava um corpete e preservativos que davam para um regimento numa sex-shop do Bairro Alto, o ministro Miguel Relvas, em Campolide, colocava extensões pela quinta vez em apenas uma semana. 
.
Ao mesmo tempo, comprava um chupa-chupa em Évora. Vítor Gaspar muda o óleo do automóvel de hora a hora e bebe mil e quinhentos cafés por dia, facto que não parece ajudá-lo em relação à acuidade das suas previsões orçamentais, nem tão pouco parece a cafeína em excesso acelerar-lhe o discurso. Passa a vida a recauchutar os pneus e o défice.
.
A ministra da Justiça, Paula Teixeira da Cruz, também não sobreviveu à onda das facturas: deve ter mais pontos da Galp que uma empresa de camionagem. O ministro Paulo Portas, a julgar pelo dinheiro que gasta em fast food, deve estar a pesar trezentos e cinquenta quilos. A caminho de Viseu, comprou um rapa-tachos.
.
Mas não fica por aqui. Desde que a legislação se tornou moda pelo célebre discurso do "tomar no cu" proferido pelo ex-secretário de Estado da Cultura, insurgindo-se contra a máquina fiscal do Estado, até o Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, parece ter sido "obrigado" a aderir ao e-factura. Um brushing, meia-perna e virilhas, seguidos de um almoço farto na estrada da Guia. 
.
Ironias do destino, seguir-se-á a mais que provável fiscalização por gastos superiores aos rendimentos declarados. Se é de lei, é para cumprir.
(in http://expresso.sapo.pt/as-unhas-de-gel-de-passos-coelho=f789578)

KAOS:A fazer a sua própria gravata



passos coelho corda para se enforcar
Como nos tempos do Salazarento "Botas" cada vez mais há menos dinheiro para comprar e cada vez mais é necessário começar a fazer em casa. Ir buscar as velhas máquinas de costura, os ovos de madeira para arranjar meias, as agulhas de croché, e mais dia menos dias voltaremos a ver as cerzideiras às janelas.O Passos Coelho já começou a dar o exemplo e aqui costura a sua própria gravata. Na gravura é com agulhas, na realidade é com austeridade e indignação dos cidadãos.

Notícia de Última Hora!


O Governo PSD/CDS-PP formou uma orquestra para, nas suas deslocações pelo País, interpretar o Grândola Vila Morena. 


HUMANIDADE DE UM AGENTE POLICIAL


285228_10200120285923015_928594332_n.jpg

Tive conhecimento de uma situação que merece ser divulgada!
.
 Isto pode acontecer a qualquer pessoa. Este exemplo dado pelo Agente Policial é de rara humanidade e sensibilidade.
.
"Tive conhecimento de uma situação que merece ser divulgada!
 .
Em determinado momento durante a semana que está a terminar, foi a policia solicitada para um supermercado sito na cidade do Porto. 
.
Chegados ao dito supermercado, foram os elementos policiais informados pelo vigilante do estabelecimento que determinada pessoa tinha sido travada à saída na posse de artigos furtados.
.
Questionado sobre a tipologia dos artigos furtados, a gerente do supermercado e o vigilante referiram tratar-se de 4 iogurtes, 6 pães e 2 pacotes de leite. Os agentes, dirigiram-se então ao autor do ilícito e este, a chorar compulsivamente, lá foi dizendo que tanto ele como a esposa, estão desempregados, têm 2 crianças em casa e nem leite tinha para lhes dar. Este acto, visava apenas levar pão à boca dos seus filhos que ainda não tinham comido nada durante todo o dia.
.
De volta à gerente, esta, depois de passar os artigos pela caixa lá mostrou o talão, com um valor monetário pouco acima dos 4 euros.
.
Nesse momento, o agente, tirou dinheiro do bolso, perguntou se a casa aceitava o pagamento e após este ter sido efectuado ainda questionou se pretendiam procedimento criminal.
.
Uma vez que os artigos estavam pagos e nada mais restava a fazer, foi o autor do furto chamado à parte, onde lavado em lágrimas, ouviu o conselho de que pedir não é crime, pedir é ser humilde e que se for detido, com toda a certeza, não vai conseguir levar seja o que for para a boca dos filhos. Não volte a furtar mais nada pois para a próxima pode não ter a sorte que teve hoje. De seguida mandou-o embora com os iogurtes, o pão e o leite.
.
Existem Homens assim nestas fileiras que dia após dia, noite após noite presenciam homens, mulheres e crianças com fome, sem nada para comer, que o último recurso é pedir ou furtar.
.
Note-se que não estou a falar de criminosos, de delinquentes que passam os seus dias a mandriar, a viver à custa de RSI, estou a falar de pessoas de bem, que sempre trabalharam, sempre pagaram os seus impostos e que agora se vêem privados de tudo e incapazes sequer de alimentar os seus filhos.

A FRASE: JOAQUIM LETRIA


"PASSOS COELHO É HOJE VISTO COMO UM MENTIROSO, UM ALDRABÃO, UM YES MAN AO SERVIÇO DAS GRANDES EMPRESAS, DA SRª MERKEL, DE DURÃO BARROSO, DE CAVACO SILVA,MANIPULADO A TORTO E A DIREITO PELO MAIOR VIGARISTA DA HISTÓRIA DAS FALSAS HABILITAÇÕES MIGUEL RELVAS, E UM ROBOT DO ROBOT SEM ALMA E CORAÇÃO, VITOR GASPAR".

AI SE PASSOS COELHO FOSSE HONESTO !


                     
Por Joaquim Letria
A REDUÇÃO das reformas e pensões são as piores, mais cruéis, e moralmente mais criminosas, das medidas de austeridade a que, sem culpa nem julgamento, fomos condenados pelo directório tecnocrático que governa o protectorado a que os nossos políticos reduziram Portugal.

Para os reformados e pensionistas, o ano de 2013 vai ser ainda pior do que este 2012. Os cortes vão manter-se ou crescer e, com o brutal aumento de impostos, a subida dos preços dos combustíveis, do gás e da electricidade, e o encarecimento de muitos bens essenciais, o rendimento disponível dos idosos será ainda menor.

Os aposentados são indefesos. Com a existência organizada em função dum determinado rendimento, para o qual se prepararam toda a vida, entregando ao Estado o estipulado para este fazer render e pagar-lhes agora o respectivo retorno, os reformados não têm defesa. São agora espoliados e, não tendo condições para procurar outras fontes de rendimento, apenas lhes resta, face à nova realidade que lhes criaram, não honrar os seus compromissos, passar frio, fome e acumular dívidas.

No resto da Europa, os velhos viram as suas reformas não serem atingidas e, em alguns casos, como sucedeu, por exemplo, em Espanha, serem até ligeiramente aumentadas. Portugal não é país para velhos. Os políticos devem pensar que os nossos velhos já estão mortos e que, no fim de contas, estamos todos mal enterrados...


OS MONSTROS DE PORTUGAL !

AI SE PASSOS COELHO FOSSE HONESTO !

SE Passos Coelho começasse por congelar as contas dos bandidos do seu partido que afundaram o país, era hoje um primeiro ministro que veio para ficar.

Se Passos Coelho congelasse as contas dos offshore de Sócrates que apenas se conhecem 380 milhões de euros ( falta o resto) era hoje considerado um homem de bem.

Se Passos Coelho tivesse despedido no primeiro dia da descoberta das falsas habilitações o seu amigo Relvas, era hoje um homem respeitado.

Se Passos Coelho começasse por tributar os grandes rendimentos dos tubarões, em vez de começar pela classe média baixa, hoje toda a gente lhe fazia um vénia ao passar.

Se Passos Coelho cumprisse o que prometeu, ou pelo menos tivesse explicado aos portugueses porque não o fez, era hoje um Homem com H grande.

Se Passos Coelho, tirasse os subsídios aos políticos quando os roubou aos reformados, era hoje um homem de bem. Se Passos Coelho tivesse avançado com o processo de Camarate, era hoje um verdadeiro Patriota.

Se Passos coelho reduzisse para valores decimais as fundações e os observatórios, era hoje um homem de palavra. Se Passos Coelho avançasse com uma Lei anti- corrupção de verdade doa a quem doer, com os tribunais a trabalharem nela dia e noite, era já hoje venerado como um Santo.

...etc etc etc.

MAS NÃO !!!!

PASSOS COELHO É HOJE VISTO COMO UM MENTIROSO, UM ALDRABÃO, UM YES MAN AO SERVIÇO DAS GRANDES EMPRESAS, DA SRª MERKEL, DE DURÃO BARROSO, DE CAVACO SILVA,MANIPULADO A TORTO E A DIREITO PELO MAIOR VIGARISTA DA HISTÓRIA DAS FALSAS HABILITAÇÕES MIGUEL RELVAS, E UM ROBOT DO ROBOT SEM ALMA E CORAÇÃO, VITOR GASPAR.