Translator

quarta-feira, 8 de maio de 2013

As capas dos jornais e as principais notícias de Quinta-feira, 9 de Maio de 2013.




Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

GNR: 122 mil euros para medalhas
Poiares Maduro: Faz doze nomeações
Duarte Lima: A culpa foi da crise
Portel: Burlado com notas de 5 €
Matemática: Programa adiado
Faro: Furtam 5 mil € em artigos
Portimão: Turista de navio morre

Capa do Público Público

Touros à solta em Viana foram avistados hoje mas conseguiram escapar
Pescanova declara falência de filial do Chile
Crianças de Bragança estão a aprender mandarim
PSD questiona Câmara de Lisboa quanto a alegado favorecimento do BES
Lusíada condenada a pagar indemnização por morte de estudante em praxe
SIBS alerta para técnica de retenção de notas no multibanco
Sorteio do Totoloto

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

Empresa portuguesa equipa ambulâncias na Venezuela
Corpo de pescador encontrado ao largo de Aveiro
Jovem cadastrado que assaltou igreja sai em liberdade
A vingança serve-se fria
Saiba qual a chave sorteada hoje do Totoloto
Incêndio deflagra num silo de serradura em Gaia
Vacas vão ajudar a procurar touros à solta em Viana

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Sequestro de Cleveland tem apenas um acusado
54 mil empresas enganam Estado no IVA
Corpo de pescador desaparecido em Caminha encontrado ao largo de Aveiro
Uma casa portuguesa para levar "às costas"
Conheça os números do Totoloto
Treinador proibido de se apaixonar por Sharapova
Tribunal de recurso condena Berlusconi a um ano de prisão

Capa do i i

Capa do Diário Económico Diário Económico

A aterragem da TAP e as próximas privatizações
O modelo alemão não é para exportar
A privatização dos Correios e os monopólios
Corte médio de 10% vai afectar actuais reformados do Estado
Governo critica Comissão que avaliou TAP por extravasar competências
Parlamento quer averiguar papel dos ministros nos swaps desde 2003
Fisco vai vigiar este ano contas bancárias na Suíça

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

Frei Tomás: não cairmos noutra
[511.] Citroën, Mini, Volkswagen
Juncker, ou o caminho mais curto para a pobreza
Latinização da política
Grande BCE. Clap! Clap! Clap!
O Popeye sem espinafres
Certezas e incertezas

Capa do Oje Oje

Brasil supera Espanha para a Telefónica
Índia acelera venda de ativos estatais
Toyota dispara com desvalorização do iene
ING Groep prepara IPO da unidade de seguros europeia
GPL Auto ou como preservar a pegada ecológica
Contribuição do mar para o PIB subirá 50% até 2020
Collection Palácio dos Arcos abre nova etapa para grupo Vila Galé

Capa do Destak Destak

Nova lei da saúde mental na China longe de cumprir padrões europeus na proteção dos doentes
Vítimas do desabamento de edifício no Bangladesh subiu para 912
Polícia de Taiwan apreendeu 450 quilogramas de Ketamina e deteve três suspeitos
Quatro agentes mexicanos desparecidos no norte do país
Japonesa Mazda anuncia novo presidente da empresa
Inflação na China subiu para 2,4% em abril
Governo mexicano mandou abater 55.000 devido a surto de gripe das aves

Capa do A Bola A Bola

Empréstimo para pagar ordenados
Cássio vai para o Vitória da Bahia
Bastos a caminho do FC Porto
«Dei a minha palavra que jogarei no FC Porto» - Herrera
Jesualdo Ferreira para breve
Ingleses ignoraram benfiquistas
Contratações de Ferguson: Ronaldo no melhor, Bebé no pior

Capa do Record Record

Vítor Pereira adiou um dia a conferência
Seixal acolhe treino matinal
«Real não merece José Mourinho»
Singapura sucede a Istambul no Masters
Vítor Vinha e Luis Carlos à porta do onze
Uma presa propícia
«Benfica procura estofo de campeão»

Capa do O Jogo O Jogo

Evian pela primeira vez na final da Taça de França
Benfica venceu o Candelária
Nápoles vai acompanhar Juventus na Champions
Manchester deve anunciar Moyes quinta-feira
A carta de Ferguson a Defour
Ronaldo marcou golo 200 pelo Real Madrid
Tottenham mais longe da Liga dos Campeões

PORTUGAL: "PAIS DE POBRES DIABOS"




A DEGRADAÇÃO DE UMA NAÇÃO



Fenprof diz que mobilidade especial "atira" entre 10 a 14 mil professores para a miséria


Joaquim Reis
A Fenprof não exclui a possibilidade de marcar uma greve de professores na altura dos exames.

Tribunal italiano confirma sentença de prisão de Silvio Berlusconi

E por cá como é?



Tribunal italiano confirma sentença de prisão de Silvio BerlusconiAlessandro Di Meo, EPA

O tribunal de apelo de Milão confirmou quarta-feira a pena de prisão aplicada ao ex-primeiro italiano ministro Sívio Berlusconi em 2012 por um tribunal de primeira instância. Berlusconi foi condenado a quatro anos de prisão por fraude fiscal mas pode apelar da sentença para o tribunal de cassação, pelo que a pena fica entretanto suspensa e poderá mesmo acabar por prescrever se se arrastar até ao próximo ano.

AS ACÇÕES BACOCAS DO PAULINHO DAS FEIRAS


O Paulinho das Feiras afirma eleições daqui a dois  e meio porque segue "borrado" de perder a migalha de poder que ainda ostenta. O Paulinho das Feiras tem sido um "vigas", vendedor de banha de cobra, de mentirosas palavras de endrominar os menos esclarecidos. O fim político do marmelo não tarda! Não vou falar da esplendorosa Diplomacia Económica que deste buraco se serviu para viajar, por onde calhou, à conta do desfalcado contribuinte português. 
José Martins

"Eleições são daqui a dois anos e meio", afirma Paulo Portas



Lusa

O presidente do CDS-PP e ministro de Estado, Paulo Portas, sustentou que é insustentável o PS manter um discurso de pedido de legislativas antecipadas, afirmando que "as eleições são daqui a dois anos e meio".

KAOS:Oh Vitor, vais ao mercado?



vitor gaspar cavaco silva passos coelho peixeira mercados
Grande festa com Portugal a colocar dívida a 10 anos quando se aproxima a data do seu regresso aos mercados.  Isto é, eles fazem a festa e lançam os foguetes mas no fim quem vai apanhar as canas somos todos nós. Afinal o que isto quer dizer é que Portugal se vai poder endividar mais ou seja o governo vai poder ir buscar mais dinheiro sem nos perguntar nada e no fim apresentar-nos a conta para pagarmos. mais dinheiro para depois nos dizerem que vivemos acima das nossas possibilidades, mais austeridade para o pagarmos porque não somos caloteiros mesmo que não tenhamos sido perguntado se o queríamos nem saibamos onde foi gasto e quem no fim ficou mais rico. Só a banca já deve ao BCE 50 mil milhões de euros que mais cedo ou mais tarde acabaremos todos por pagar. Faça-se a festa que Portugal, ou seja todos nós, vai ao mercado para poder fazer mais umas festas para alguns.

KAOS:O coro dos gatunos




Durão Barroso Jean-Claude Juncker von rompuy Angela merkel o coro dos malvados
Um dia destes olhei para uma televisão e lá estava o Cara de Cherne a mandar faladura sei lá onde. O discurso é o mesmo de todos os poderosos, mercados e banqueiros. Ai a crise, ai a Europa, ai o euro, temos de os proteger, temos de os salvar porque senão reinará o caos e a desgraça. Sem o Deus Euro para nos salvar vamos parar ao inferno, sem a divina protecção da Europa estamos condenados ao fogo eterno da fome, miséria, desemprego. Pois é, mas nesse fogo já ardemos nós e nos vemos Gregos assim todo o sul da Europa. Esta gente fala como se numa missa de acção de graças estivessem, mas na verdade é de uma de finados que se trata. Bradamerda...todos.

A Frase




Portas percebe muito bem que o Governo está nas vascas da agonia. Mas não quer, por investimento político, dar-lhe o abanão final; como não deseja parecer o espeque que sustenta o edifício em ruínas. Diz umas coisas que agradam a tolos e confundem qualquer princípio de explicação racional das coisas. Espera, espera, com a certeza de que o tempo causará o que ele, agora, recusa praticar. Sempre soube regular as paixões e os interesses, combinando ambos com uma intuição que não admite regras, e que o torna no grande sobrevivente da política portuguesa.
Baptista Bastos, Diário de Notícias

Pode um homem sozinho dar cabo de um país?


Miguel Sousa Tavares, no semanário Expresso:

“Pode, se o deixarem à solta: é o que Vítor Gaspar está há quase dois anos a tentar fazer a Portugal. Ele dará cabo do país e não deixará pedra sobre pedra se não for urgentemente dispensado e mandado regressar à nave dos loucos de onde se evadiu. (…)

Gaspar não sabe sair do desastre em que nos meteu e, como um timoneiro de uma nave em rota de perdição, ele já não vê nem passageiros nem carga, ou empregos e vidas a salvar: prefere que o navio se afunde com todos e ele ao leme. Sem sobreviventes nem testemunhas. (…)

Sim, incompetência: porque o mais extraordinário de tudo é pensar que Vítor Gaspar impôs ao país uma política de austeridade suicida que o conduziu a uma das maiores recessões da sua história e sem fim à vista e, em troca, não conseguiu as duas [coisas] que ele e os demais profetas da sua laia de fanáticos juravam ir alcançar sobre as ruínas do país: nem fez a reforma do estado nem controlou o crescimento da dívida pública – pelo contrário, perdeu-lhe o controlo. (…)

É assim que Vítor Gaspar governa o país, perante a aquiescência do primeiro-ministro e a cumplicidade do presidente da república. Eles sustentam que tudo fará sentido e valerá a pena no dia em que Portugal regressar aos mercados. Não é um sonho, é um delírio: quanto mais o PIB cai mais sobe a dívida pública, calculada em percentagem do PIB. (…)

Mesmo com um Governo italiano arrastando ainda e uma vez mais o fantoche de Berlusconi, mesmo com uma França chefiada pelo triste Hollande ou uma Espanha chefiada pelo incapaz Rajoy, mesmo com a Grécia de Samaras, a Europa do sul está finalmente a mover-se, por instinto de sobrevivência. 

Sem perder tempo, Lette foi direito à origem do mal: a Berlim e a Bruxelas. Ele não fará abalar Angela Merkel nas suas convicções e interesses próprios e não conseguirá também fazer com que Durão Barroso deixe de oscilar conforme o vento, até ficar tonto. Mas, se conseguir unir o sul e juntar-lhe outros povos acorrentados pelos credores e condenados à miséria, enquanto o norte prospera sobre a ruína alheia, de duas uma: ou a Europa se reconstrói como uma livre associação de Estados livres ou implode às mãos da Alemanha. Qualquer das soluções é melhor do que esta morte lenta a que nos condenaram. (…)

É claro que nada disto dá que pensar a Vítor Gaspar, que vem de outro planeta e para lá caminha, nem a Passos Coelho, que estremece de horror só de pensar que alguém possa desafiar a autoridade da sua padroeira alemã. Nisso também tivemos azar: calhou-nos o pior país para viver esta crise. Mas este Governo vai rebentar, tem de rebentar. Porque a resposta à pergunta feita acima é não. Não, um homem sozinho não pode dar cabo de um país com quase nove séculos de história.”