Translator

quinta-feira, 6 de junho de 2013

PREÇO DOS COMBUSTÍVEIS DE PAISES




Imaginem agora que este, felizmente, protegido por sua imagem histórica, trigger
Ele vem a ser quase aliviado que Hergé morreu, por isso fora do alcance da retaliação.
Em  França: 1,40 € por litro
Bélgica: € 1,43 por litro
Se você ainda não nos levar para os tolos ... Pergunto-me!  
Veja em outros países ... o preço por litro de euros!.
.
Azerbaijão Diesel EUR 0,31 €
Egito Diesel £ 0,14
Etiópia Super EUR 0,24
Bahamas Diesel £ 0,25
Bolívia Super EUR 0,25
Brasil Diesel £ 0,54
China Normal  EUR 0,45
Equador normal £ 0,24
Gana normal £ 0,09!
Greenland Super EUR 0,50
Guiana  normal £ 0,67
Hong Kong  Diesel £ 0,84
Índia Diesel £ 0,62
Indonésia Diesel £ 0,32
Iraque Super EUR 0,60
Cazaquistão Diesel £ 0,44
Qatar Super  EUR 0,15
Super Kuwait EUR 0,18
Cuba normal £ 0,62
Líbia Diesel £ 0,08!
Malaysia Super  EUR 0,55
México  Diesel £ 0,41
Normal Moldova £ 0,25
Super Oman mais £ 0,20
Peru Diesel £ 0,22
Filipinas Diesel £ 0,69
Russian Super EUR 0,64
Arábia Saudita  Diesel £ 0,07!
Diesel  África do Sul £ 0,66
Super  Suazilândia EUR 0,10!
Síria Diesel £ 0,10!
Trinidad Super EUR 0,33
Tailândia Super  EUR 0,65
Tunísia Diesel £ 0,49
Diesel EUA EUR 0,61
Venezuela Diesel £ 0,07!
Estados Unidos árabe  Diesel £ 0,18
Vietnã Diesel £ 0,55
Ucrânia  Diesel £ 0,51

É incrível, não é?
Os países da União Europeia, e os Ministros das Finanças, realmente levar as pessoas para os tolos ...

IVA TIPP mais IRPP + ISF + IVA sobre o consumo mais diversificados e raquetes de impostos variadas ... "

E este imposto excepcional sobre, França e Bélgica não estão nos critérios de Maastricht e a cereja no topo do bolo, uma dívida externa colossal para enfrentar a crise global! (Super balanço)
.
Circule este e / mail  para que as pessoas saibam o quanto eles estão tendo!

OS FILHOS DO 25 DE ABRIL




DIVULGAMOS PARA AJUDAR


Veja  isto - Hoshyar-Foundation !!!

                                                Visualizando já estamos a ajudar !
Clique a seguir

POUSO DE UM A-380 - fantásticas imagens da baia de São Francisco





Coloque em tela cheia.
Pouso de um Airbus no aeroporto de São Francisco, mais uma das lindas cidades roubadas dos mexicanos.Para quem quiser conhecer como se faz o pouso de um grande avião nos dias atuais.
O avião é um A-380, o maior avião de passageiros do mundo, pode levar até 800 pessoas.
Os pilotos são alemães, mas existe tradução em inglês. 

                                      Clique a seguir

                                      http://www.wimp.com/approachlanding/

O palhaço


Vamos ver se o palhaço (este) vem ou não a Portugal.
O 'porquê' do 'palhaço'. Possivelmente, a razão do ápodo de M Sousa Tavares pode ser bem mais culta que os jornais deram a  entender.
 .

Este é um quadro da Paula Rego que esteve exposto em Londres na sua última exposição (jan-março 2013) 'The Dame with the Goat's Foot' Uma figura de 'palhaço rico' (onde se reconhece perfeitamente o retrato de Aníbal Cavaco Silva) aparece com um pé no pedestal, a mamar nos seios de uma velha decrépita e aperaltada com um chapéu. 
.
O palhaço com a mão esquerda 'coça a micose'.  A Velha pode representar a política, ou a nação. O quadro chama-se 'A Última Mamada'  ('the last feed'). Apesar de ter tido algum eco nas redes sociais não recordo que tenha havido grandes referências à exposição (ou ao quadro) na imprensa escrita.
.

Ainda não se sabe se/quando a exposição virá a Portugal e se o quadro fará parte dela.

JESUS E SEUS DEVERES FISCAIS


Sara Barros Leitão,em grande...E de "borla"!


De: cap.barros@hotmail.com
Uma oportunidade a não perder...Fri, 7 Jun 2013 01:06:10 +0100
Hoje foi noite de estreia!
Correu muito bem e a plateia estava a abarrotar.
A entrada e gratuita, não há desculpa para não ir.


SOLDADO FANFARRÃO
De 5ª feira a Domingo, às 21h30
6 a 16 de Junho - Parque Marechal Carmona
20 a 30 de Junho - Quinta da Alagoa
ENTRADA GRATUITA
Reserve já o seu lugar:
reservas@palco13.pt ou 934 495 034
Uma iniciativa Câmara Municipal de Cascais e PALCO13

NO TEMPO DO MUNDO ROMÂNTICO



Ligue a musiquinha e clique em baixo

O que fazer depois de aposentado?

Não sei se o conselho dará para todos, mas que o homem está com bom aspecto é inegável!!!
Este sábio senhor é Harold Schlumberg, de 98 anos de idade, doutorado em engenharia química, e o que ensina é comovente e um exemplo a ser seguido por todos os que já têm uma certa idade...  
Descrição: image001.jpg@01CD9C97.A7BE6540
  
- Muitos me perguntam:- Que fazem as pessoas depois de aposentadas?
- Bom, eu tenho a sorte de ser doutorado em engenharia química e uma das coisas que mais me agrada fazer é transformar cervejas, vinhos e outras bebidas alcoólicas em urina.
E estou a sair-me muito bem!..

SE SEGUE TRISTE RIA-SE!





Não ande triste pela má vida que leva....
O riso é de borla... Ria-se!

                                  O soutien florido
 

Sempre p'ra frente! :-)!!

Clique na transferência

Apanhados - O sutien florido.wmv
Apanhados - O sutien florido.wmv
7421K   Transferência  

DAS NOTAS VERBAIS COM A DEVIDA VÉNIA


Nunca o fiz, não faço nem façarei

 

PASSOS COELHO SEM MEDO



Isabel Venceslau / Marcelo Sá Carvalho
O Primeiro-Ministro diz não ter medo dos resultados das eleições autárquicas e europeias. No dia em que se cumpriram doi anos sobre as últimas legislativas, Passos Coelho criticou aqueles que estão "ansiosos" por uma recuperação rápida da economia, sublinhando que esse vai ser um processo lento.

KAOS: O carniceiro de Portugal

 Corta, corta para servir os seus Senhores até não haver mais nada

FREITAS DO AMARAL E A CRISE


Especiais

Freitas do Amaral

O antigo ministro dos Negócios Estrangeiros considera que Portugal vive uma das situações mais graves da sua História, encontrando apenas paralelo na crise de 1383/85 e no domínio filipino.
.
Crise 1383/85 clique  AQUI





A Frase


A educação, a aquisição do conhecimento, a formação do espírito e da cidadania, as relações professor-aluno, escola-comunidade, e a "escola de excelência" deixaram de ser pensadas. 2013 marca a subordinação definitiva dos fins aos meios. A Educação existe para perdurar no caos da sua política obedecendo ao Ministério das Finanças. Será o ano da destruição da escola pública, das políticas manhosas de "mobilidade" e de despedimentos maciços de 30 a 50 mil funcionários da Educação. O Governo arranja um bode expiatório, e faz uma fuga para a frente suicidária - porque os despedimentos coletivos trazem mais caos para o Estado, mais desempregados, mais bloqueios da administração, da economia e do crescimento, não esquecendo os seus efeitos nas famílias.
José Gil, Visão

Estamos todos safos !


O mês de Junho este ano tem 5 sexta-feiras, 5 sábados e 5 domingos. Isto acontece uma vez em cada 623 anos.

Os Chineses chamam a este fenómeno « os sacos de dinheiro».

 
Se re-encaminharem esta mensagem, a tradição diz que receberam dinheiro durante estes 5 dias. 
   
E, segundo o Feng Sui, os que não fizerem isto terão problemas financeiro o resto do ano. 
.
Pelo sim e pelo não, melhor prevenir que remediar!

CHINA - TGV





  Clique na transferência
 

TGVs na China.pps
TGVs na China.pps
6295K   Visualizar   Transferência  

KAOS:O Coelho corajoso




pedro Passos Coelho braveheart
Passos Coelho disse que não tem medo dos portugueses.
Se há quem tenha razões para ter medo são os Portugueses da parvoice que te vai nessa cabeça. Será que alguém me explica que, naquilo a que chamam de Democracia, um qualquer eleito poder ter medo dos cidadãos? Se tem consciência que os Portugueses não gostam dele, que o querem dali para fora a sua obrigação, se fosse um verdadeiro democrata era demitir-se.

As capas dos jornais e as principais notícias de Quinta-feira, 6 de Junho de 2013.


Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Subsídios: Câmaras definem data
Cascais: Ferida grave em despiste
Rui Rio: Porto baixa 10% no IMI
Ex reitor morre
Manso Neto: Ouvido no caso ‘BPN’
Futebol: Morre Delane Vieira
Silves: Droga e armas em casa


Capa do Público Público

PHotoEspaña 2013 abre portas para vermos o corpo
É a vez do Washington Post começar a cobrar por conteúdos online
Cinco mil encomendas viabilizam telemóvel mais ético
Crato quer “maior autonomia” de contratação nas escolas, mas num horizonte de dez anos
BBC decide retirar relógio do site por falta de precisão
Autarquias decidem quando pagar subsídios aos funcionários
Pedidos de ajuda à Frente Comum sobem às dezenas por dia por causa da crise


Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

Já ontem era evidente
Um cardume sem medo do risco para ser de ouro
O Norte do País domina na marcha do Beato
Mascote 'incentivou" pais a voltar a marcha azulejar
Sorteio de hoje do Totoloto
Pedidos de ajuda à Frente Comum sobem às dezenas/dia
"Não vou pedir desculpa a Cavaco Silva"


Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Cidade espanhola envia dejetos de cães para casa dos donos
Cristiano Ronaldo é o nono atleta mais bem pago do mundo
23 mil empresas ficam com IRS de trabalhadores
"Ministério Público é formal e afastado dos cidadãos", diz sociólogo
Empresário de Coimbra vai confecionar bolo gigante com objetivos solidários
Ruah está de férias em Portugal para comer... bacalhau
Banqueiro espanhol Miguel Blesa na prisão sem fiança


Capa do i i


Capa do Diário Económico Diário Económico

Dois anos depois, falhou a mudança de mentalidades
No país das estatísticas felizes
Um país em revisão de expectativas
Bancos voltam a subir juros às empresas e investimento afunda
Nova equipa da Caixa fechada com entrada de João Coutinho
FMI admite que Grécia devia ter entrado em incumprimento
BCE espera pelo terceiro trimestre para novo corte dos juros


Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

Brasil entre os principais fornecedores dos mercados agrícolas na próxima década
Preços dos produtos agrícolas vão aumentar na próxima década
Brasil, samba ou chorinho?
Economia: um problema de comunicação
Estou desempregada. E agora?
[515.] VW, Banco Alimentar, Citroën, Konica Minolta, Fiat
"Chapelada" a Carlos Costa


Capa do Oje Oje

Iberia aposta nos EUA, África e América Latina
Air France-KLM reforça plano de reestruturação
IBM compra SoftLayer por 1,5 mil milhões
Fiat e Chrysler refinanciam dívida
Casas de São Francisco, refúgio no litoral alentejano
Pestana entra em Cuba e reforça no Porto Santo
Terra Nostra Garden Hotel reabre após renovação total


Capa do Destak Destak

Reino Unido vai entregar este mês prisioneiros às autoridades afegãs
'Apagão' online em Singapura em protesto contra novas regras na Internet
Presidente da Venezuela exorta jovens a usarem o preservativo
Seul prepara-se para bloquear emissão de televisão norte-coreana no Facebook
Gripe A H1N1 já causou 27 mortos na Venezuela
China desbloqueia acesso temporário a Facebook e Twitter numa única localidade
EUA condenam assalto das tropas sírias contra Qusayr


Capa do A Bola A Bola

Coentrão mais perto do Mónaco
Dispensas do Gil Vicente podem interessar
Académico Viseu: Benfica empresta Pimenta e Sancidino Silva
Fernando Oliveira homenageado
Pedro Moreira pode chegar por empréstimo do FC Porto
Luís Neto pode voltar à FIFA
Carlão rejeita Cluj e pode ir para os Emirados


Capa do Record Record

Miguel Lopes depende de proposta
Fernando: «Renovação depende sempre do clube»
Kukula quer o Benfica
Fernando Couto tem portas abertas pelos italianos
Postiga assusta mas joga
Baldé "troca" o Celtic pelo Crystal Palace
A lista de Villas-Boas


Capa do O Jogo O Jogo

"Ficaram com a nota artística, outra vez"
Paulo Fonseca na frente
Kléber em risco de ser operado
"Ronaldo uma razão para sair? Marcava 50 golos por época"
Chelsea oferece 41 milhões por Hulk
Chave do totoloto
Penafiel tem novo presidente



MEMÓRIAS DO TEMPO IDO - 06.06.2013



Numa manhã do mês de Julho do ano de 1990 um professor emérito da universidade  da Califórnia, Berkeley, entrou na chancelaria da missão diplomática de Portugal em Banguecoque,  a solicitar, em português brasileirado, informação sobre a passagem, histórica, de Portugal na Indonésia.

Na ocasião o chefe de missão era o embaixador Sebastião de Castello-Branco, com seu gabinete na Residência, o número 2 o vice-cônsul José de Souza, da étnia goesa, nascido em Zamzibar e pouco dado à história da expansão portuguesa.

Era, assim, eu o homem de atendimento cultural, o “passador” de filmes na máquina de projecção de 8 milimetros o manipulador de duas máquinas de slides durante os eventos culturais que amiudadamente eram levados a efeito no largo salão da chancelaria, onde sentadas se acomodavam 120 pessoas.

Professor Hilgard O´Reilly Sternberg, na altura com a idade de 72 anos, de orígem brasileira, me saltou à vista ser um apaixonado pela história dos descobrimentos portugueses.

Para atender o pedido do Prof. Hilgard desde logo lhe lembrei que possuía uma excelente obra escrita pelo Embaixador António Pinto da França de quando, em missão de serviço como Encarregado de Negócios da Legação de Portugal   passou em 1964/1965, de que não tinha ali para lha mostrar, mas que me deixasse seu endereço para que lhe enviasse uma cópia do livro “Portuguese Influence in Indonésia por António Pinto da França”

No dia seguinte atendi à solicitação do Prof. Hilgard e  copiei 188 páginas, de uma face, do livro e enviei-lhas, para a Califórnia, pelo correio aéreo.

No dia 13 de Agosto de 1990, recebi uma carta do Prof. Hilgard a agradecer-me e que muito me sensibilizou e não resisti a mandar emoldurar e colocá-la no lugar de honra de minhas memórias.




Porém o Prof. Hilgard O´Reilly Sternberg, faleceu há dois anos com 93 anos de idade e o Embaixador António Pinto da França há menos de uma semana com 77.

Paz às almas de dois grandes homens.
Falecimento do Prof. Hilgard clique AQUI
.
Tradução
 


Por Robert Sanders, Relações com a Mídia | 4 de março de 2011

BERKELEY -

Hilgard O'Reilly Sternberg, professor emérito de geografia da Universidade da Califórnia, em Berkeley, que era considerado o decano da geografia amazônica, morreu terça-feira 2 de março, de causas naturais em Fremont, na Califórnia Ele era 93.
.
Um residente de Berkeley desde 1964, Sternberg foi um nativo do Brasil, onde ele explorou e estudou o rio Amazonas e as pessoas que vivem em suas margens há mais de meio século. Ele não só escreveu sobre geografia física, ecologia e antropologia da Amazônia, mas também sobre sua história e da política. Sua ênfase era sobre a forma como a sociedade humana afeta o meio ambiente, como por indevidamente utilizando o solo, água, flora e fauna, ou pela concentração de recursos nas mãos de poucas pessoas.
.
Foi apenas natural que Sternberg tornou-se um defensor vocal da Amazônia contra a depredação ambiental. Ele escreveu e fez palestras em todo o mundo sobre o desmatamento e outros problemas ecológicos lá, e muitos deles documentado com fotografias. Ele sempre criticou as ações do governo brasileiro na Amazônia, como a sua dependência de grandes barragens para aliviar os efeitos da seca recorrente no nordeste do Brasil e os planos na década de 1990 para canalizar os rios Paraná e Paraguai, o que teria gravemente afectado um vasto e florescente wetland conhecido como o Pantanal. Cidade Flutuante (cidade flutuante), Manaus, Brasil
.
A cidade flutuante, ou "Cidade Flutuante", no Rio Negro perto de Manaus, Brasil, em 1964. Aumento da população na capital do estado do Amazonas trouxe um aumento rápido nesta colônia de 750 habitações e 4.500 habitantes. A foto foi parte de um 1988 UC Berkeley exposição de fotos que documentam Sternberg quatro décadas de mudança e desenvolvimento no Brasil. (Hilgard Sternberg)
.
De 1944 até 1964, atuou como presidente da geografia do Brasil na Universidade do Brasil no Rio de Janeiro, onde fundou o Centro de Pesquisa em Geografia do Brasil. Em 1964, ele ingressou na UC Berkeley geografia do corpo docente, onde permaneceu até sua aposentadoria como professor emérito em 1988. Ele continuou a ler e escrever sobre a Amazônia até poucas semanas antes de sua morte.
.
"Eu sempre fui impressionado com Hilgard como alguém que era intelectualmente extremamente afiada e ativa, mesmo em seus 70 e 80 anos", disse Roger Byrne, UC Berkeley professor de geografia. "Seu domínio de tantos idiomas - Português, Espanhol, Francês, Alemão, e provavelmente muitos outros - além de sua participação frequente em congressos fora dos Estados Unidos fez o último membro verdadeiramente internacional da faculdade de departamento."
.
Um membro da Academia Brasileira de Ciências e membro da Associação Americana para o Avanço da Ciência, Sternberg também recebeu a maior honraria do Brasil, a Ordem Nacional do Mérito, em 1956. Em 1998, ele foi condecorado com a Grã-Cruz da Ordem Nacional do Mérito Científico pelo governo do Brasil, por suas contribuições para o desenvolvimento científico do país.
.
Sternberg nasceu no Rio de Janeiro em 5 de julho de 1917, filho de pai alemão e mãe irlandesa, que havia imigrado para o Brasil alguns anos antes. Ele foi nomeado depois que uma pessoa que seu pai admirava: Eugene W. Hilgard, um cientista do solo pioneiro que guiou Escola Superior de Agricultura da Universidade de Berkeley, na última parte do século 19.
.
Depois de receber uma licenciatura (1940) e (1941), mestrado - cada um na geografia e na história, pela Universidade do Brasil, que posteriormente passou a se chamar Universidade Federal do Rio de Janeiro, ele prosseguiu seus estudos de pós-graduação na Universidade de Berkeley e do estado de Louisiana University (LSU), antes de ser chamado de volta para o Brasil para se tornar presidente da geografia e da história. Em seguida, ele obteve seu doutorado de LSU em 1956 com uma tese sobre o rio Mississippi, e um doutorado em geografia pela Universidade do Brasil em 1958.
.
Na Universidade de Berkeley, ele foi influenciado pela abordagem holística para o estudo do impacto da humanidade sobre o meio ambiente, que foi resumido pelo famoso geógrafo Carl O. Sauer. Expressando uma profunda preocupação com a destruição da diversidade da Terra, Sauer destacou a necessidade de "mordomia humana" da terra.
.
Sternberg teve seu primeiro contato com a Amazon em 1944, após seu retorno ao Brasil. Ele dedicou a maior parte de sua vida profissional para a região, a publicação de vários artigos e livros sobre o assunto.
.
"A Amazônia é algo que pega você", disse ele uma vez.
.
O livro de 1956 "Água e Pessoas na várzea do Careiro", inovou na sua abordagem para o rio Amazonas, com foco no Careiro - um canal lateral, ou paraná, do Amazonas, próximo a Manaus - e as pessoas que vivem ao longo suas margens.
.
O livro foi reeditado em 1999 pelo Museu Emílio Goeldi em Belém com uma nova introdução polêmica em que Sternberg defendeu seus pontos de vista sobre a disciplina de geografia, apontando o que ele via como erros na direção tomada recentemente pelo campo. Foi amplamente revisado e internacionalmente.
.
"Nunca antes havia uma região amazônica foi pesquisado com um conceito unificador. Neste sentido, portanto, o trabalho é um pioneiro ", escreveu Harald Sioli, diretor emérito do Instituto Max-Planck de Limnologia, em sua apresentação da reedição.
.
Em 1956, Sternberg foi secretário-executivo da União Geográfica Internacional e organizou o Congresso Geográfico Internacional, no Rio, o primeiro congresso em um país tropical. Em 1963, ele organizou e liderou um projeto que reuniu a Universidade do Brasil, Marinha do Brasil e do Serviço Geológico dos EUA, pela primeira vez, medir o fluxo de água e sedimentos no rio Amazonas.
.
Na década de 1990, começou a estudar as causas eo significado dos incêndios florestais na Amazônia, tais como aqueles que se espalhou um dossel de fumaça sobre a região, na sequência de uma seca.
.
Um escritor prolífico e meticuloso, ele também era um "generoso ocupado-corpo", de acordo com seu filho, Ricardo. Ele, muitas vezes, sem ser convidado, ir para o bastão para as pessoas, como o tempo que ele instituiu uma bem-sucedida campanha de cartas para aumentar a pensão de um colega brasileiro aposentado.
.
Sternberg foi professor emérito da Universidade Federal do Rio de Janeiro e professor visitante nas universidades de Heidelberg, Pequim, México e Estocolmo, entre outros lugares. Ele recebeu a citação Berkeley em 1988 e um Honoris Causa pela Universidade de Toulouse, em 1964.
.
Ele deixa sua esposa, Carolina da Silveira Lobo Sternberg; filhos Hilgard O'Reilly Sternberg Jr. de San Francisco, Ricardo Sternberg de Toronto, Canadá, e Leonel Sternberg de Miami, na Flórida, e as filhas Maria Ines Mangiola de Fremont, Calif ., e Cristina Rausch de Martinez, na Califórnia
.
Uma missa em memória de Sternberg será realizada às 10 horas no sábado, 12 de março de a Newman Hall, 2700 Dwight Way, Berkeley, seguido de uma recepção 12:30 às Mulheres Faculty Club no campus da UC Berkeley.