Translator

sábado, 22 de junho de 2013

O RASTILHO DO BRASIL CHEGA AO PARAGUAI


22/06/2013 - 13h25

Milhares vão às ruas em Assunção e gritam 'o Paraguai despertou'

 
DE SÃO PAULO
DA EFE, EM ASSUNÇÃO
Milhares de pessoas participaram nesta sexta-feira (21) em Assunção de uma manifestação "por um Paraguai melhor". Tal como ocorre há duas semanas no vizinho Brasil, o ato paraguaio foi convocado com um caráter "pacífico" e por meio das redes sociais, de acordo com a mídia local.
.
O chamado ao protesto levava o lema "Por um Paraguai melhor" e um texto que criticava o recente aumento aprovado pelos deputados das próprias aposentadorias, assim como o adiamento da votação de um projeto relativo ao transporte público para a cidade de Assunção.
.
No Brasil, a atual onda de protesto teve origem na maior cidade do país, São Paulo, e por conta de uma causa ligada ao transporte público, o aumento da tarifa de ônibus em R$ 0,20.
.
Os manifestantes --entre 2.000 e 3.000, conforme a mídia paraguaia-- se reuniram na praça das Armas, a poucos metros do Congresso, sob baixas temperaturas, e caminharam rumo ao Panteão dos Heróis Nacionais. Policiais acompanharam toda a movimentação, porém não houve confronto. Durante o percurso, gritavam aos ônibus: "ferro-velho! Queremos Metrobus!"

MAIS UMA VAI ESTOURAR ENVOLVENDO LULA E A TURMA PETISTA EM BRASÍLIA.


 VEJAM ESTA NOTICIA
Exclusivo - Embora assuma o discurso globalitário do combate à corrupção, a Presidenta Dilma Rousseff anda hiperpreocupada com o risco de rebeldia entre servidores do alto escalão da Receita Federal.
Dilma recebeu preocupantes informações de que alguns funcionários de carreira da Receita Federal, (concursados e não petistas) à revelia do governo, promovem um acompanhamento pente fino da veloz evolução patrimonial do empresário Fábio Luís da Silva,  filho do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que a mídia chama popular e pejorativamente de Lulinha (apelido que Fábio nunca usa na vida pessoal).

Lula já teria pedido a Dilma para interceder no caso. Ela já avisou que nada pode fazer. O ex-presidente tentou, inclusive, contatos com a cúpula da Super Receita. Recebeu a mesma mensagem de que nada pode ser feito. Foi-lhe lembrado que o acompanhamento patrimonial dos contribuintes, dentro da lei e respeitando sigilos, é um dever funcional dos servidores concursados da Receita. 
.
Lula teme que vazem informações também eventuais sobre seu patrimônio pessoal. E como sabe muito bem que o "movimento de combate à corrupção" é uma ordem de fora para dentro do Brasil, se apavora com o risco de retaliações promovidas por inimigos ligados à oposição.

Além do medo de surpresas desagradáveis com servidores sérios e independentes da Super Receita, Dilma encara outra guerra institucional. A Presidenta e seus ministros são cada dia mais mal vistos pelo Fórum Nacional da Advocacia Pública Federal - integrado por sete entidades de procuradores da Fazenda, Previdência Social, do Banco Central e de procuradores lotados em autarquias e ministérios. A entidade enxerga uma intenção do governo em submeter às vontades de militantes petistas, todos os setores jurídicos da área federal, o que seria um desastre para o BRASIL, se já não bastasse as muitas autarquias dirigidas por QI político do PT.
O primeiro alvo do aparelhamento petista é a Advocacia-Geral da União.
Luís Inácio Adams, chefe do órgão, elaborou um projeto de lei complementar que prevê a nomeação, como advogados federais, de pessoas de fora da carreira e sem concurso (tá  na cara que serão os cumpanheiros). O projeto de Adams considera infração funcional o parecer do advogado público que contrariar as ordens de seus superiores hierárquicos. O Fórum Nacional da Advocacia Pública Federal define o plano como um atentado ao Estado Democrático de Direito e põe em risco a existência da própria AGU. Estão “petizando” a Justiça. Há tempos isso já está ocorrendo

Luís Inácio Adams é mais um do governo Dilma na corda bamba. Cotado para assumir a Casa Civil do Palácio do Planalto na próxima e urgente reforma ministerial que Dilma Rousseff promoverá no começo do ano, agora tem tudo para não emplacar no cargo. Também pode ver naufragar seu objetivo maior de ser indicado para o Supremo Tribunal Federal, tal qual seu antecessor José Dias Toffoli, apadrinhado do  Dirceu.

Alvos de processos pesados, como o do Mensalão e seus desdobramentos, os petistas definiram como prioridade o aparelhamento da máquina Judiciária. Além de indicar ministros aliados para o Supremo Tribunal Federal e para o Superior Tribunal de Justiça, o partido também quer ter um controle maior sobre a Advocacia Geral de União, para impedir que o órgão crie problemas para os negócios escusos feitos entre a União os empresários parceiros. É a intervenção "petista" nos órgãos de fiscalização da Receita Federal e Advocacia Geral da União. Essa é a máscara do PT e dos “cumpanheros” do Lula que é o Chefe de todo o esquema de corrupção do PT. O bando vermelho que emporcalha o pais há mais de dez anos no poder.


A chuva no molhado e o fim da Era Lula-Dilma


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Leia também o site Fique Alerta – www.fiquealerta.net
Por Jorge Serrão
serrao@alertatotal.net

Com certeza, Luiz Inácio Lula da Silva lamenta e chora a perda do monopólio de mobilização das massas que sempre lhe conferiu legitimidade e poder político efetivo. Lula já tinha perdido, com o câncer na laringe, o potencial de sua voz.


Lula agora perde a própria liberdade, e só pode circular de carro blindado, com filme preto no vidro, pois não pode mais aparecer em público sem o risco de tomar vaia. A manifestação de quarta-feira à noite, quando 600 jovens protestaram na porta do apartamento dele, em São Bernardo do Campo, gritando “desce, ladrão”, é o ápice da desmoralização de Lula.


Dilma choveu no molhado ontem à noite em seu pronunciamento. É nulo o efeito prático de sua fala marketeiramente escrita, lida no teleprompter como uma apresentadora de televisão sem texto próprio. Patético escutar Dilma alegar que está ouvindo a voz das ruas, mas, como mãe severa, advertir que não vai tolerar as arruaças.


Como de costume no Brasil, a questão política, novamente, se transforma em questão de polícia. E com direito à cínica repressão da petralhada. O Governo Dilma já acabou sem ter começado. As mobilizações populares, originalmente incitadas por ONGs financiadas pela grana do socialismo fabiano transnacional, abrirão o caminho para retirar o PT do poder.


O PT já está irremediavelmente condenado. A grande dúvida é se os comparsas do PMDB serão “saídos” junto com a petralhada, ou se, como de costume, sustentarão e futura coalizão que ocupará o poder no Brasil, a partir de janeiro de 2015...


Uma coisa a fala da Dilma deixou implícita: o PT vai partir para a reação. Tudo indica, o partido terá de acelerar o processo “revolucionário”... O risco é o fusca deles, com motor de ferrari, bater a 300 km/h no muro da História, pois o Brasil já cansou do Governo do Crime Organizado.

KAOS:Dois Anos de Passos Coelhismo


passos coelho miguel relvas porco no matadouro
Dois anos de governo. Que mais se pode dizer depois de tudo o que já se disse. Gatunos, mentirosos, bandalhos, vendidos, palhaços, aldrabões, hipócritas, traidores, sabujos,  e mais todos os nomes que nos possamos lembrar. Há lá de tudo. Um governo que está a vender o país a retalho e a saldos, que está a destruir a economia e o Estado Social, vendido e obediente ao grande capital e aos mercados, que cria desemprego e miséria todos os dias, que expulsa do país os nossos jovens e os mais qualificados, que destrói a dignidade a a vida. Tirando isto o que mais se pode dizer deste governo e que facto se pode realçar. Talvez a única remodelação ministerial até agora feita com o sacrifício do asuinado Miguel Relvas. Resumindo um governo de merda.

A Frase




A JSD (de resto, como a JS e a JP) admite militantes desde os 14 aos 30 anos. Por outras palavras, pega num adolescente, ou num pré-adolescente, e daí em diante não o larga até ele se tornar num homem ou numa mulher. Isto lembra regimes de má memória que faziam o mesmo: a ditadura de Salazar, a de Mussolini e a de Hitler para já não falar dos "Pioneiros" da URSS e da Europa de Leste. "Juventudes" deste género sobrepõem à educação da família uma educação política forçosamente facciosa e com certeza não lhes custa formar segundo as suas conveniências criaturas que não chegaram ainda à maturidade fisiológica, intelectual, moral ou profissional. É um exercício de abuso de menores, que a lei não condena.
Vasco Pulido Valente, Público

MUDA BRASIL - UM VIDEO A CIRCULAR




Há por aí, muita gente na política e agarrada ao poder que ainda não intendeu a força do Facebook e de outros portais, públicos, inseridos na Internet

Um video que vai em mais 2,5 milhões de visualizações

É TAL QUAL O AMOR NÃO ESCOLHE IDADE!






Abra o video em baixo e ria-se muito!

EM 1997 EU ESCREVI ASSIM SOBRE O PORTO


.
O PORTO DA MINHA INFÂNCIA
Por: José Martins
Já não leio o Jornal de Notícias há vários anos. Foi entretanto o jornal que me habituei a ler, diáriamente, nos meus verdes anos, quando comecei a minha profissão de marçano, no então (igualzinho), Porto de Camilo.
.
Era o Porto das zorras barulhentas que de S.Pedro da Cova transportavam carvão para alimentar a central térmica de Massarelos. A fonte de energia para locomover os amarelos que garbosamente subiam a 31 de Janeiro, os Clérigos, Sá da Bandeira em procura dos arrabaldes do Porto..
.
Um Porto cem por cento tripeiro!
.
Na Estação de S. Bento havia carrejões ladinos de capuzes de serapilheira, almofadados, carregando arrobas e mais arrobas, no costelado, para as mercearias do Bonjardim,Flores e Sá da Bandeira.
.
Chegava todos os dias a S.Bento gente da Régua, Amarante e sei lá de mais de onde. Trazia com ela cestos de vime colorido. Dentro deles, um presentito do seu lavrado para oferecer a algum amigo ou pessoa de família. Encostados às grades, de costas voltadas para a Praça de Almeida Garrett os habituais e inofensivos mãozinha leves, que a espreitavam, seguindo-lhes depois os passos para ensaiarem a venda do vigéssimo premiado, branco como a cal, o anel de ouro falso como Judas ou surripiar-lhe a carteira no meio da barafunda na escalada para o amarelo.
.
Juntas de bois jungidos à canga,pintada de várias cores e com arte entalhados desenhos rurais, subiam a S.João puxando ronceiros carros de rodas fabricadas de madeira de freixo,carregando as mercerias,bacalhau e caixas de sabão dos armazéns da Ribeira para as bandas de Ramalde,Areosa e para o concelho de Gaia.
.
O Porto do meu tempo era mesmo um Porto a valer!
.
Nunca arriámos aos alfacinhas. O tripeiro raramente bebia um galão de café com leite e um bolo de arroz, enquanto uns más língua afirmavam a pés juntos, que em Lisboa a moda corrente do lisboeta, ao almoço, era atestar meio estômago com um bolinho e uma meia de leite na pastelaria da esquina.
.
As tascas de Cimo de Vila,dos Congregados,Caldeireiros e da Cordoaria sempre foram centros de cultura. Ali discutia-se de tudo um pouco. 
.
Era o último jogo da bola do Porto, as habilidades futebolisticas do falecido Artur de Sousa, o Pinga, mais tarde as defesas do guarda redes Barrigana, do brasileiro Jabaru e do treinador,também brasileiro Yustrich. (Este andava de noite à procura dos jogadores, pelas tascas da Alferes Malheiro e quando os topava já meio pingados do verdinho,meu verdinho, sem cerimónias acertava-lhe dois tabefes na cara).
.
Os jogadores, nessa altura,entravam em campo quase por amor à camisola.
.
Corrupção, ninguém,mesmo ninguém conhecia sequer a palavra!
Presentear um árbitro com uma viagem ao estrangeiro?
.
Nunca, tão pouco um lugar na camioneta de carreira, no passeio anual de um grupo de 20 amigos que se quotizaram,durante um ano, a vinte e cinco tostões por semana.
Um Porto despolitizado!
Não conhecia politícos bons ou maus!
Quando o General Sem Medo (Humberto Delgado) foi ao Porto houve chanfalhada de criar bicho da Polícia a torto e a direito, fazendo as delícias da miudagem, a correr em direcção às vielas para se livrarem do cassetete do "sô polícia".
.
Com os polícias tudo bem... o pior acontecia na esquina da Rua do Heroismo,junto ao Cemitério Prado Repouso, onde os Pides ajustavam contas com os camaradas da época ou com o respeitável democrata que teimavam em desalojar Salazar do "poleiro" de São Bento.
.
O Porto da minha infância era um burgo girissímo!
.
Havia verdura,lagos,cisnes nos jardins da Cordoaria, do Marquês, de São Lázaro, da Arca de Àgua e do Palácio de Cristal. Criadas de servir,conhecidas por sopeiras, de faces coradas e aventais broncos, esmeradamente passados a ferro, passeavam aos pares pelas alamedas desses retiros espitituais do Domingo. Magalas dos quarteis arrastavam a asa a essas beldades, ainda puras, decorando as palavras que depois na investida da promessa de amor eterno, conforme a coragem lhes iam dizendo.
.
Os jovens eram timidos na procura do amor.... Amor sem luta é comida ensossa.
.
Amor a granel? Ah, esse era para os lados da Rua Escura, dos Pelames, da Bainharia, no Bem me Queres, junto ao barracão, na altura, da Estação da Trindade.
.
Nunca entendi porque o Porto foi sempre tão bairrista... nem os vizinhos poupava. Dizia-se que " valia mais uma rua do Porto do que ca-Gaia-toda".
.
Gaia que se mirava da margem ribeirinha, que envelhecia nos armazéns na margem do Rio Douro o generoso Vinho do Porto que constantemente os barcos rabelos o traziam pelo Douro abaixo.
.
Gaia que ainda tinha a Serra do Pilar virgem e um planalto onde a miudagem ia jogar a bola de trapos. 
.
Em baixo a praia do "Borras",junto à Capela do Senhor de Além era a piscina dos miúdos e graúdos onde ao Domingo iam tomar banho. O velho Duque, barqueiro estacionado na Ribeira, no outro lado do rio,de quando em quando era solicitado para piedosamente retirar das profundezas do Douro o corpo, sem vida, do incauto que se aventurou nadar mais além da margem.
.
Da Vila de Gaia, centenas de operários, ainda o dia não tinha aclarado, desciam vertiginosamente montados em bicicletas a Avenida da República para trabalharem nas obras da cidade.
.
Na minha mente ainda se conserva a imagem típica do Machado "aldrabão" a vender a Pomada Santa de Giboia na Cancela Velha, um pouco acima do velho Jornal de Notícias. A Banha de réptil curava todas as mazelas e aliviava as dores.
.
Bem, não nasci no Porto,sou serrano de origem e do sopé da Serra da Estrêla.
.
O Porto da Minha Infância, foi amor à primeira vista e marcou para sempre a minha existência.

P.S. Artigo publicado na página da Internet "Porta dos Talentos" do Jornal de Notícias e em 1 de Janeiro de 1997 na última página do mesmo diário, do Porto, com a gravura agora,também, inserida.

KAOS:Seara, o esquilo louco



fernando seara power age
O Tribunal da Relação de Lisboa considerou o recurso apresentado por Fernando Seara improcedente e manteve a decisão da primeira instância de impedimento da candidatura. Fernando Seara, o presidente da Câmara de Sintra, que hoje confirmou ser candidato à Câmara Municipal de Lisboa, anunciou que irá recorrer para o Tribunal Constitucional para requerer o efeito suspensivo da decisão das decisões anteriores.
Quando olho para o Seara só me lembro do esquilo do filme "Ice Age" que para ficar com a  avelã faz tudo  e nada o detêm. O que faz correr o Seara? Porque tanta vontade de continuar a ser Presidente da Câmara? Só protagonismo e a loucura pelo poder podem justificar tanta insanidade. Oh homem vá para a televisão comentar o Benfica e deixe-se disso.

FUNCIONALISMO PÚBLICO EM 1869


Moçambique para todos

Vejam como a História se repete


O RETRATO DA UNIÃO EUROPEIA


image.jpg


Esta comparação é francamente injusta, pois as "meninas" dos prostibulos têm mais honra do que muitos eurodeputados.

Um destes eurodeputados, o Vital Moreira, ainda foi meu professor e tive de aturar essa "amélia" durante um semestre inteiro. Básicamente trata-se de um neurótico que fala com as mãos a tremer e tem tiques autoritários que lhe devem ter sobrado do tempo em que era "revolucionário marxista"...

Um dia, quando o professor Vital morrer, logo deixarei por escrito as minhas memórias dessa "bela" personagem. Antes não o posso fazer porque não quero ser judicialmente processado por difamação. Já me bastam as ameaças de morte e os enxovalhos (nem a minha mãe escapa!...) que ocasionalmente recebo de um maçon tresloucado que pertence à máfia do Grande Oriente Lusitano.

Mas que se há-de fazer... estamos condenados a viver num manicómio em autogestão. Portugal transformou-se num purgatório...
João Nobre

E quando o Vital Moreira levou uns tabefes