Translator

domingo, 15 de setembro de 2013

As capas dos jornais e as principais notícias de Segunda-feira, 16 de Setembro de 2013.



Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Homem desaparecido em Portimão
Protesto em escolas
Emprego: Ajuda de 1% no salário
Faro com 31 graus no outono
Lisboa com 34 graus no outono
Aveiro com 33 graus no outono
Pânico em fogos

Capa do Público Público

Portas apela a campanha sem gastos supérfluos para responder à crise
Catarina Martins afirma que “desemprego galopante” está a gerar “crise humanitária”
Portugal tem de pedir à troika mais tempo, diz Seguro
Larry Summers renuncia à candidatura à Reserva Federal americana
Onde pára a polícia?
Eurobasket: Ucrânia não precisou de ganhar para festejar
Sp. Braga dá a volta ao Estoril e chega ao terceiro lugar

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

Os cartazes toscos são uma boa notícia
Sismo de 2.1 na escala de Richter sentido nos Açores
Alentejo prepara projeto de turismo de caça
Colombiano julgado em Almada por tráfico de droga
Quase 300 homens combatem chamas no distrito de Viseu
Proteção Civil acionou dois aviões para o fogo em Vouzela
SOS Educação

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Seguro reitera que Portugal tem de pedir à troika mais tempo
Tempestade e furacão fazem 19 mortos no México
Chave do concurso Joker
Governo tem 21 mil milhões em caixa para cumprir obrigações da troika
Empresas vão ter bónus de 1% para incentivar emprego
Bispo quer regresso dos monges da Ordem de Cister
Astrobióloga acredita que haja vida nas luas de Júpiter e Saturno

Capa do i i

Reforma do Estado deverá ser o tema quente das negociações com a troika
Eurodeputados portugueses querem nova atitude na UE
Governo entregou convergência de pensões "pela calada"
Preço do gasóleo e da gasolina desce na próxima semana
Nicole Kidman atropelada por fotógrafo que a seguia- vídeo
AHRESP. Aumento da receita fiscal na restauração deve-se à descapitalização das empresas
Reformados marcam protesto nacional contra convergência das pensões

Capa do Diário Económico Diário Económico

Moreira da Silva vai ver-se chinês
O audacioso plano de Merkel para o euro
A ‘troika’, as avaliações e Portugal
Autarquias perderam quase 20 mil funcionários desde eleições de 2009
Eleições alemãs não livram Portugal da austeridade
“Alemães conhecem pouco o que é hoje Portugal”
Governo tem vários cenários para reduzir IVA

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

Paulo Portas: Aposta na solidariedade deve prevalecer sobre o betão
Quarto à vista
Como evitar as ressacas
O pesadelo do "daytrading" em Portugal
Será desta que a Fed começa a fechar a torneira dos estímulos?
Invista em imóveis de além-fronteiras
PS aberto a discutir revisão das regras das pensões dos juízes do TC

Capa do Oje Oje

Projeto africano “KAZA” considerado exemplo de sucesso
AHRESP reivindica descida do IVA
Governo tomará posição sobre IVA na restauração no OE2014, avança Pires de Lima
Shell e ONGC querem bloco BC-10 da Petrobras
Preço do gasóleo e da gasolina desce na próxima semana
Pemex pode arrecadar perto de 7 mil milhões em benefícios com reforma fiscal
PSI20 fecha semana a cair 0,30%

Capa do Destak Destak

Exército filipino lançou aéreo sobre zonas ocupadas por rebeldes muçulmanos
Incêndio em submarino nuclear russo que estava a ser reparado
Adiados por duas horas trabalhos para colocar 'Costa Concórdia' na posição correta
Coreias trocaram hoje listas finais de participantes em reencontros familiares
Morreu terceiro carregador de grupo de caminhantes na Papua Nova Guiné
Casa Branca revela relatório sobre avanços económicos cinco anos após crise
Trabalhadores da central nuclear japonesa de Fukushima reforça vigilância devido a tufão

Capa do A Bola A Bola

Preparação da seleção arranca hoje
Cristiano Ronaldo vai ganhar por ano €21 milhões
Olheiros muito atentos a Kay
Manuel Fernandes rebate Bruno de Carvalho
Reyes com bilhete para Viena
Fejsa gosta da Champions
Rochelle Michielin, sabe quem é a musa do Figueirense?

Capa do Record Record

Botafogo ganha e pressiona líder Cruzeiro
Sulejmani está quase recuperado
Zé Pedro no Alcochetense
Batido recorde de assistência
Ilori espreita oportunidade no Liverpool
Vítor: «Se puder ser titular...»
Jackson somou 30 jornadas consecutivas em campo

Capa do O Jogo O Jogo

Jorge Mendes prefere Ronaldo a Messi
A renovação de CR7
A jornada dos adversários dos portugueses na Europa
A impressionante revelação de Abidal
Ricardo Costa marcou mas Valência voltou a perder (com vídeo)
"No United não há nem metade da pressão do Real Madrid"
Joker do concurso 37/2013

Drones... Esta é a guerra moderna, não de amanhã mas de hoje!





Drones: Mísseis disparados por avião controlado do Nevada matam líder talibã no Afeganistão.
Drones... Esta é a guerra moderna, não de amanhã mas de hoje!
O controlador feminino do drône é quem está na realidade a pilotar a aeronave.
O seu quadro de instrumentos de voo está localizado no canto superior esquerdo do monitor central inferior grande.
Os outros ecrans  são vistas a partir do próprio drône.
As cabines de controle ou salas são feitas em Garland,Texas pela Raytheon.
Para os não-pilotos, esses controladores são em Nevada, e cada um está a pilotar um  drône do outro lado do mundo, a milhares de quilômetros de distância, na zona de  combate no Iraque e no Afeganistão.
A sua mão esquerda está no acelerador (manete de potência ) a controlar o motor do drône
A mão direita está a pilotar o avião.
Todos os botões usados estão localizados no joystick.
O controlador nunca retira a sua mão do acelerador(manete de potência ).
.
Bem-vindo ao novo mundo.
Imagine a capacidade do  canal de comunicação para poder comportar  todos os dados necessários para executar essas tarefas complicadas no outro lado  do mundo em tempo real.
Não é um modem que eu ou você alguma vez possamos ter ao nosso dispor.
Manchete de hoje:
Mísseis disparados por avião controlado do Nevada matam líder talibã no Afeganistão.
Agora vejam como é feito.
 

.....Ainda ontem a ouvir o “baixinho”.....





António Abóbora,

Não vejo jeito do desrespeito, pouca vergonha e imoralidade que este “Governo???” revela e com o qual actua, poderem ser ultrapassados por vias tradicionais.

Ainda na passada sexta-feira vi na SIC-Expresso da Meia-Noite o Secr. de Estado que tem responsabilidades na Administração Pública, dizer que as circunstãncias e as os factos são hoje diferentes dos existentes há 30 ou 40 anos quando ambos nos vinculámos a um contrato com o Estado, contracto esse até jurado. Assim, não há que por parte deste “Estado Novo” que cumprir o que connosco se vinculou cumprir.

Quando se fez a Revolução em 25 de Abril, alterou-se a Constituição e de aí para a frente passou-se a escolher pelo voto democrático quem governa o Nação Portuguesa. Com a nova Constituição alteraram-se as outras Leis e fixaram-se novos termos dos contratos.

Como os governantes deste tempo fizeram da Nação uma entidade velhaca, acham natural que se roube por exemplo o dinheiro que entregamos à entidade CGAposentações para as nossas reformas, ainda que o tivéssemos feito nos termos da Lei e dos regulamentos, também legalmente aprovados... Acham também possível, que as decisões que tomam produzam efeitos retroactivos.

Curiosamente e entre outros, já não acham possível incumprir os contratos com as PPPs, nem com as entidades bancárias que actuaram de forma criminosa e de que há agora que pagarmos nós todos, as suas fraudes.

Abóbora, está tudo dito sobre este momento e sobre o meu sentir.
Somos já muitos a pensar em como mudar a situação e, em cada dia que passa e com o que antes refiro, haverá mais gente a querer agir.
Deixo-lhe um abraço.
Manuel da Cunha Rêgo


Bons Dias

Ainda ontem a ouvir o “baixinho” que agora virou Comentador (sim, estou a falar do Marques Mendes), a mandar autênticas “postas de pescada” sobre as Pensões…não posso deixar de vos reenviar esta carta do António Caetano, pois me parece que continua tudo a andar a dormir, e os Militares………idem!

Já agora, penso que vale a pena ler, e reflectir, porque, se estes Políticos que nos Governam, e alternam também nas injustiças e incompetências, continuando todos a “beber” da mesma Fonte, continuam por mais tempo, qualquer dia estamos todos na rua a pedir esmola……….
Vou parar, porque já tenho o estômago às voltas.

Uma Dica…
Porque não mandar um MSN à Nação……(ou melhor, porque não combater a Corrupção e esta Ditadura, à boca das urnas, sob a forma de um novo movimento, por exemplo designado “Movimento de Salvação Nacional” (daí eu ter dito MSN) ?

LOL

Votos de um bom Domingo, e desculpem-me mais este desabafo. Mas estou a sentir na pele estas injuistiçasm, ppois tenho casa a pagar ao Banco, rtenhio mulher desempregada, e um Filho na Universidade. Por isso….vejam lá o que significa ter um corte, porque no fundo, em termos reais é isso mesmo que se passa nesta altura (atenção, não estou a falar de 2014), de 48%!!!!!!!!!!

Forte Abraço
AA
Artigo de António Alves Caetano, irmão de Marcello Caetano, que os jornais se recusam a publicar, sobre as pensões dos reformados e pensionistas.
image002.jpg@01CEACEF

Pela fala do Senhor Primeiro-Ministro fica-se a saber da existência de pensões de aposentadoria que estão acima daquilo que resultaria da correta aplicação do Cálculo Actuarial aos descontos que fizeram.
Sendo assim - e não há razões para admitir que o Senhor Primeiro-Ministro não sabe o que diz - estamos perante situações de corrupção. Porque o Centro Nacional de Pensões e a Caixa Geral de Aposentações só podem atribuir pensões que resultem da estrita aplicação daqueles princípios actuariais aos descontos feitos por cada cidadão, em conformidade com as normas legais.
Portanto, o Estado tem condições de identificar cada uma dessas situações e de sancioná-las, em conformidade com a legislação de um Estado de Direito, como tem de sancionar os agentes prevaricadores, que atribuíram pensões excessivas.
Mas, é completamente diferente a situação face aos cidadãos que celebraram contratos com o Estado. Esse contrato consistia em que, ano após ano, e por catorze vezes em cada ano, o cidadão entregava ao Estado uma quota das suas poupanças, para que o mesmo Estado, ao fim dos quarenta anos de desconto lhe devolvesse essa massa de poupança em parcelas mensais, havendo dois meses em que era a dobrar, como acontecera com os descontos.
E tem de ser assim durante o tempo em que o cidadão estiver vivo e, em parte mais reduzida, mas tirada, ainda, da mesma massa de poupança individual, enquanto houver cônjuge sobrevivo.
E esta pensão tem o valor que o Estado, em determinado momento, comunicou ao cidadão que passava a receber. Não tem o valor que o cidadão tivesse querido atribuir-lhe.
Portanto, o Estado Português, pessoa de bem, que sempre foi tido como modelo de virtudes, exemplar no comportamento, tem de continuar a honrar esse estatuto.
Para agradar a quem quer que seja que lhe emprestou dinheiro para fazer despesas faraónicas, que permitiram fazer inumeráveis fortunas e deram aos políticos que assim se comportaram votos que os aconchegaram no poder, o Estado Português não pode deixar de honrar os compromissos assumidos com esses cidadãos que, na mais completa confiança, lhe confiaram as suas poupanças e orientaram a sua vida para viver com a pensão que o Estado calculou ser a devida.
As pensões que correspondem aos descontos que cada qual fez durante a vida ativa nunca poderão ser consideradas excessivas. Esses Pensionistas têm de merecer o maior respeito do Estado. Têm as pensões  que podem ter, não aquelas que resultariam do seu arbítrio.
E é este o raciocínio de pessoas honestas. Esperam que o Estado sempre lhes entregue aquilo que corresponde à pensão que em determinado momento esse mesmo Estado, sem ser coagido, lhes comunicou passariam a receber na sua nova condição de desligados do serviço ativo. Ou seja, a partir do momento em que era suposto não mais poderem angariar outro meio de sustento que não fosse a devolução, em fatias mensais, do que haviam confiado ao Estado para esse efeito.
Os prevaricadores têm de ser punidos, onde quer que se situem todos quantos permitiram que, quem quer que seja, auferisse pensão desproporcionada aos descontos feitos, ou mesmo, quem sabe, sem descontos. Sem esquecer, claro está, os beneficiários da falcatrua.
Mas, é impensável num Estado de Direito que, a pretexto dessas situações de extrema irregularidade, vão ser atingidos, a eito, todos aqueles que, do que tiraram do seu bolso durante a vida ativa, recebem do Estado a pensão que esse mesmo Estado declarou ser-lhes devida.
Como é inadmissível que políticos a receberem ordenado de função, acrescido de benesses de vária ordem proporcionadas por essa mesma função, considerem que pensões obtidas regularmente, com valores mensais da ordem de 1.350 Euros proporcionam vida de luxo que tem de ser tributada, extraordinariamente.
António Alves Caetano

Caros Camaradas

Já por diversas vezes, em sede dos mais variados "ambientes", perguntei se alguém teria visto, ou sabido do "paradeiro" do..."Espírito" do MFA......

A única reação que vejo (pois não consigo ouvir nada...e acho que ainda não estou surdo) é olharem para mim, como se eu viesse de Marte.....

Muito triste, quando vejo o "saque" que estão a executar, sem apelo nem agrave, com a maior e descomunal "pouca vergonha" a quem levou uma vida inteira de sacrifício, família incluída, a servir a Nação, e agora vêm estes Políticos, sem o mais pingo de educação, respeito ou consideração elementar pelos Cidadãos de forma geral, e de quem trabalha, ou tem uma merecida reforma em plenitude (não estou a falar de reformas por 4 ou 8anos de ocupação de cargos...e com mais de 5 dígitos em acumulação), em particular, continuar o saque até à exaustão....

E ainda dizem que estão no pleno direito, que lhes foi atribuído em eleições livres, num Estado de Direito! Agora pergunto eu, e muito agradeço se algum dos Camaradas me puder esclarecer:
  1. Como é possível estarmos num País Democrárico, se o Governo não cumpre as Leis do Estado Soberano? Se não cumpre a Constituição? Se se permite, alegando-se "Governos de Salvação Nacional", pedir o Sacrifício de todos os Portugueses, e fazer excepções , nomeadamente ao corte de Pensões e aos subsídios de Natal e Férias? Parecer-me-à, que estamos, na realidade, a viver é numa Ditadura.....
  2. Se os Militares juraram defender a Constituição, até ao sacrifício da própria vida, não se imporia da parte de todos uma acção de maior firmeza, em prol das Liberdades Constitucionais dos cidadãos, uma vez que a própria Constituição não está a ser, minimamente, defendida?

Aqui há cerca de 1 mês tive um "desabafo" para a AOFA, cujo Presidente, logo de seguida, me pediu autorização para o publicar no FACEBOOK sob o título de "um Grito de Alma", o que obviamente autorizei. Pois não vi grandes comentários ou sequer observações.....

Não sei se têm conhecimento do que se passa com a nossa Assistência Hospitalar no denominado Hospital das Forças Armadas. Eu sempre tenho tido assistência, mais a minha Família, no Hospital Militar da Estrela. Nestes últimos Anos, tenho assistido à sua degradação progressiva, e hoje (nesta HFA), com conhecimento de causa, posso afirmar que é uma autência vergonha, porque:
  1. Não se consegue marcar uma consulta por Telefone.
  2. Tendo sido informado que só marcam consultas para o mês seguinte, no início do mês anterior, o que fiquei a saber quando lá me desloquei em Julho do presente ano, pois a 1 de Agosto, lá estava (eu moro nos arredores de Sintra, sem transportes públicos, pelo que não será propriamente económico, nos dias de hoje, deslocar-me lá de carro); com a maior displicência, o indivíduo que estava no Balcão, simplesmente me respondeu" Ainda não está aberta a marcação de Consultas"! Então aí, interroguei-o: "Mas se os senhores me disseram o mês passado, que se poderia marcar consulta a partir do dia 1, para o mês seguinte, e tendo eu vindo de propósito hoje, dia 1, conforme me disse, então quando é que se pode marcar?!"  Aí responde-me simplesmente: "Não sei, vá telefonando........". E nem disse nem mais uma palavra, quando lhe disse "Mas telefonar como, se os senhores nunca atendem o telefone?"
  3. Neste último Ano, deixaram de aceitar pagamentos da minha mulher. Iam dizendo, "paga depois".....Pois nesta semana, quando lá voltei com a minha esposa, para saber da possibilidade de outra consulta, dirigi-me aos Serviços Financeiros para ver se já podia pagar, e......Espantem-se, meus Amigos, pois foi isso mesmo: " Cobraram-me quase o dobro, do que se paga em qualquer Unidade hospitalar do Serviço Nacional de Saúde......

Porque será que além Mar, em terras dos nossos "irmãos" Brasileiros (onde a "coisa" também não está fácil, como sabem), ainda há pouco tempo um Jornalista, fazendo uma comparação entre os Governos ditos democráticos, onde também tem proliferado a Corrupção e o Despesismo, e o da "alegada" Ditadura Militar, onde nada disso se viu, tendo mesmo referido que se sentia muito mais em Liberdade, naquela altura....

Bem, não me alongo mais, e peço desculpa por mais este desabafo, mas é realmente muito difícil de me conter quando vejo o anunciar de mais cortes nas Pensões (esta Carta da CGA enviada pelo Eduardo, é uma autêntica surpresa para mim), quando se continua a ver nomeações de assessores e (ditos) especialistas com vinte e poucos anos, vencimentos de 5000€, e 14 meses, com designações pomposas para o 13.º e 14.º,  etc. etc., etc....


Um Forte Abraço

António M.N.Mendes Abóbora
          (Cor. Ref)
 



Assunto: Carta (prenda) da CGA recebida hoje 11 Set 2013

REENVIANDO....
Para quem ainda não recebeu esta "prenda" da CGA cá vai ela em anexo com breves anotações para melhor se ver o alcance do "saque" às nossa Pensões... ESTES F.D.P. ANDAM A BRINCAR COM O FOGO... Talvez se "lixem" (*) !!!... (*)- Enquanto o "desabafo" e a "indignação" não forem crime e não pagarem imposto... Não abdico de os assumir publicamente!!!........... Abrs


 

ESTÃO OS EUA INDO PARA A GUERRA COM A SÍRIA POR CAUSA DE UM GASODUTO DE GÁS NATURAL?


(Tradução automática)
LEIA E TIRE AS SUAS CONCLUSÕES! A TRADUÇÃO NEM O TEXTO SÃO DOS MELHORES, MAS É POSSÍVEL DE ENTENDER, AFINAL NADA É O QUE PARECE! OS GOVERNOS MENTEM DESCARADAMENTE AOS MANIPULADOS CIDADÃOS, APROVEITANDO AS FLEXIBILIDADES CONCEDIDAS PELOS SISTEMAS DEMOCRÁTICOS OCIDENTAIS!
.
OS GOVERNOS USAM A ARGUMENTAÇÃO DAS ARMAS QUÍMICAS PARA ENCOBRIR AS VERDADEIRAS RAZÕES DA INTERVENÇÃO MILITAR!
NINGUÉM ATÉ AGORA SAIU A DEFENDER VERDADEIRAMENTE A POPULAÇÃO SÍRIA DESTE DESASTRE QUE JÁ PROVOCOU 100 MIL MORTOS E 2 MILHÕES DE REFUGIADOS!
Estão os Estados Unidos indo para a guerra com a Síria por causa de um gasoduto de gás natural?
Por Michael Snyder, em 03 de setembro de 2013
Por que a pequena nação do Qatar passou 3 bilhões de dólares para apoiar os rebeldes na Síria? Poderia ser porque o Qatar é o maior exportador de gás natural liquefeito do mundo, e Assad não vai deixar-los construir um gasoduto de gás natural através da Síria? Claro. Qatar quer instalar um regime fantoche na Síria que lhe permitirá construir um gasoduto que irá capacitá-lo a vender lotes e lotes de gás natural para a Europa.
Porque é que a Arábia Saudita gasta enormes quantias de dinheiro para ajudar os rebeldes e por que o príncipe saudita Bandar bin Sultan saiu de centros de comando secretos perto da linha de frente da Síria para o Palácio do Eliseu, em Paris e o Kremlin, em Moscou, tentando minar o regime de Assad? 
.
Pois bem, verifica-se que a Arábia Saudita pretende instalar o seu próprio governo fantoche na Síria, que permitirá aos sauditas controlar o fluxo de energia através da região. 
.
Por outro lado, a Rússia prefere o regime de Assad por um monte de razões. Uma dessas razões é que Assad está ajudando a bloquear o fluxo de gás natural fora do Golfo Pérsico para a Europa, garantindo assim maiores lucros para a Gazprom. Agora os Estados Unidos estão a se envolver diretamente no conflito. 
.
Se os EUA é bem sucedido em livrar-se do regime de Assad, será bom para ambos, e para os sauditas e o Qatar (e, possivelmente, para estes dois também), e vai ser muito ruim para a Rússia. Este é um conflito geopolítico estratégico sobre os recursos naturais, religião e dinheiro, e isso realmente não tem nada a ver com armas químicas.
É do conhecimento comum que  Qatar queria desesperadamente construir um gasoduto de gás natural, que lhe permitiria fornecer o gás natural para a Europa por um tempo muito longo. A seguir, o trecho de um artigo de 2009...
Qatar propôs um gasoduto a partir do Golfo para a Turquia em um sinal de que o emirado está considerando uma expansão das exportações do maior gasfield do mundo depois de terminar um programa ambicioso para mais que dobrar a sua capacidade de produção de gás natural liquefeito (GNL).
"Estamos ansiosos para ter um gasoduto entre Qatar e Turquia", Sheikh Hamad bin Khalifa Al Thani, príncipe do Qatar, disse na semana passada, na sequência de negociações com o presidente turco, Abdullah Gul, e o primeiro-ministro Recep Tayyip Erdogan no balneário turco de Bodrum. "Nós discutimos este assunto no âmbito da cooperação no domínio da energia. Neste sentido, um grupo de trabalho será criado que vai chegar a resultados concretos no menor tempo possível", disse ele, segundo a Anatólia - agência de notícias da Turquia.
Outros relatos da imprensa turca dizem que os dois estados estavam explorando a possibilidade de Qatar fornecer gás para o projeto estratégico do oleoduto Nabucco, que poderia transportar gás do Médio Oriente Central para a Europa, contornando a Rússia. O gasoduto Qatar-to-Turquia pode ligar com Nabucco em seu ponto de partida proposto no leste da Turquia. No mês passado, Erdogan e os primeiros-ministros de quatro países europeus assinaram um acordo de trânsito para o Nabucco, abrindo caminho para uma decisão final de investimento no próximo ano sobre o projeto apoiado pela UE para reduzir a dependência europeia do gás russo.
"Para este fim, eu acho que um gasoduto entre a Turquia e Qatar poderá resolver a questão de uma vez por todas", Erdogan acrescentou, de acordo com relatórios publicados em vários jornais. Os relatórios disseram haver duas rotas diferentes para que tal conduta fosse possível. Uma levaria de Qatar por Arábia Saudita, Kuwait e Iraque para a Turquia. 
.
A outra iria passar por Arábia Saudita, Jordânia e Síria para a Turquia. Não ficou claro se a segunda opção seria conectada ao gasoduto pan-árabe, transportando gás egípcio pela Jordânia para a Síria. Essa conduta, também tem sido proposta como uma fonte de gás para Nabucco.
Com base na produção do maciço Campo Norte no Golfo, Qatar estabeleceu uma posição dominante como maior exportador de GNL do mundo. Ele está se consolidando através de um programa de construção que visa aumentar a sua capacidade anual de produção de GNL para 77 milhões de toneladas até o final do próximo ano, de 31 milhões de toneladas no ano passado. No entanto, em 2005, o emirado colocou uma moratória sobre os planos de desenvolvimento do Campo do Norte, a fim de realizar um estudo de reservatório.
Como você acabou de ler, havia duas rotas propostas para o gasoduto. Infelizmente para o Qatar, a Arábia Saudita disse não para a primeira rota e a Síria disse não para a segunda rota. O seguinte texto é retirado de um notável artigo no The Guardian...
Em 2009 - no mesmo ano o ex-ministro do Exterior francês Dumas começou a planejar as operações na Síria - Assad se recusou a assinar uma proposta de acordo com o Qatar de travessia de um gasoduto a partir do campo norte deste último, contíguo ao campo Pars Sul do Irã, através da Arábia Saudita , Jordânia e Síria  para a Turquia, com vista a abastecer os mercados europeus - embora crucialmente contornando a Rússia. Lógica de Assad foi "para proteger os interesses do seu aliado russo, que é o principal fornecedor de gás natural da Europa."
Em vez disso, no ano seguinte, Assad entabulou negociações para um gasoduto alternativo com o Irã, de 10.000 milhões de dólares, que também, potencialmente, permitiria ao Irã  fornecer gás para a Europa a partir de seu campo de Pars Sul, compartilhado com Qatar. O Memorando de Entendimento para o projeto foi assinado em julho de 2012 - quando a guerra civil da Síria estava se espalhando para Damasco e Aleppo - e no início deste ano o Iraque assinou um acordo para a construção dos gasodutos.
O plano de gasoduto Irã-Iraque-Síria foi uma "bofetada direta na cara" para os planos do Qatar. Não admira que o príncipe saudita Bandar bin Sultan, em uma tentativa fracassada de subornar a Rússia a mudar de lado, disse ao presidente Vladmir Putin que "qualquer regime vem depois", que Assad estará “completamente nas mãos da Arábia Saudita se não assinar qualquer acordo que permita a qualquer país do Golfo o transporte de seu gás através da Síria para a Europa e competir com as exportações de gás russo ", segundo fontes diplomáticas. Quando Putin se recusou, o príncipe prometeu ação militar.
Se Qatar for capaz de fornecer gás natural para a Europa, será um golpe significativo para a Rússia. Assim, o conflito na Síria é realmente muito mais sobre um oleoduto do que sobre o futuro do povo sírio. Em um artigo recente, Paul McGuire resumiu as coisas muito bem ...
O Acordo de Nabucco foi assinado por um punhado de países europeus e da Turquia em 2009. Foi um acordo para executar um gasoduto de gás natural através da Turquia para a Áustria, contornando a Rússia novamente com o Qatar na mistura como  fornecedor para um gasoduto de alimentação através do gasoduto árabe da Líbia para o Egito e para Nabucco. O problema de tudo isso é que a Rússia decidiu apoiar a Síria.
Qatar adoraria vender o seu LNG para a UE e os mercados mediterrânicos quentes. O problema para o Qatar alcançar isso é a Arábia Saudita. Os sauditas já disseram "não" a um tubo  atravessando a Terra de Saud. A única solução para o Qatar se ele quer vender seu petróleo é fazer um acordo com os EUA.
Recentemente Exxon Mobile e Qatar Petroleum Internacional fizeram um acordo de US $ 10 bilhões que permite Exxon Mobile  vender gás natural através de uma porta no Texas para os mercados do Reino Unido e do Mediterrâneo. Qatar está a fazer um monte de dinheiro e a única coisa que está no caminho de suas aspirações é a Síria.
Os EUA brincam com esta situação, na medida em que  têm vastos poços de gás natural, de facto, são a maior fonte conhecida no mundo. Há uma razão pela qual os preços do gás natural foram contidos por tanto tempo nos EUA. Isso é para definir o cenário para o envolvimento dos EUA no mercado de gás natural na Europa, e quebrar o monopólio que os russos têm desfrutado por tanto tempo. O que parece ser um conflito com a Síria é realmente um conflito entre os EUA e a Rússia!
As principais cidades de conflito na Síria agora são Damasco, Homs e Aleppo. Estas são as mesmas cidades que os gasodutos propostos deverão percorrer. Qatar é o maior financiador do levante sírio, tendo gasto mais de $ 3 bilhões até agora  no conflito. 
.
O outro lado da história é a Arábia Saudita, que financia grupos anti-Assad na Síria. Os sauditas não querem ser marginalizados pelo Qatar, assim eles também querem derrubar Assad e implantar seu próprio governo fantoche, que iria assinar um acordo de gasoduto e cobrar ao Qatar para a execução de suas tubulações através de Nabucco.
Sim, eu sei que tudo isso é muito complicado. Não há absolutamente nenhuma razão para os Estados Unidos se envolverem no conflito.
Isso é realmente o que queremos ter como "aliados" ?
E, claro, uma vez que se atacasse a Síria, a guerra poderia se transformar em um conflito full-blown com muita facilidade.
Se você acredita que a administração Obama nunca iria enviar tropas para a Síria, você está apenas sendo ingênuo. Em conclusão, será que o sangue americano vai ser derramado por causa de um estúpido gasoduto de gás natural?

KAOS:O Grito



maria luis albuquerque antonio jose seguro swaps grito
O PS pediu este sábado ao primeiro-ministro que se pronuncie sobre a destruição de documentos alusivos aos contratos ´swap´. «Isto não pode ser um caso em que se fala e fala e depois não há apuramento de responsabilidades.
Eu já devo andar a confundir a realidade com a premonição. Iria jurar que este assunto da destruição dos documentos que comprometiam os bandalhos que andaram a roubar com as Swaps e foram destruídos ao fim de três anos e não dos vinte exigidos por lei já foi noticia há alguns meses. 
Mas, pelos vistos, o abananado Seguro só agora se lembrou de gritar em protesto.
É claro que as responsabilidades de quem rouba quando está no poder ficam sempre esquecidas ou faltam provas. Seja o BPN, as Parcerias público privadas, os submarinos ou os Swaps, tudo acaba em águas de bacalhau e sem ninguém ser responsabilizado. 
Vivemos na terra em que alguns tudo podem fazer impunemente enquanto outros são despedidos só porque demoraram um pouco mais de tempo na casa de banho ou não vergou a espinha quando passou o patrão. 
Só apetece mesmo é gritar e hoje é um dia tão bom para o fazer como qualquer outro. às 16H30 na Praça de Espanha vamos libertar esse grito com as vozes ao alto. 
Um grito que não possa deixar de ser ouvido e assuste este poder corrupto, ladrão e desumano.

Fernando Dacosta: "Os Retornados Reconstruíram Portugal"


Quando ouço os "pipis" alucinados do costume, filhinhos de papás ricos, que na década de 1960 e 1970 andavam armados em "revolucionários" nas universidades a defender o crime da retirada de pé descalço em que efectivamente se transformou a descolonização, até me dá vontade de cuspir em cima dessa gente toda.

Nunca fui, nem sou retornado, mas o que fizeram a essa gente depois da abrilada de 1974 foi uma patifaria da pior espécie e tendo em conta a forma como Portugal os abandonou, se eu tivesse sido retornado, teria-me borrifado para este país de uma vez por todas e teria ido procurar uma vida nova noutro sítio qualquer.

Mas ficar em Portugal, depois de levar uma facada destas nas costas, JAMAIS!
(Texto acima não é deste blogue)
 
Fernando Dacosta: "Os Retornados Reconstruíram Portugal"

A Frase



 
Ameaçada há muito pela falta de dinheiro e agora com a corda no pescoço por opção política dos governantes, em mais uma abertura do ano escolar, volta o debate sobre o futuro da escola pública. Depois de uma desqualificação ao longo dos anos, o público vai ter agora de competir com o privado pelo financiamento do Estado. Os sindicatos mostram-se incapazes de inverter a tendência e já não mobilizam como num passado recente. O principal partido da oposição pouco diz, parecendo mais interessado em que alguém faça o trabalho sujo. Com tanta treta para discutir, o assunto não mobiliza as elites.
Paulo Baldaia Diário de Notícias

OS "PULHAS" CÁ DO RINCÃO LUSITANO

.

Exemplar Ministro da Defesa Nacional

Sendo José Pedro Aguiar Branco um dos governantes com mais rendimentos (1), sendo daqueles que, enquanto deputado, mais faltas dava (2), tendo já sido visto por diversas vezes o carro dos seguranças do Estado estacionado à porta da sociedade de advogados de que é sócio, durante o horário laboral (3), tendo levado para seu Secretário de Estado o responsável financeiro do Metro do Porto onde a sua sociedade detém uma avença “peculiar” desde 2004 (4).
Fica a pergunta:  Aguiar Branco serve o Estado ou serve-se do Estado?
1 – http://www.dn.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=1415722
2 – http://www.publico.pt/politica/noticia/cinco-deputados-do-psd-sao-os-mais-faltosos-da-legislatura-1392298
3 – http://www.publico.pt/politica/noticia/homem-detido-por-fotografar-carro-mal-estacionado-ao-servico-de-aguiarbranco-1562468
4 – http://www.publico.pt/economia/jornal/sociedade-de-aguiarbranco-garante-que-nao-validou-swaps-26431089