Translator

segunda-feira, 24 de março de 2014

As capas dos jornais e as principais notícias de Terça-feira, 25 de Março de 2014.



Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Malásia descarta possibilidades de sobreviventes no voo MH370
Autoridades venezuelanas e linhas aéreas procuram mecanismos para baixar preços
Sistema de descontaminação da água de Fukushima novamente parado
Venezuela passou a ter quatro cotações para a moeda norte-americana
Familiares dos passageiros chineses do voo MH370 em protesto em frente da embaixada da Malásia
Austrália vai facilitar viagens de familiares do voo da Malaysia Airlines
Venezuela atribui suspensão de emissão de novos vistos a represália dos EUA

Capa do Público Público

O tempo de graça
Preparar as crianças portuguesas para 2020
O novo conceito estratégico da cooperação portuguesa 2014-2020
Adolfo Suárez
Para desformatar o IndieLisboa
O arco da corrupção
A reestruturação das opiniões

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

Rodrigues dos Santos confronta José Sócrates
Projeto para a Colina está a passar "ao lado" dos moradores
Centros de saúde vão passar a fazer análises
Julgamento será questionado no processo de extradição de chinês com visto "gold"
Portugal é 2.º país do mundo com maior uso de contraceção
Confessou pagar 100 euros para ficar com urna da avó
Chinês com visto "gold" não quer ser extraditado

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Suspensas as buscas do avião desaparecido por causa do mau tempo
Demolição de supermercado da droga preparada em segredo
Carvalho de Auschwitz ganha vida na UTAD
Arquiteto humanitário Shigeru Ban vence Prémio Pritzker
Sobe para 14 o número de mortos no deslize de terras nos EUA
Cerveja criada a partir de cérebros de cabra
Jogos de vídeo aumentam agressividade dos jovens

Capa do i i

Capa do Diário Económico Diário Económico

A política destrói valor
A abstenção violenta da Europa
O perigoso fenómeno dos novos pobres
O tempo deles
Coragem, bolas!
Em nome próprio
Ricardo Ferraz Economista

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

A General Motors não contou tudo quando pediu protecção ao abrigo da lei de falências?
As 10 acções em destaque na sessão de 24 de Março
Miller: A Fed não subirá os juros até à segunda metade de 2015
Remuneração de António Mexia caiu 17% em 2013
Poluição atmosférica matou sete milhões de pessoas em 2012
Toyno lança-se noutros voos e de burro não tem nada
Tuizzi, entre o aumento de capital e a venda

Capa do Oje Oje

IGFSS coloca à venda prédios e quintas
Lucro da Sinopec cresce 3,5% em 2013
Enagás fecha compra na TgP e entra na Coga
Diageo lidera mercado mundial de espirituosas
Barómetro ACEGE/OJE/RR/Netsonda: Empresas têm maior facilidade em demitir os trabalhadores
Luís Larcher: “Defendo uma política de autonomia real das escolas”
Contrato de trabalho a termo: o motivo existe?

Capa do Destak Destak

Malásia descarta possibilidades de sobreviventes no voo MH370
Autoridades venezuelanas e linhas aéreas procuram mecanismos para baixar preços
Sistema de descontaminação da água de Fukushima novamente parado
Venezuela passou a ter quatro cotações para a moeda norte-americana
Familiares dos passageiros chineses do voo MH370 em protesto em frente da embaixada da Malásia
Austrália vai facilitar viagens de familiares do voo da Malaysia Airlines
Venezuela atribui suspensão de emissão de novos vistos a represália dos EUA

Capa do A Bola A Bola

João Mário integra plantel na próxima temporada
Rodrigo disponível para o clássico
Berdych elimina João Sousa em Miami
«Queremos passar à segunda fase do Mundial-2014» - Humberto Coelho
Domenech recusou convite da federação
«Benzema está num momento de forma soberbo» - Deschamps
«Rooney já é uma lenda do Man. United» - Moyes

Capa do Record Record

Aposta forte passa por Santos e Alan
Alargamento pode ser um problema
Bebé cresceu com o esquema de Jorge Costa
Mustang acelera a pensar no Brasil
Dragão tenta fugir
Nereida esqueceu completamente Cristiano Ronaldo
City visita United em busca do topo

Capa do O Jogo O Jogo

João Sousa eliminado em Miami
Autocarro no dragão com nova imagem
António Regala vai recandidatar-se
Prémios da Lotaria Clássica
Mundial'2014: logística portuguesa sem atrasos
"Gostava de uma meia-final Portugal Grécia"
Um forte abalo

"PUDERA.... É QUE NA CHINA ACABOU A BRINCADEIRA!



Chinês com visto "gold" detido em Portugal opôs-se ao pedido de extradição

O cidadão chinês com visto "gold" e que foi detido em Portugal após mandado de captura internacional opôs-se ao pedido de extradição da China quando foi ouvido no Tribunal da Relação de Lisboa, revelou à Lusa fonte daquele tribunal. 

.

Segundo a mesma fonte, o cidãdão chinês chama-se Xiaodong Wang e quando foi ouvido na Relação de Lisboa sobre o mandado para cumprir uma pena de 10 anos de prisão na China, por crime de fraude fiscal, opôs-se à extradição, tendo a Relação mantido a medida de coação de prisão preventiva e ordenado que nos autos constasse o prazo de 18 dias para que seja apresentado o pedido formal de extradição por parte das autoridades chinesas. 

.

Xiaodong Wang, que foi detido na passada quinta-feira pela PJ com base num mandado de captura internacional emitido pela Interpol, tinha autorização de residência em Portugal ao abrigo do programa de vistos dourados - os chamados vistos "gold". 

.

No seguimento deste caso, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) veio esclarecer que os procedimentos de atribuição dos vistos `gold` seguem "com rigor" os mecanismos de segurança. 

.

Em comunicado, o SEF explicou que o caso do cidadão chinês diz respeito a uma candidatura efetuada em julho do ano passado e cuja entrega do título de residência foi realizada em janeiro deste ano, precisando que a data de emissão do mandado de detenção internacional pela Interpol é de fevereiro de 2014, ou seja, posterior à emissão do visto.  

.

Ainda segundo o SEF, a candidatura foi analisada, seguindo o processo de verificação, "por via de avaliação de registos criminais e consulta a todas as respetivas bases de dados -- incluindo a Interpol".  

.

O candidato "cumpria todos os requisitos legais e de segurança" para atribuição de autorização de residência para investimento (visto `gold`).  

.

O SEF revela ainda já terem sido indeferidas 11 candidaturas, com o sistema a detetar as tentativas de "incumprimento dos requisitos". 

.

Segundo a Rádio Renascença, o cidadão chinês agora detido, na casa dos 40 anos, comprou uma casa de luxo na zona de Cascais com dinheiro ilícito resultante dos crimes cometidos na China.  

.

Os investimentos em imobiliário e transferência de capitais foram as duas razões para atribuição de vistos `gold` (vistos dourados) pelo Governo português até dezembro de 2013, não existindo pedidos de vistos ao abrigo de projetos de criação de emprego.  

.

A atribuição de vistos `gold`, criados no âmbito do programa de Autorização de Residência para Atividade de Investimento em Portugal (ARI), é feita mediante três requisitos: aquisição de bens imóveis de valor igual ou superior a 500 mil euros, a transferência de capitais no montante igual ou acima de um milhão de euros e a criação de, pelo menos, 10 postos de trabalho.  

.

De acordo com dados disponibilizados pelo gabinete do vice-primeiro-ministro, Paulo Portas, até dezembro último foram concedidos 471 vistos dourados, dos quais 440 pela aquisição de bens imóveis e os restantes 31 por transferência de capitais.  

O valor dos investimentos até dezembro foi de 306,7 milhões de euros, sendo que 80% deste montante (272,4 milhões de euros) resultou da compra de imóveis e 20% da transferência de poupanças e ativos.

"PAÍSES COM OS BARDAMERDAS QUE MERECEM"

O Cortador de Profissão
Chamo-me Passos Coelho,
Cortador de profissão,
Corto ao jovem, corto ao velho,
Corto salário e pensão.
 
Corto subsídios, reformas,
Corto na Saúde e na Educação.
Corto regras, leis e normas
E cago na Constituição.

 
Corto ao escorreito e ao torto,
Fecho Repartições, Tribunais…
Corto bem-estar e conforto,
Corto aos filhos, corto aos pais,
 
Corto ao público e ao privado,
Aos independentes e liberais.
Mas é aos agentes do Estado
Que gosto de cortar mais:
 

Corto regalias, 
corto segurança, 
Corto direitos conquistados,
Corto expectativas, esperança,
Dias Santos e feriados.

Corto ao polícia, ao bombeiro,
Ao professor, ao soldado;
Corto ao médico, ao enfermeiro,

Corto ao desempregado.
 

No corte sou viciado:
A cortar sou campeão.
Mas na gordura do Estado?
Descansem, não corto, não!.
Eu corto
a Bem da Nação.

"O SENIL"

O velho, incompetente, ministro dos Estrangeiros vem à praça defender a honra da "puta" Laurindinha Borrada

Machete defende que detenção de cidadão chinês com visto gold prova que há ...

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Rui Machete, afirma que a detenção de um cidadão chinês a quem tinha sido atribuído um visto ‘gold’ co ...
24 Mar 2014

Detenção mostra que "há controlo" nos vistos `gold`

Lisboa, 24 mar (Lusa) - O ministro dos Negócios Estrangeiros, Rui Machete, considerou hoje que a detenção de um cidadão chinês a quem foi at ...
24 Mar 2014

"O IGNORANTE"


O caramelo tudo sabe e não se descose.... Na altura própria o caramelo vem à praça pública martelar, as nossas mentes, com a bujarda em punho.

"ÓPIO LUSITANO"


Símbolo da mediocridade portuguesa. Mas há mais!
Ela uma pita garnizé, ele um "maricão" a bambolear o rabo.

UMA VERGONHA !!!


VERGONHA é comparar a Reforma de um Deputado com a de uma Viúva.

VERGONHA é um Cidadão ter que descontar 35 anos para receber Reforma e aos Deputados bastarem somente 3 ou 6 anos conforme o caso e que aos membros do Governo para cobrar a Pensão Máxima só precisam do Juramento de Posse.

VERGONHA é que os Deputados sejam os únicos Trabalhadores (???) deste País que estão Isentos de 1/3 do seu salário em IRS.

VERGONHA é pôr na Administração milhares de Assessores (leia-se Amigalhaços) com Salários que desejariam os Técnicos Mais Qualificados.

VERGONHA é a enorme quantidade de Dinheiro destinado a apoiar os Partidos, aprovados pelos mesmos Políticos que vivem deles.

VERGONHA é que a um Político não se exija a mínima prova de Capacidade para exercer o Cargo (e não falamos em Intelectual ou Cultural).

VERGONHA é o custo que representa para os Contribuintes a sua Comida, Carros Oficiais, Motoristas, Viagens (sempre em 1ª Classe), Cartões de Crédito.

VERGONHA é que s. exas. tenham quase 5 meses de Férias ao Ano (48 dias no Natal, uns 17 na Semana Santa mesmo que muitos se declarem não religiosos, e uns 82 dias no Verão).

VERGONHA é s. exas. quando cessam um Cargo manterem 80% do Salário durante 18 meses.

VERGONHA é que ex-Ministros, ex-Secretários de Estado e Altos Cargos da Política quando cessam são os únicos Cidadãos deste País que podem legalmente acumular 2 Salários do Erário Público.

VERGONHA é que se utilizem os Meios de Comunicação Social para transmitir à Sociedade que os Funcionários só representam encargos para os Bolsos dos Contribuintes.

VERGONHA é ter Residência em Sintra e Cobrar Ajudas de Custo pela deslocação à Capital porque dizem viver em outra Cidade.

Esta deveria ser uma dessas correntes que não deveriam romper-se pois só nós podemos remediar TUDO ISTO.

ALÉM DISSO, SERÁ UMA VERGONHA SE NÃO DIVULGAREM.

O ninho da serpente




Mauro Santayana

Há um velho ditado que reza que, toda vez que o capitalismo se vê ameaçado, ele sai para passear com o fascismo.

Por Mauro Santayana*, em seu blog

Como um skinhead e seus pit-bulls, que pode ser por eles atacado, depois de tentar prendê-los à força no canil, ao voltar para casa, bêbado drogado, a Europa mostra que não aprendeu nada com as notícias dos jornais, nem com as lições do passado.

Dirigentes europeus - e norte-americanos - tiram fotos, sorridentes, ao lado dos líderes do Partido Svoboda ucraniano, que podem ser vistos, em outras fotos, recentes, discursando em tribunas nazistas e saudando com a palma da mão levantada.

A cruz celta, símbolo da supremacia branca, as suásticas, os três dedos que lembram o tridente tradicional usado pelos neofascistas ucranianos, os raios assassinos das SS nazistas, destacam-se nas bandeiras e braçadeiras portadas pela multidão, na qual desfilam, triunfantes, membros das 22 organizações neonazistas que existem no país, que, segundo analistas locais, são muito mais radicais que o “Svoboda”.

As notícias que vem de
Kiev dão conta de que há indícios de que os atiradores que mataram manifestantes durante os protestos, antes do golpe, teriam sido contratados pelos próprios neonazistas para fazê-lo. Sinagogas têm sido incendiadas nos úlimos meses, professores e estudantes de Yeshivas – assim como estrangeiros e homossexuais - têm sido insultados e espancados pelas ruas.

Na Ucrânia atual o anti-semitismo é tão forte, que nos últimos 20 anos, depois da derrocada da União Soviética – que sempre protegeu os judeus como etnia – 80% dos 500.000 hebreus que viviam no país o abandonaram, desde 1989, em um êxodo sem precedentes no pós-guerra. Hoje, em uma população mais de 44 milhões de habitantes, há menos de 70.000 judeus ucranianos.

Se a situação é ameaçadora para a população judaica, é ainda pior para os cerca de 120.000 a 400.000 ciganos que vivem na Ucrânia, uma minoria que não conta com recursos para deixar o país, nem com um destino, como Israel, que os possa receber.

Com a desmobilização da polícia e do exército, e sua substituição por brigadas paramilitares compostas de vândalos e arruaceiros, os neonazistas têm circulado livremente pelos bairros ciganos da periferia de Kiev e de cidades do interior do país, insultando e agredindo. impunemente, qualquer homem, mulher, criança, idoso, que encontrem pela frente.

Não é preciso lembrar que os roms, assim como os judeus, foram torturados e mortos – seis milhões de judeus e um milhão de ciganos, pelo menos – nos campos de concentração e de extermínio nazistas, a maioria deles pelas mãos de voluntários ucranianos, que serviam de “guarda” auxiliar para os alemães, em lugares como Treblinka, Auschwitz e Sobibor.

Os nazistas ucranianos não apenas forneceram assassinos e torturadores para o holocausto - e a eliminação de prisioneiros políticos e de homossexuais - mas também lutaram ao lado dos alemães, por meio da sua famigerada Legião Ucraniana de Autodefesa e da Divisão SS Galitzia, contra os russos, na Segunda Guerra Mundial.

Longe de renegar esse passado, do qual toma parte o extermínio da própria população ucraniana – em Baby Yar, uma ravina perto de Kiev, foram massacrados, com a ajuda de soldados e policiais ucranianos, 150.000 mil civis, entre ciganos, comunistas, e judeus ucranianos, 33.700 deles apenas nos dias 29 e 30 de setembro de 1941 – a direita ucraniana o venera e honra.

No dia primeiro de agosto de 2013, com a presença de um padre ortodoxo, dezenas de pessoas vestindo uniformes da Waffen SS, em meio a uma profusão de bandeiras ucranianas e de suásticas, se encontraram na cidade de Chervone, na Ucrânia, para honrar o “sacrifício” dos “heróis” ucranianos da Divisão SS Galitzia.

Os nazistas ucranianos não foram os únicos a combater, ao lado de Hitler, contra a União Soviética e a colaborar no extermínio de judeus e ciganos e da sua própria população.

O massacre de Odessa, também na Ucrânia, de outubro de 1941, no qual morreram 50.000 judeus, foi cometido, sob “organização” alemã, por tropas do exército romeno, um dos diversos países que participaram, como aliados do nazismo, da invasão da URSS na Segunda Guerra Mundial.

Entre elas, estavam, além da Itália, da Espanha e da Romênia, Bulgária, Hungria e Eslováquia, países não por acaso colocados - para que isso não viesse a acontecer de novo - sob a esfera de influência soviética, após o fim do conflito.

Engrossada pela deterioração do estado de bem-estar social, a crise econômica, o desemprego e a pressão migratória - criada em boa parte pela própria Europa com o incentivo ao terrível pesadelo da “Primavera Árabe” - a baba do racismo, do ódio contra os ciganos e os árabes, do antissemitismo e do anticomunismo mais arcaico e bestial, espalha-se como peste seguindo o curso de grandes rios como o Dnieper e o Danúbio, criando uma sopa densa e corrosiva, apropriada para alimentar as ovas - nunca totalmente inertes - da serpente nazista.

Fruto de uma nação multiétnica, que estabelece seu passado e seu futuro na diversidade universal de sua gente, nenhum brasileiro pode ficar ao lado dos golpistas neofascistas ucranianos.

Não é possível fazê-lo, não apenas pelo senso comum de não apoiar uma gente que odeia e despreza tudo o que somos.

Mas, também, porque não podemos desonrar o sangue e a memória daqueles cujos ossos descansaram no solo sagrado de Pistóia.

De quem, em lugares como Monte Castelo e Fornovo di Taro – onde derrotamos, em um único dia, a 148 Divisão Wermacht e a Divisão Bersaglieri Itália, obtendo a rendição incondicional de dois generais e de milhares de prisioneiros – combateu, com a FEB, o bom combate.

Dos soldados e aviadores que, com a força e a determinação de 25.700 corações brasileiros, ajudaram a derrotar, naquele momento, a serpente hitleriana.

No afã de prejudicar e sitiar a Rússia, criando problemas à sua volta, em países que já a atacaram no passado, o que a UE não entendeu, ainda, é que o que está em jogo na Ucrânia não é o apenas o futuro do maior país europeu em extensão territorial, nem mesmo o de Putin, mas o da própria Europa.

Até agora, o neonazismo se ressentia de um território grande e simbólico o suficiente, do ponto de vista de uma forte ligação com o anticomunismo e com o nacional-socialismo, no passado, para servir de estuário para o ressentimento e as frustrações de um continente decadente e nostálgico das glórias perdidas, que nunca se sentiu realmente distante, ou decididamente oposto, ao fascismo.

Faltava um lugar, um santuário, onde se pudesse perseguir o mais fraco, o diferente, impunemente. Um front ideológico e militar para onde pudessem convergir –
como voluntários ou simpatizantes - militantes da supremacia branca de todo o mundo.

Um laboratório para a criação de um novo estado, com leis, estrutura e ideologia semelhantes às que imperavam na Alemanha há 70 anos.

Se, como tudo indica, os neonazistas se encastelarem no poder em Kiev, por meio de eleições fraudadas, ou da consolidação de um golpe de estado desfechado contra um governante eleito, o ninho da serpente poderá renascer, agora, no conflagrado território ucraniano.

*Mauro Santayana é jornalista 

"FOI HÁ 4 ANOS... MAS NADA MUDOU!

Quarta-feira, 6 de Janeiro de 2010
Um dia destes, vão ser os paizinhos a ir parar ao hospital com um pontapé e um murro das criancinhas no olho esquerdo
Criancinhas
A criancinha quer Playstation. A gente dá.

A criancinha quer estrangular o gato. A gente deixa.

A criancinha berra porque não quer comer a sopa. A gente elimina-a da ementa e acaba tudo em festim de chocolate.

A criancinha quer bife e batatas fritas. Hambúrgueres muitos. Pizzas, umas tantas. Coca-Colas, às litradas. A gente olha para o lado e ela incha.
A criancinha quer camisola adidas e ténis nike. A gente dá porque a criancinha tem tanto direito como os colegas da escola e é perigoso ser diferente.

A criancinha quer ficar a ver televisão até tarde. A gente senta-a ao nosso lado no sofá e passa-lhe o comando.

A criancinha desata num berreiro no restaurante. A gente faz de conta e o berreiro continua. Entretanto, a criancinha cresce. Faz-se projecto de homem ou mulher.
Desperta.

É então que a criancinha, já mais crescida, começa a pedir mesada, semanada, diária. E gasta metade do orçamento familiar em saídas, roupa da moda, jantares e bares.

A criancinha já estuda. Às vezes passa de ano, outras nem por isso. Mas não se pode pressioná-la porque ela já tem uma vida stressante, de convívio em convívio e de noitada em noitada.

A criancinha cresce a ver Morangos com Açúcar, cheia de pinta e tal, e torna-se mais exigente com os papás. Agora, já não lhe basta que eles estejam por perto. Convém que se comecem a chegar à frente na mota, no popó e numas férias à maneira.

A criancinha, entregue aos seus desejos e sem referências, inicia o processo de independência meramente informal. A rebeldia é de trazer por casa. Responde torto aos papás, põe a avó em sentido, suja e não lava, come e não limpa, desarruma e não arruma, as tarefas domésticas são «uma seca».

Um dia, na escola, o professor dá-lhe um berro, tenta em cinco minutos pôr nos eixos a criancinha que os papás abandonaram à sua sorte, mimo e umbiguismo. 
A criancinha, já crescidinha, fica traumatizada. Sente-se vítima de violência verbal e etc e tal. Em casa, faz queixinhas, lamenta-se, chora. 
Os papás, arrepiados com a violência sobre as criancinhas de que a televisão fala e na dúvida entre a conta de um eventual psiquiatra e o derreter do ordenado em folias de hipermercado, correm para a escola e espetam duas bofetadas bem dadas no professor «que não tem nada que se armar em paizinho, pois quem sabe do meu filho sou eu».
A criancinha cresce. Cresce e cresce. Aos 30 anos, ainda será criancinha, continuará a viver na casa dos papás, a levar a gorda fatia do salário deles. Provavelmente, não terá um emprego. «Mas ao menos não anda para aí a fazer porcarias».

Não é este um fiel retrato da realidade dos bairros sociais, das escolas em zonas problemáticas, das famílias no fio da navalha?

Pois não, bem sei. Estou apenas a antecipar-me. Um dia destes, vão ser os paizinhos a ir parar ao hospital com um pontapé e um murro das criancinhas no olho esquerdo. E então teremos muitos congressos e debates para nos entretermos.

Artigo publicado na revista VISÃO online

"O QUE ELES FIZERAM À MINHA PÁTRIA!"

.
.....E SOMOS ASSIM, NA EUROPA, UMA TERRA DE PELINTRECAS...


O risco de pobreza aumentou para o valor mais elevado desde 2005: 18,7 por cento da população estava, em 2012, em situação mais vulnerável.
 
A Frase

Até aqui, pagámos muito (com uma crise e desemprego elevado) para salvar os bancos. Continuamos a salvar banqueiros. Os cortes que vêm aí não vão incidir sobre o salário destes novos banqueiros públicos – vão voltar aos do costume, aos ricos que têm rendimentos de 1000 euros brutos. Anda-se a brincar com o fogo.

24 Mar, 2014 Ana Sá Lopes, i

Reformados........repasse urgente


Pessoalmente, prefiro alargar a abstenção, mas se o pessoal alinha no NULO, estou nessa.
Como está e que não pode continuar. Acabam com centros de saúde, maternidades, tribunais, correios. Cortam subsídios, inventam impostos, taxas e descontos, rapinam insultam e segregam toda uma classe etária que lhes deu de comer enquanto colavam cartazes e se enfeitavam de cançonetistas. Alinho em qq coisa que lhes lixe a vida. Alinho no NULO.
 

Reformados........repasse urgente

Sim, consta da lei eleitoral.

Para quem estiver cansado de sacrifícios e humilhações que não conduziram a nada, cansado da demagogia dos políticos que só pensam neles e desprezam sistematicamente os eleitores, esta constitui uma boa maneira de lhes provocar um alerta. O maior partido já é o abstencionista, mas se votarmos nulo maioritariamente, vamos obrigar à elaboração de novas listas, acho que à quebra de financiamento, e expor os partidos à indignação europeia.

Reformados........repasse urgente !!!!!

...que  os  da '' peste  grisalha ''  mostrem a força que têm aos  '' imberbes fedorentos '' ... faremos a diferença!!!

Aos dignitários do Governo.

Mandante e mandados, fiéis seguidores dos ditames da troika:

Agradeço ao governo pelo que tem feito pelos reformados, pois eles não precisam de aumento (e podem muito bem viver sem 13º e 14º mês), não pagam  luz, gás, rendas, remédios, etc., como todas as outras categorias. Tudo lhes é dado gratuitamente, ao contrário de presidência, governo, parlamentares, juízes,  assessores, etc., que têm de trabalhar duro para conseguir o pouco que têm.

Reformado, só trabalhou por 30, 35, 40 ou mais anos, descontando durante esses anos todos para uma Segurança Social que hoje o acha culpado de todos os males.

Reformado vive como teimoso, pois agora já não precisam mais dele, agora que já não trabalha ; é um vagabundo e só serve para receber o valor da reforma.
Além disso, a única greve que os reformados podem fazer é a de não mais morrerem e entupirem um pouco mais os hospitais públicos, com suas doenças.

É ISTO QUE NÓS MERECEMOS DE QUEM NOS DEVIA RESPEITAR?

Não!  Finalmente, é preciso fazer qualquer coisa!

Recordemos que se quaisquer destes políticos lá estão e têm estado, é em resultado do nosso  voto.

Lembremos o que ao longo de 38 anos tem acontecido sucessivamente ao nosso País.

Se para moralizar este sistema tivermos que anular o voto como protesto por todos estes oportunismos, pois que o façamos.

Não resultam a abstenção ou o voto em branco.

Somente uma cruz grande de um canto ao outro do Boletim de Voto.

50% + 1 de votos nulos obrigam à repetição das eleições com outras listas eleitorais.
Imaginemos o impacto que uma votação assim (diferente) teria em Portugal e a imagem que daríamos à Europa e ao Mundo.
Alguém tem que começar e de alguma forma consistente e consciente para os meter todos na ordem.
Acabemos-lhes com os privilégios.Temos que ser nós a repor isto no seu devido lugar.

É ESSA A NOSSA FORÇA!

No fim, tudo está na nossa mão.
Temos é que actuar com o(s) meio(s) que temos para nos defendermos.
Portugal precisa acordar e começar a pensar seriamente nas próximas eleições, já que os idosos continuam a ser os votantes em maior número no país.
Afinal, será que as redes sociais e os correios electrónicos só servem para brincarmos às Amizades??
Pensemos nisso!...
Não deixem de repassar....

E PREPAREM-SE PARA VOTAR... EM ....VOTO NULO!
LEMBREM-SE: NÓS,OS DA PESTE GRISALHA, SOMOS MAIS DE 3 MILHÕES!

NÃO VOTEM EM CORRUPTOS, PENSEM...



Recentemente Passos Coelho veio gabar-se "Eu como gestor sempre me dei bem com a avaliação de desempenho"

"Em várias empresas que administrei, a avaliação de desempenho foi sempre um critério objectivo para melhorar resultados e poupar nos resultados de exploração.”
Passos Coelho acrescentou ainda que as empresas portuguesas que “pretendam ser mais produtivas” possam também passar a utilizar processos de avaliação de desempenho. FONTE

Estas frases de Passos Coelho trouxeram-me à memória alguns artigos, do blogue "O verdadeiro lápis azul", que compilava casos obscuros sobre Passos Coelho e o PSD. Quem avaliou Passos Coelho? A justiça? O padrinho Angelo Correia? O país? 
Mas em 2011, estranhamente, este blogue, calou-se.

@ - Passos Coelho: Gestão desastrosa do New Energy Fund
Passos Coelho gaba-se da sua experiência como administrador, mas esta é um desastre. Senão vejamos, o Grupo Fomentinvest de que Passos Coelho era administrador executivo geria, por exemplo, o “New Energy Fund” que integra vários projectos empresariais (com resultados desastrosos desde a sua constituição com uma desvalorização acumulada de 17% em apenas 15 meses e diversas empresas do Grupo sobre suspeita).  É esta a sua experiência! Consulte aqui todos os investimentos do “New Energy Fund”.
passos corrupção água privatização expresso
Semanário Expresso

@ - New Energy Fund: Desvalorizado e Descapitalizado

Da apreciação do Comité de investimentos da NIF foi detectado, entre outras coisas, que “em 2009, as contas apresentadas não reflectiam sequer os saldos que o NEF tinha desembolsado a título do financiamento do projecto”, bem como, outras irregularidades.
Este fundo “NEF” tem participação de diversas instituições financeiras e estão neste momento completamente desvalorizados e descapitalizados em relação ao investimento inicial nele feito.
Podem ver este quadro que comprova essa desvalorização.
fonte

@ - Limpar o buraco financeiro do Fundo na Caixa Geral de Depósitos
Existe, também, a intenção de caso o PSD ganhe as eleições integrar este fundo do Grupo Fomentinvest na CGD de forma a diluir o enorme buraco financeiro acumulado e assim compensar os diversos accionistas que passam por diversas instituições financeiras.
PPC que trouxe à campanha a sua capacidade de gestão empresarial como economista podia explicar o que tem a dizer à apreciação demolidora na sua gestão na Albaidas e se pode garantir que caso ganhe as eleições o fundo das energias e também o fundo do carbono (outro altamente desvalorizado) da Fomentinvest do seu amigo Ângelo Correia não será adquirido pela CGD.
Encontre aqui, disponível para consulta, um ponto de situação sobre o projecto Albaida.
fonte
@ - Denúncia de Gestão Danosa em projecto gerido por Passos Coelho
Um dos projectos a Albaidas de que Pedro Passos Coelho era administrador executivo, na sequência de uma denúncia sobre gestão danosa durante os anos de 2008 e 2009 em que referem ter havido um desvio de cerca de 1 milhão de euros, foi objecto de uma deliberação da Comissão Executiva do Banif para que se procedesse a uma investigação exaustiva desses graves factos culminando com a realização de um memorando da Cuatrecasas.
Podem ver e fazer download das cartas do Banif à Fomentinvest, a denúncia da gestão danosa, a carta do Banif à MCO2-SGFIM e o memorando da Cuatrecasas.
fonte

@ - Queixa contra empresa de Catroga na PGR
A Agência Portuguesa de Ambiente (APA) remeteu à Inspecção-Geral do Ambiente e do Ordenamento do Território e à Procuradoria-Geral da República, no passado dia 2 de Maio, uma denúncia anónima, na qual são apontadas graves ilegalidades à gestão da Sisav - uma empresa que se dedica ao tratamento de resíduos industriais perigosos e que tinha como accionistas a Egeo, presidida por Júlio Castro Caldas, e a Sapec, presidida por Eduardo Catroga.
Não é só Passos Coelho que tem explicações a prestar. Também Catroga as tem. Confira aqui.
@ - Regresso ao passado... Ligações perigosas com o BPN.
"As empresas de resíduos do grupo Fomentinvest, onde Passos Coelho desempenha responsabilidades de gestão directa, têm como sócios figuras envolvidas em escândalos financeiros: os construtores Irmãos Cavaco, acusados de burla qualificada no caso BPN e Horácio Luís de Carvalho, que está a ser julgado por corrupção e branqueamento de capitais no processo do aterro da Cova da Beira. 
# Horácio Luís de Carvalho possui 20% da Tejo Ambiente, que detém duas empresas de resíduos presididas por Pedro Passos Coelho. Está a ser julgado por ter depositado 59 mil euros numa conta offshore de António Morais, o célebre professor de José Sócrates na Universidade Independente. Segundo a acusação, António Morais terá favorecido Horácio de Carvalho através da sua consultora que prestava assessoria no concurso para o aterro da Cova da Beira na segunda metade dos anos 90.
O candidato à liderança do PSD não quis prestar declarações sobre a empresa onde trabalha. Mas Ângelo Correia, presidente do grupo Fomentinvest, explicou à SÁBADO que Horácio de Carvalho se faz representar no conselho de administração pelo seu sócio Jorge Raposo de Magalhães. “Não temos qualquer relação com ele, nem está nos órgãos sociais” 

# Os construtores de Santa Maria da Feira, António e Manuel Cavaco, são parceiros da Fomentinvest na SDEL (uma empresa de mini-hídricas) e foram sócios na Ecoambinete (segunda maior empresa do País na recolha de lixo) até Dezembro de 2009.
Antigos accionistas da SLN grupo que controlava o BPN – foram acusados pelo Ministério Público por participarem num esquema para iludir o Banco de Portugal através da compra fictícia da SLN Imobiliária, através de uma empresa offshore, com dinheiro do próprio BPN.
A SÁBADO revela os negócios e as relações com o Estado das empresas do grupo Fomentinvest, onde Pedro Passos é o administrador com o pelouro financeiro. A Ecoambiente, por exemplo, tem muitas autarquias como clientes. Em Sintra, onde Ângelo Correia é presidente da Assembleia Municipal, o grupo Fomentinvest tem vários projectos em andamento e a Ecoambiente possui um contrato com uma empresas municipal no valor de 2,5 milhões de euros por ano. Mas o estatuto dos eleitos locais proíbe os autarcas de fazerem contratos na câmara que representam. 
Por:Vítor Matos 10 FEVEREIRO 2010,  revista SÁBADO

@ - Passos Coelho envolvido em mais de 10 processos
# "Pedro Passos Coelho tem vários processos de execução fiscal pessoais por frequentes apresentações de declarações fora de prazo. (aqui identificamos alguns desses processos e respectivas coimas).
E como administrador do Grupo Fomentinvest Ambiente, SGPS viu-se envolvido em mais de 10 processos de contra-ordenação.

# O último foi enquanto Presidente do Conselho de Administração da RIBTEJO em que perdeu no Tribunal da Relação um processo “por muito grave incumprimento das normas de qualidade de água tendo sido aplicada uma coima de 60 mil euros” (outro processo em anexo).
Vale a pena também investigar as “ligações perigosas” do grupo empresarial a que Pedro Passos Coelho está ligado e onde se destacaram os irmãos Cavaco acusados de burla qualificada no caso BPN e Horácio Luis de Carvalho acusado de corrupção activa e branqueamento de capitais e sócio da sub-holding Tejo-Ambiente (que inclui a Ribtejo e HLCTejo).
O Blogue “ Lápis Azul” não tem medo, não tem receio e quebra o manto de silêncio sobre os interesses que estão por detrás de Passos Coelho e da sua ânsia de privatizações. Veja-se o caso das Águas de Portugal e o interesse da Fomentinvest e do seu amigo Ângelo Correia (esta o Expresso não deixou escapar em nota de rodapé).fonte

@ - Campanha do PSD paga por dois grandes grupos de Media nacionais
# Mas se investigarem que as duas empresas de marketing Brasileiras que estão a fazer a campanha do PSD são pagas por dois grandes grupos de Media nacionais, que perspectivam vir a beneficiar com a eventual privatização da RTP, fica muito clara a razão porque existe uma espécie de “lápis azul” na comunicação social sobre o passado e presentede Pedro Passos Coelho. Consulte aqui a fonte e os anexos.

@ - Cadastro
PEDRO MANUEL MAMEDE PASSOS COELHO
Presidente do Conselho de Administração da RIBTEJO – Tratamento e Valorização de Resíduos Industriais, S.A. entre 2005 a 2010 e Presidente do Conselho de Administração da HLCTejo, S.A.
PROCESSOS DE EXECUÇÃO FISCAL:
• PROCESSO N.º 3140200301009079 – VALOR 101,91 €– Instruído em 5.05.2003 e finalizado em 25.06.2003
• PROCESSO N.º 3247200401019198 – VALOR 2.419,65 €– Instruído em 26.02.2004 e finalizado em 08.11.2005
• PROCESSO N.º 3247200401052195 - VALOR 2.464,30 € – Instruído em 24.07.2004 e finalizado em 04.08.2005
• PROCESSO N.º 3166200601074822 - VALOR 781,16 € – Instruído em 19.07.2006 e finalizado em 02.08.2006
• PROCESSO N.º 3166200701134396 - VALOR 151,75 € – Instruído em 09.10.2007 e finalizado em 05.11.2007
Teve mais processos de execução fiscal e teve processos de contra-ordenação.
Apresentação frequente de declarações fora de prazo.
Enquanto Presidente da RIBTEJO circulava num Mercedes de matrícula alemã para além do tempo que a Lei permite. fonte
@ - Passos Coelho: Irregularidades na gestão do MARL Energia
Outro projecto com gravíssimos problemas de irregularidades na sua gestão foi MARL Energia.
Análises que podem, igualmente, ser aqui consultadas.
fonte

@ - Ambiente. Empresa dirigida por Passos condenada a pagar 60 mil euros por negligência.
Líder do PSD era presidente da Ribtejo à data das descargas de águas residuais com níveis de enxofre superiores aos permitidos na lei. Leia mais aqui.

Má gestão e violação da Lei
Vários processos de contra ordenação por violação de regras ambientais, vários exemplos de má gestão são matérias que merecem vir a público sobre o passado de Passos Coelho enquanto gestor e economista.
A competência profissional nunca foi importante para eleger um gestor do país...
Conheça todos os episódios:

@ - Currículo 
Data de nascimento: 1964
Licenciatura em Economia – Universidade Lusíada (concluída em 2001, com 37 anos )
Percurso profissional: Até 2004, apenas actividade partidária na JSD e PSD; a partir de 2004 (com 40 anos de idade) passou a desempenhar vários cargos em empresas do amigo e colega de Partido, o Engº Ângelo Correia, tais como:
(2007-2009) Administrador Executivo da Fomentinvest, SGPS, SA;
(2007-2009) Presidente da HLC Tejo,SA;
(2007-2009) Administrador Executivo da Fomentinvest;
(2007-2009) Administrador Não Executivo da Ecoambiente,SA;
(2005-2009) Presidente da Ribtejo, SA;
(2005-2007) Administrador Não Executivo da Tecnidata SGPS;
(2005-2007) Administrador Não Executivo da Adtech, SA;
(2004-2006) Director Financeiro da Fomentinvest,SGPS,SA;
(2004-2009) Administrador Delegado da Tejo Ambiente, SA;
(2004-2006) Administrador Financeiro da HLC Tejo,SA.
Eis o “magnífico” CV do homem que governa este País!
Um homem que nunca soube o que era trabalhar até aos 37 anos de idade!
Um homem que, mesmo sem ocupação profissional, só conseguiu terminar a Licenciatura (numa Universidade privada…) com 37 anos de idade!
Um homem que fez carreira em tachos amigos.
Um homem que, mesmo sem experiência de vida e de trabalho, conseguiu começar como ADMINISTRADOR… em empresas de Ângelo Correia, “barão” do PSD e seu tutor político!... E que nesse universo continua a exercer funções!...
Como é que um homem destes, chega a PRIMEIRO-MINISTRO?