Translator

terça-feira, 1 de abril de 2014

«ESTAMOS ENTREGUES A UM BANDO DE LOUCOS»



Constança Cunha e Sá criticou, esta segunda-feira, a «visão primária» do primeiro-ministro, que chamou «infantis» aos signatários do Manifesto dos 70 pela reestruturação da dívida. Na TVI24, a comentadora defendeu que a atitude de Pedro Passos Coelho reflete os preconceitos dos países nórdicos em relação aos do sul.
No espaço de análise nas «Notícias às 21:00», a comentadora afirmou que os dados do INE, que falam em dois milhões de portugueses em risco de pobreza, só comprovam que a classe média foi empurrada para o limiar da pobreza, alargando-se o fosso em relação aos mais ricos.

Sublinhando que «não há democracia que resista a uma falta de coesão social» e alertando para o perigo do avanço dos extremismos políticos, Constança Cunha e Sá afiançou que «estamos entregues a um bando de loucos».

Quando Passos Coelho critica os signatários do Manifesto dos 70 dizendo que «estamos a falar de uma Europa em que alguns poupam para que outros possam gastar», a comentadora diz que o primeiro-ministro está, no fundo, a afirmar «que os portugueses são uns malandros que gastam dinheiro e que os povos do norte, coitadinhos, não têm que andar a poupar para pagar luxos dos portugueses».

«Isto é o retrato social que ele [Passos Coelho] tem neste momento: mostra uma visão primária da questão da dívida (...). Falar assim de um povo é uma afronta e um insulto a todos os portugueses. Ele [Passos Coelho] tem a posição de um partido da extrema-direita alemã», rematou.
Para o Video cliqueAQUI

As capas dos jornais e as principais notícias de Quarta-feira, 2 de Abril de 2014.



Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Registadas pelo menos 20 réplicas após forte sismo no Chile
Barra-Vagueira mais suscetível de avanço do mar em 2025 - investigadora
Sobe para cinco número de mortos em forte sismo no Chile
Jornalistas na Venezuela denunciam pressão da polícia para revelarem fontes
Doze operários encurralados após desabamento de túnel no nordeste da China
Reguladora brasileira revoga suspensão de oferta pública de ações da Oi
Seul conclui que 'drones' encontrados no seu território são da Coreia do Norte

Capa do Público Público

Universidade, ensino e sociedade
Brasil: antecipar o futuro
Barroso em negação
Demoramos em média 19 minutos a cozinhar uma refeição
A Venezuela e os abusos do regime
À Transnístria
Cartas à Directora

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

Horas vulgares
Escolas que inflacionam notas devem ser investigadas
Lei deixa porta aberta para impedir crianças em hotéis
Já há vistos "gold" para a criação de emprego
Polícia investiga navalha enviada a Passos Coelho
Conheça a combinação vencedora do Euromilhões
PJ deteve homem suspeito de pertencer a rede de tráfico

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Chile ordena evacuação da costa após forte sismo e alerta de tsunami
Presidente da Liga diz que decisão sobre Boavista é "histórica"
Arcebispo de Atlanta pede desculpa por construir mansão de 1,6 milhões
Euromilhões para apostador fora de Portugal
Horas passadas frente ao ecrã influenciam bem-estar das crianças
Estado gasta 250 milhões por ano com chumbos
Sinto o 25 de abril como algo meu

Capa do i i

Diário de 74. Mentiras de algum tamanho assombraram os jornais
Diário de 74. Silva Pinto: "Nada de especial se passou em Portugal"
PISA. Raparigas lêem melhor mas rapazes dominam a matemática
TdC diz que Berta Cabral terá recebido ilegalmente quase 20 mil euros
Chuva e vento forte esperados até quinta-feira
Número de manifestações está a diminuir
Castello Lopes. "A filha de Américo Thomaz exigia cortes nos filmes. Senão ia-se queixar ao pai"

Capa do Diário Económico Diário Económico

Fundo de indemnizações deve atingir cinco milhões de euros em Julho
IGF questiona desempenho por causa de redução de pessoal
Mais de 207,3 milhões de cupões vão a sorteio para ganhar Audi do Fisco
O futuro da família Espírito Santo é verde?
Vendas de carros novos crescem 43,8% nos primeiros meses de 2014
Paulo Portas leva 45 empresários na visita oficial à Arábia Saudita
PS realça que folga dá uma “escolha” ao Governo

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

Professores de Matemática destacam Portugal na média da OCDE em relatório PISA
Associação de fabricantes saúda intenção de investimento da Autoeuropa
Presidente do Banco Mundial prevê duplicar empréstimos para países emergentes
Ex-ministro Santos Silva critica cancelamento da reestruturação dos estaleiros e fecho da empresa
UTAO: Publicação do diploma da execução orçamental atrasada pelo menos um mês
Por que é que os americanos pagam mais pelo vinho do que os europeus?
REN tem 15 dias para avançar com auditoria a ganhos da EDP nos CMEC

Capa do Oje Oje

“É preciso intensificar combate ao desemprego jovem”, frisa Andor
Moçambique discorda da UE sobre a venda de pescado
Desemprego na Alemanha diminui pelo 4.º mês consecutivo
Fórum Económico Mundial debate América Latina
Rent-a-car sem instalações nos aeroportos começam a pagar taxa à ANA
Eurogrupo aprova 6,3 mil milhões para a Grécia
Receitas trimestrais dos casinos de Macau sobem 19,8%

Capa do Destak Destak

Registadas pelo menos 20 réplicas após forte sismo no Chile
Barra-Vagueira mais suscetível de avanço do mar em 2025 - investigadora
Sobe para cinco número de mortos em forte sismo no Chile
Jornalistas na Venezuela denunciam pressão da polícia para revelarem fontes
Doze operários encurralados após desabamento de túnel no nordeste da China
Reguladora brasileira revoga suspensão de oferta pública de ações da Oi
Seul conclui que 'drones' encontrados no seu território são da Coreia do Norte

Capa do A Bola A Bola

D. Jorge Ortiga visitou complexo
Verona exerce opção sobre Iturbe
Cardiff avança por Willyan
Guerreiros na pista de Halliche
Mangala faz teste decisivo
«Como vi o golo de Diego? Com os olhos» – Pinto
Falcao? As gémeas Dávalos gostam mesmo é de Messi

Capa do Record Record

Cardozo é candidato ao onze na Holanda
Fernando em alerta
Carlos Silva: «Teremos de sofrer durante os 50 minutos»
André Leão recuperado
Fuga a recorde negativo
Arsenal Parada garante lugar na história da Taça
Pedro Nuno vai assinar contrato profissional

Capa do O Jogo O Jogo

Alex Sandro ligado ao Chelsea
Flamengo também sai da corrida por Elias
Pinto comenta bem humorado o golaço de Diego
Um golo genial no andebol
Cinco vezes 10
Simeone: "Está tudo em aberto"
Litos celebra o regresso do Boavista

A Frase

Sim, foi pela despesa que se fez o ajustamento em 2013. Mas pela despesa dos cidadãos com impostos - não pela despesa do Estado. Essa não diminuiu, pelo contrário, aumentou, o que o INE ontem explicou com a reposição dos subsídios aos funcionários públicos e pensionistas. Na verdade, o défice teria aumentado se tivesse dependido apenas da despesa pública.
João Pedro HenriquesDiário de Notícias

ARRUFOS,ARRUFOS MEUS SENHORES!!!!

Eles, os dois, até foram felizes!!!...


Daniela Santiago/Pedro Pessoa

Vítor Constâncio diz que não se lembra de alguma vez ter sido convocado por Durão Barroso para falar expressamente do BPN. O PSD e o CDS querem esclarecimentos do antigo Governador do Banco de Portugal depois das palavras do presidente da Comissão Europeia, segundo o qual chamou Constâncio por três vezes a São Bento.

Passos Coelho, o calcinhas português, Daniel Oliveira no Expresso



Leiam.
Em mais uma reação ao "Manifesto dos 70", que tão nervoso deixou o governo, Passos Coelho disse que ele revela "uma concepção infantil, nem sequer é política, da Europa". Infantil porquê? "Estão a falar de uma Europa que não existe, nem existirá e ainda bem, porque ninguém aceitaria uma Europa em que uns poupam para que outros possam gastar". 
.
Repare-se que Passos não apela a um suposto realismo. Ele diz que ainda bem que a tal Europa não existe. E explica que essa Europa que felizmente não existe é aquela em que uns poupam e outros gastam. 
.
A dicotomia não é entre credores e devedores, centro e periferia, economias mais e menos desenvolvidas. Nada disso. Ele remete-nos para distinções éticas. Uns são poupados, outros gastadores. Eles vítimas pacientes, nós abusadores infantilizados.

.
Podia discutir a infantilidade (devolve-se o epíteto) deste ponto de vista. Mas isso obrigar-me-ia a descer o nível intelectual do debate até à imbecilidade. 
.
Não consigo. Poderia mostrar, através de quase todos os dados fundamentais, como este preconceito racista (estou a medir as palavras) é contrariado por quase todos os factos. Mas isso só faria sentido se estivesse a discutir com alguém que não conhece a realidade do País. 
.
O preconceito perdoa-se ao ignorante. Podia indignar-me com a utilização de estereótipos como arma política. Mas isso só faria sentido se estivesse a debater com um qualquer político estrangeiro e me visse obrigado a defender o bom nome de Portugal. 
.
Na realidade, tal como disse Constança Cunha e Sá,  apenas um líder de um partido de extrema-direita do norte da Europa teria o desplante de fazer este tipo de simplificação das relações entre Estados membros da União Europeia e lançar este anátema sobre os países periféricos. 
.
Acontece que esta frase é do primeiro-ministro de Portugal. É ele, e não Angela Merkel ou mesmo Marine Le Pen, que se encarrega de alimentar o preconceito contra os portugueses.

.
Indigna-me a insensibilidade social de Passos Coelho, que muitas vezes se evidencia na frieza com que fala do "ajustamento interno" (que, traduzido para a vida prática, corresponde ao engrossar do exército novos pobres vindos da classe média, que deixaram de poder comer peixe e carne ou de aquecer a casa). 
.
Mas poucas coisas me deixam mais perplexo do que o seu deslumbramento provinciano. Um sentimento comum em muitos portugueses, que se traduz nos elogios ao que se faz "lá fora" e à autoflagelação por coisas que "só neste País" acontecem. 
.
Um complexo de inferioridade que é responsável por muitos dos erros que cometemos no passado recente, a começar pela falta de sentido critico que mantivemos em todo o processo da nossa integração europeia. 
.
Mas como Passos Coelho a coisa chega a um ponto que roça o racismo contra nós próprios. Se isso seria incómodo em qualquer cidadão, num primeiro-ministro de um país em crise, deprimido e intervencionado por instituições externas, é assustador. 
.
Como pode o governo negociar com outros Estados e instituições externas se o homem que o dirige é o primeiro a produzir o argumentário e a reproduzir os preconceitos que são usados contra o seu próprio povo?

.
No passado, quando Portugal ainda tinha um Império, usava-se um termo para os mestiços assimilados, que supostamente queriam ser considerados "civilizados". 
.
Eram os "calcinhas". Apesar da ter várias leituras, conforme quem a usava, a expressão era geralmente pejorativa e carregada de preconceito. 
.
O africano podia fazer o esforço para se vestir como o branco, falar como o branco e até pensar como o branco. Podia também ser mais instruído que o colono vindo das berças. Aos olhos do branco, nunca seria um deles. Um "preto de calcinhas", mas um "preto". 
.
É uma coisa que o nosso "calcinhas" um dia perceberá sobre si próprio e o papel que decidiu desempenhar nesta Europa em crise: que se pode esforçar para repetir o que os líderes das Nações que ele considera "civilizadas" pensam sobre esta "piolheira" e a excelente opinião que têm - e ainda bem para eles - sobre os seus próprio Países. Pode até dizer o que apenas o alemão mais preconceituoso pensa de nós. 
.
Será sempre apenas e só "the nice guy", como lhe chamou Angela Merkel quando o conheceu. Um "tuga" que gostaria de não o ser e que vive deslumbrado pelo seu próprio "colono".

UNIÃO EUROPEIA: "A BARBUDA DE BOYS E GIRLS!

Eu não me queixaria se tivessem de acumular com a função de DEPUTADOS, a condição de  DEPORTADOS !
Então o rústico que se espreguiça ....! LAMENTÁVEL


_________
_______________________________________
Estão cnsados de trabalhar muito.. 
Que circulem estas fotos...É IMPORTANTE.
O QUE EU DESTACO DAS FOTOGRAFIAS, É O SEMBLANTE DE RESPONSABILIDADE DE CADA DEPUTADO EUROPEU QUE PROCURA, NAQUELE PARLAMENTO, PÔR EM PRÁTICA TODOS OS SONHOS DAS SUAS CANDIDATURAS.
POR ISSO É IMPORTANTE VOTARMOS, A VER SE, COM A NOSSA QUOTA-PARTE, AJUDAMOS AQUELE ESCOL DA POLÍTICA EUROPEIA, A TRANSFORMAR A EUROPA NUM LUGAR APRAZÍVEL, ONDE TODOS POSSAM DORMIR DESCANSADAMENTE.
Verdadeiramente vergonhoso...
2DB43845ACC9462AA4EFD1D3151E760E@utilizadorPC

Parlamento europeu em sessão.
Que circulem estas fotos... uma e outra vez... e outra.... sempre
sem parar para que todos saibam.

PRODUTIVIDADE NO PARLAMENTO EUROPEU.....
RECEBEM 12.000 EUROS AO MÊS!
European MPs at work in Brussels

Muitos deputados a dormir!...
F4EE8E8E11604E74AA1DE0DFF18E3E26@utilizadorPC
A8E42D6F024D44D38F65362A947D3F52@utilizadorPC
12.000,00 € AO MÊS

CD885DA59FDE4EA6AFB4CC7A634DDFAE@utilizadorPC
12.000,00 € AO MÊS

8A877096125941DCA3C06AE46BFD76EB@utilizadorPC
12.000,00 € AO MÊS

07B6DEDD7E6E4A87A629F832A73A8530@utilizadorPC
12.000,00 € AO MÊS

EDB4EFC4F925487089B43E03F5677922@utilizadorPC
12.000,00 € AO MÊS

2BCD6D96338345208F32A4CBE10B0CF4@utilizadorPC
12.000,00 € AO MÊS

F196509C2D76412D92A8744B2649DCA9@utilizadorPC
12.000,00 € AO MÊS

28E5AFF7E7EB498F93E129C59F0478BA@utilizadorPC
12.000,00 € AO MÊS
97390942B1174A748F4D1391D8115253@utilizadorPC
12.000,00 € AO MÊS


E NÓS TRABALHANDO COMO BURROS!...


SIM SENHOR, QUE CIRCULE...........UMA E MIL VEZES........... SEM PARAR.

ESTA É A MAIS VÁLIDA QUEIXA SOBRE O ACORDO ORTOGRÁFICO...



 É preciso saber um pouco da história/origem das línguas e o Prof. Malaca Casteleiro até parece que nada sabe. Ele até já nem se deve lembrar que era um zé-ninguém quando o Prof. Lindley Cintra era O PROFESSOR de línguística e ele (Malaquinha) apenas o assistente das aulas de Fonética, que detestávamos...
Os anos passam e...
Acordo Ortográfico
 O novo acordo ortográfico é mais uma prova da imbecilidade desta gente que governa Portugal nos últimos 3 decénios!
Nos nossos sete, oito e nove anos tínhamos que fazer aqueles malditos ditados que as professoras se orgulhavam de leccionar. A partir do terceiro erro de cada texto, tínhamos que aquecer as mãos para as dar à palmatória. E levávamos reguadas com erros destes: "ação", "ator", "fato", "tato", "fatura", "reação", etc, etc...
Com o novo acordo ortográfico, voltam a vencer-nos, pois nós é que temos que nos adaptar a eles e não ao contrário. Ridículo...
Mas, afinal de onde vem a origem das palavras da nossa Língua? Do Latim!!! E desta, derivam muitas outras línguas da Europa. Até no Inglês, a maior parte das palavras derivam do latim.
Então, vejam alguns exemplos:

Em Latim
Em Francês
Em Espanhol
Em Inglês
Até em Alemão, reparem:
Velho Português  (o que desleixámos)
Novo Português (importado do Brasil)
Actor
Acteur
Actor
Actor
Akteur
Actor
Ator
Factor
Facteur
Factor
Factor
Faktor
Factor
Fator
Tact
Tacto
Tact
Takt
Tacto
Tato
Reactor
Réacteur
Reactor
Reactor
Reaktor
Reactor
Reator
Sector
Secteur
Sector
Sector
Sektor
Sector
Setor
Protector
Protecteur
Protector
Protector
Protektor
Protector
Protetor
Selection
Seléction
Seleccion
Selection
Selecção
Seleção
Exacte
Exacta
Exact
Exacto
Exato
 Excepté
Excepto
Except
Excepto
Exceto
Baptismus
Baptême
Baptism
Baptismo
Batismo
Exception
Excepción
Exception
Excepção
Exceção
Optimus
Optimum
Optimum
Óptimo
Ótimo
Conclusão: na maior parte dos casos, as consoantes mudas das palavras destas línguas europeias mantiveram-se tal como se escrevia originalmente.
Se a origem está na Velha Europa, porque é temos que imitar os do outro lado do Atlântico?
Mais um crime na Cultura Portuguesa e, desta vez, provocada pelos nossos intelectuais da Língua de Camões.
Circulem este e-mail até chegar aos intelectuais que fizeram este acordo. Pode ser que eles abram os olhos.
 Ex.: Será que fui de fato à praia?  
...Na tourada, estavam 2 espetadores!
...Eu trabalho numa seção com 5 colegas!  etc, etc.
PS: Porque se escreve Egito se os naturais desse país são Egípcios? (Eu pessoalmente digo Egipto)
Ainda não percebi se com o novo acordo ortográfico os Polacos também passaram a ser Poloneses e os Canadianos agora são Canadenses, como se diz nas Terras de Vera Cruz…
 Inovações sim , mas sem exageros e com coerência!!!